IMPORTÂNCIA DAS INFORMAÇÕES SOBRE BIOSSEGURANÇA FORNECIDAS PELO PROJETO DE EXTENSÃO TECNOLÓGICA SBRT A EMPREENDEDORES

Importance of the biosafety information provided by the SBRT technological extension project to entrepreneurs

Autores

  • Ingrid de Souza Freire
  • Larisse Araújo Lima
  • Adriana Regina Martin
  • Grace Ferreira Ghesti

Palavras-chave:

biosseguranca, empreendedorismo, universidade, tecnologia, SBRT

Resumo

Biossegurança constitui-se como um conjunto de procedimentos que visam evitar, controlar e/ou minimizar os riscos provocados pelo uso de agentes nocivos à biodiversidade. A necessidade de busca por informações consolidadas e confiáveis no ambiente de trabalho contribui com processos eficientes e seguros. Com o pro- pósito de se estabelecer a disseminação dos conhecimentos sobre biossegurança e empreendedorismo no âmbito do Distrito Federal, o projeto de extensão tecnológica, Serviço Brasileiro de Resposta Técnica – SBRT, contribui por meio de produtos personalizados com esse público demandante. Diante disso, realizou-se uma análise dos conteúdos técnicos disponibilizados em seu banco de dados a fim de aumentar sua inclusão no cenário socioeconômico do Distrito Federal. Os serviços prestados pelo SBRT aliados a disseminação do conhecimento promovido pelas Universidades auxiliam procedimentos que demandariam consultoria técnica. Por esse motivo, esse projeto serve de modelo a outros sistemas de inovação e de disseminação do conhecimento técnico ao setor produtivo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ARNON, S. S. et al (2001). Botulism toxin as a biological weapon. American Medical Association, v. 285, n. 8, p. 1059-1071. Disponível em: <http://www.bt.cdc. gov/agent/botulism/botulismconsensus.pdf>. Acesso em: 20 mar. 2015.

BRASIL (2006). Instrução Normativa Conjunta nº 03, de 10 de março de 2006. Estabelece procedimentos a serem dotados para efeito de registro de agentes micro- biológicos, empregados no controle de uma população ou de atividades biológicas de um outro organismo vivo considerado nocivo. Diário Oficial [da] República Fe- derativa do Brasil, Brasília, 10 mar. Disponível em: <http://www.ibama.gov.br/cate- gory/4?download=690%3A_03_2006_-.p&start=40>. Acesso em: 01 jun. 2015.

BRASIL (2002). Resolução Diretoria Colegiada n º 275, de 21 de outubro de 2002a. Dispõe sobre o Regulamento Técnico de Procedimentos Operacionais Padro- nizados [...]. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, 11 de nov. Disponível em: <http://portal.anvisa.gov.br/wps/wcm/connect/dcf7a900474576fa- 84cfd43fbc4c6735/RDC+N%C2%BA+275,+DE+21+DE+OUTUBRO+DE+2002.pd-

f?MOD=AJPERES>. Acesso em: 03 jun. 2015.

BRASIL (2002).Decreto nº 4.074, de 4 de janeiro de 2002b. Regula a Lei nº 7.802, de 11 de julho de 1989. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, 4 jan. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto/2002/ d4074.htm>. Acesso em: 06 maio 2015.

FINARDI FILHO ([200-?]). CTNBio: rigor e transparência na avaliação de biossegurança de OGM no Brasil. Brasília. Disponível em: <http://www.ctnbio.gov. br/upd_blob/0001/1789.pdf>. Acesso em: 28 abr. 2015.

GOMES, M (2017). Parque Tecnológico do DF começará a ser construído em outubro de 2017. Correio Braziliense. Disponível em:

<http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/cidades/2017/01/10/ interna_cidadesdf,564246/parque-tecnologico-do-df-comecara-a-ser-

-construido-em-outubro.shtml>. Acesso em: 14 nov. 2017.

JORNAL DE BRASÍLIA (2015). Indústria do DF tem realidade aquém do po- tencial. Brasília. Disponível em: <http://www.jornaldebrasilia.com.br/cidades/indus- trias-do-df-tem-realidade-aquem-do-potencial/>. Acesso em: 17 mar. 2017

KREMER, Sérgio (c2017). Tecnologias impulsiona produção agrícola no DF. Brasília. Disponível em:<http://www.agrobrasilia.com.br/ultimas-noticias/435-tec- nologia-impulsiona-producao-agricola-no-df.html>. Acesso em: 17 mar.2017

MCNUTT, D.W. et al (2012). Intraspecific competition facilitates the evolution of tolerance to insect damage in the perennial plant Solanum carolinense. Oecologia,

v. 170; p. 1033-1044.

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA PECUÁRIA E ABASTECIMENTO-MA-

PA (2012). Manual de procedimentos para registro de agrotóxicos. Brasília. Dispo- nível em: <http://www.agricultura.gov.br/arq_editor/file/vegetal/agrotoxicos/Manu- al%20de%20Procedimentos%20para%20Registro%20de%20Agrot%C3%B3xicos. pdf>. Acesso em: 05 maio 2015.

MONNERAT, R.G.; PRAÇA, L.B 2006). Bacillus thuringiensis e Bacilus sphaericus. In: OLIVEIRA-FILHO, E.C.; MONNERAT, R.G. (Eds.) Fundamento

para a Regulação de Semioquímicos, Inimigos Naturairs e Agentes Microbiológi- cos de Controle de Pragas. Planaltina, DF: Embrapa Cerrados, p. 121-155.

OLIVEIRA-FILHO, E.C. et al (2011).Susceptibility of non-target invertebrates to Brazilian microbial pest control agents. Ecotoxicology, v. 20, p. 1354-1360.

PEGN (2009). SBRT vai a feira do empreendedor. [Rio de Janeiro]. Disponível em: <http://revistapegn.globo.com/Revista/Common/0,,EMI89393-17180,00-SBR- T+VAI+A+FEIRA+DO+EMPREENDEDOR.html>. Acesso em: 17 mar.2017

PORTAL EDUCAÇÃO (2008). O que é biossegurança?. Campo Grande. Dis- ponível em: <https://www.portaleducacao.com.br/conteudo/artigos/biologia/o-que-

-e-biosseguranca/4494>. Acesso em: 14 mar. 2017

SANTOS, M.P (2014). Extensão Universitária: espaço de aprendizagem pro- fissional e suas relações com o ensino e a pesquisa na educação superior. Extensão UFSC – Revista eletrônica de extensão, v. 11, n. 18.

SERVIÇO BRASILEIRO DE RESPOSTAS TÉCNICAS - SBRT (2014). O que

é. Disponível em: <http://www.sbrt.ibict.br/sobre-o-sbrt/o-que-e/o-que-e>. Acesso em: 24 fev. 2015.

SERVIÇO BRASILEIRO DE RESPOSTAS TÉCNICAS - SBRT (2014a). Ela-

boração de Respostas Técnicas. Instrução de trabalho - IT, 04.

SERVIÇO BRASILEIRO DE RESPOSTAS TÉCNICAS - SBRT (2014b). Ela-

boração de Respostas Técnicas. Instrução de trabalho - IT, 10.

SERVIÇO BRASILEIRO DE RESPOSTAS TÉCNICAS - SBRT (2014c). Ela-

boração de Respostas Técnicas. Instrução de trabalho - IT, 05.

SILVA-FILHO, M.C.; FALCO, M.C (2000). Interação planta-inseto: adaptação dos insetos aos inibidores de proteinase produzidos pelas plantas. Biotecnologia, Ci- ência & Desenvolvimento, v. 2, p. 38-42. Disponível em: <http://www.biotecnologia. com.br/revista/bio12/interacao.pdf>. Acesso em: 20 fev. 2015.

SILVA, O.D (1997). O que é extensão universitária? Integração III, v. 9, p. 148-49. Disponível em: <http://www.ecientificocultural.com/ECC3/oberdan9.htm>. Acesso em: 25 jan. 2016.

VERGANI, A ([200-?]). Procedimento operacional padrão – POP. [S.l.]. Dispo- nível em: <http://www.toledo.pr.gov.br/sites/default/files/POP%20%20Procedimen- tos%20Operacionais%20Padr%C3%A3o.pdf>. Acesso em: 10 jun. 2015.

Downloads

Publicado

2022-01-04

Como Citar

INGRID DE SOUZA FREIRE; LARISSE ARAÚJO LIMA; ADRIANA REGINA MARTIN; GRACE FERREIRA GHESTI. IMPORTÂNCIA DAS INFORMAÇÕES SOBRE BIOSSEGURANÇA FORNECIDAS PELO PROJETO DE EXTENSÃO TECNOLÓGICA SBRT A EMPREENDEDORES: Importance of the biosafety information provided by the SBRT technological extension project to entrepreneurs. Participação, [S. l.], v. 20, n. 36, p. 131–146, 2022. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/participacao/article/view/45991. Acesso em: 20 jul. 2024.

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.