Interdisciplinaridade, colaboração e imersão

o design de uma experiência em realidade virtual com o objetivo de preservação da memória

Autores

Palavras-chave:

Interdisciplinarity, collaborative design, virtual reality, archeology, memory

Resumo

A cultura digital tem possibilitado novas formas de fruição de artefatos em museus. Este artigo aborda a importância do trabalho interdisciplinar e colaborativo no design de projetos que utilizam tecnologias digitais para criar experiências significativas para o público. Como estudo de caso, apresenta o projeto V-Horus, cujo objetivo é a reconstrução digital de artefatos arqueológicos e a sua visualização por meio de realidade virtual. Em fase experimental, o projeto reconstruiu digitalmente uma múmia da coleção egípcia do Museu Nacional do Rio de Janeiro, destruída no incêndio ocorrido em 2018. No artigo, são relatados o desenvolvimento da experiência e a avaliação da mesma pelo público, realizada por meio de uma pesquisa com 153 usuários. Os resultados mostram que o experimento ampliou as possibilidades de visualização dos acervos em museus e que a abordagem interdisciplinar do projeto foi essencial para criar uma experiência que sensibilizasse e engajasse o público.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Andrea Lennhoff , Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro

Doutoranda em Design e Mestre em Design pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, linha de pesquisa Tecnologia, Educação e Sociedade (2015). Bacharel em Comunicação Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro com habilitação em Publicidade (1990) e em Jornalismo (2003). Curso de extensão em Cinema pela New York University (1997). É membro do Grupo de Estudos e Pesquisa em Experiência e Ambientes Interativos (EAI) .

Luiza Novaes, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro

Doutora em Design pela PUC-Rio e MFA in Photography and Related  Media pela School of Visual Arts, em New York, USA. Atua na graduação e na pós-graduação em design da PUC-Rio. Coordena o Laboratório EAI ”“Experiências e Ambientes Interativos da PUC-Rio. É líder de dois grupos de
pesquisa: Experiências e Ambientes Interativos e Interfaces Físicas Experimentais

Luiz Velho, Instituto de Matemática Pura e Aplicada

Luiz Velho é Pesquisador / Professor Titular do IMPA - Instituto de Matematica Pura e Aplicada do CNPq, e cientista líder do Laboratório VISGRAF. Ele recebeu um BE em Desenho Industrial pela ESDI / UERJ em 1979, um MS em Computação Gráfica pelo MIT / Media Lab em 1985 e um Ph.D. em Ciência da Computação em 1994 pela Universidade de Toronto.

 

Downloads

Publicado

2021-12-18

Como Citar

Lennhoff Reis, andrea, Novaes, L., & Veho, L. (2021). Interdisciplinaridade, colaboração e imersão: o design de uma experiência em realidade virtual com o objetivo de preservação da memória. Museologia & Interdisciplinaridade, 10(Especial), 39–57. Recuperado de https://periodicos.unb.br/index.php/museologia/article/view/36029

Edição

Seção

Dossiê Museologia e Cultura Digital