O que faz um palhaço sentado em um museu?

Performances no contexto das coleções dos museus brasileiros.

Autores

  • Vivian Horta Museus Castro Maya-IBRAM / PPGAV/EBA/UFRJ

DOI:

https://doi.org/10.26512/museologia.v9i18.33028

Resumo

O artigo a seguir trata das questões que cercam o processo de musealização de manifestações artísticas muito populares no circuito, porém não proporcionalmente integradas aos acervos institucionais, especialmente quando tratamos dos museus brasileiros: performances e arte em novas mídias. O projeto em questão busca, através da investigação de obras estrangeiras e brasileiras, além de estudos de caso atuais em museus integrantes do Instituto Brasileiro de Museus, inferir hipóteses para a dificuldade enfrentada por este acervo em seu percurso até as instituições. Através do entendimento da missão dos Museus em servir como repositório para a pesquisa em História da Arte, e a lacuna que vem sendo deixada neste sentido, busca-se propor caminhos para que, através da pesquisa e troca de experiências entre equipes e instituições, torne-se possível chegar a uma gama de soluções comuns aplicáveis em diversos casos semelhantes, procurando aplicar o conhecimento acadêmico formal gerado à prática museológica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

ALTSHULER, Bruce. Collecting the new: museums and contemporary art. New Jersey: Princeton University Press, 2007.

ANTONELLI, Paola. Video Games: 14 in the Collection, for Starters. Nova York, 29 nov. 2011. Disponível em: < http://www.moma.org/explore/inside_out/2012/11/29/video-games-14-in-the-collection-for-starters/> Acesso em: 30 nov. 2012.

BBC News UK. Emin anger over public 'sniggers'. 30 maio 2004. Disponível em: <http://news.bbc.co.uk/2/hi/uk_news/england/kent/3761851.stm>. Acesso em: 04 ago. 2012.

BOGOST, Ian. How to do things with videogames? Minneapolis: University of Minnesota Press, 2011.

DIOGO, Marciano. Arte entre notícias. Jornal Notícias do Dia. Florianópolis, 6 jan. 2016.

CATALOGUE des Musées royaux des Beaux-Arts de Belgique. Descrição detalhada da obra Wand-Skulpturen, de Bernd Lohaus. Disponível em: <http://www.fine-arts-museum.be/fabritiusweb/List.csp?Profile=Default&OpacLanguage=fre&SearchMethod=Find_1&SearchTerm1=10604&RequestId=943992_1&WebAction=NewSearch&Database=2&PageType=Start&Index1=Index32&NumberToRetrieve=10&WebPageNr=1>. Acesso em: 12 ago. 2012.

CAUQUELIN, Anne. Frequentar os incorporais: Contribuição a uma teoria da arte contemporânea. São Paulo: Martins Fontes, 2008. 1ª ed. 215 p.

EBERT, Roger. Video games can never be art. 16 abr. 2010. Disponível em <http://blogs.suntimes.com/ebert/2010/04/video_games_can_never_be_art.html> Acesso em: dez. 2012.

EBERT, Roger. Why did the chicken cross the genders? 27 nov. 2005. Disponível em <http://rogerebert.suntimes.com/apps/pbcs.dll/section?category=ANSWERMAN&date=20051127> Acesso em: dez. 2012.

ENCICLOPÉDIA Eletrônica Itaú Cultural. Desertesejo (verbete). Disponível em: <http://www.cibercultura.org.br/tikiwiki/tiki-index.php?page=Desertesejo> Acesso em: mar. 2013.

FILE. Disponível em: <http://file.org.br/>. Acesso em: mar. 2013.

FURLANETO, Audrey. Da Tate Modern, em Londres, ao MAM do Rio, instituições se rendem à s performances. O GLOBO, Rio de Janeiro, 14 jul. 2012. Disponível em: <http://oglobo.globo.com/cultura/da-tate-modern-em-londres-ao-mam-do-rio-instituicoes-se-rendem-as-performances-5467736>. Acesso em: 04 ago. 2012.

GRENIER, Catherine. La fin des musées? Paris: Editions du Regard, 2013.

HIGGINS, Charlotte. Tate Modern unlocks Tanks ”“ and introduces live art into mainstream. The Guardian, Londres, 16 jul. 2012. Disponível em: <http://www.guardian.co.uk/artanddesign/2012/jul/16/tate-modern-tanks-live-art>. Acesso em: 04 ago. 2012.

INTERNET Movie Database. Shigeru Miyamoto. Disponível em: <http://www.imdb.com/ name/nm0594427/>. Acesso em: 25 mar. 2013.

JONES, Jonathan. Sorry MoMA, video games are not art. The Guardian. Londres, 30 nov 2012. Disponível em: <http://www.guardian.co.uk/artanddesign/jonathanjonesblog/2012/nov/30/moma-video-games-art>. Acesso em: dez. 2012.

KATO, Gisele. Mistério no Museu. Bravo!, São Paulo, n. 175, mar. 2012. Disponível em: <http://bravonline.abril.com.br/materia/misterio-no-museuu#image=175-capa-1>. Acesso em: 13 ago. 2012.

LAURENTIZ, Silvia. Game art (verbete). Disponível em: <http://www.cibercultura.org.br/tikiwiki/tiki-index.php?page=game+art> Acesso em: dez. 2012.

MAEDA, John. Video games Do belong in the Museum of Modern Art. Wired. San Francisco, 12 abril 2012. Disponível em: <http://www.wired.com/opinion/2012/12/why-videogames-do-belong-in-the-museum-of-modern-art/>. Acesso em: mar. 2013.

MATOS, Lúcia Almeida. Na presença de Marina Abramovic: Notas sobre musealização da performance. Revista de História da Arte, Porto, n. 8, 2011. Disponível em <http://iha.fcsh.unl.pt/uploads/RHA_8_12.pdf>. Acesso em: 04 ago. 2012.

O GLOBO. Shigeru Miyamoto fala sobre inclusão dos videogames no MoMA. Rio de Janeiro, 11 mar. 2013. Disponível em <http://oglobo.globo.com/cultura/shigeru-miyamoto-fala-sobre-inclusao-dos-videogames-no-moma-7805413> Acesso em: 22 mar. 2013.

RAHE, Nina. Mesmo tímida, venda de performances cresce no mercado de arte brasileiro. Folha de São Paulo. São Paulo, 10 abr. 2016. Disponível em <http://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/2016/04/1759017-mesmo-timida-venda-de-performances-cresce-no-mercado-de-arte-brasileiro.shtml>. Acesso em 10 de abril de 2018.

REZENDE, Marcelo. Crer para ver. Bravo!, São Paulo, n. 180, p. 36-37, ago. 2012.

RIVETTI, Ermanno. Pac-Man at MoMA: it’s no game. The Art Newspaper. Londres, 1 mar 2013. Disponível em: <http://www.theartnewspaper.com/articles/Pac-Man+at+MoMA%3A+it%E2%80%99s+no+game/28967>. Acesso em: mar. 2013.

RODRIGUES, Marta. Os desafios do efémero: conservar a performance art ”“ parte 1. Artecapital. Lisboa, 27 jul. 2015. Disponível em <https://www.artecapital.net/estado-da-arte-55-marta-rodrigues-os-desafios-do-efemero-conservar-a-performance-art-parte-1>. Acesso em 10 de abril de 2018.

RUSH, Michael. Novas mídias na arte contemporânea. 2ª ed. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2013.

SEARLE, Adam. How performance art took over. The Guardian, Londres, 3 jul. 2012. Disponível em: <http://www.guardian.co.uk/artanddesign/2012/jul/03/performance-art-abramovic-tate-modern>. Acesso em: 10 ago. 2012.

SEARLE, Adam. Second thoughts. The Guardian, Londres, 7 dez. 2006. Disponível em: <http://www.guardian.co.uk/culture/2006/dec/07/2>. Acesso em: 5 ago. 2012.

SOGABE, Milton. 7º Simpósio de Arte Contemporânea: participação e interação. Escola de Belas Artes, Universidade Federal do Rio de Janeiro. 2012.

STEVENS, Mark; SWANN, Annalyn. de Kooning: an American master. (p. 358-360) Disponível em: <http://nymag.com/docs/08/05/dekooningpages.pdf>. Acesso em: 5 ago. 2012.

STUART, Keith. Are video games art: the debate that shouldn't be. The Guardian. Londres, 6 dez. 2012. Disponível em: <http://www.guardian.co.uk/technology/gamesblog/2012/dec/06/video-games-as-art> Acesso em: dez. 2012.

THAT Game Company >> Journey. Disponível em: <http://thatgamecompany.com/games/journey/>. Acesso em: dez. 2012/ mar. 2013.

VILLAS-BÔAS, Glaucia. Vida da crítica: percursos de Mário Pedrosa. In. Poiesis 14. Rio de Janeiro, Universidade Federal Fluminense: 2009. Disponível em <http://www.poiesis.uff.br/PDF/poiesis14/Poiesis_14_MarioPedrosa.pdf> Acesso em 30 mar. 2013.

WIKIPEDIA. Video games as an art form. Disponível em: <http://en.wikipedia.org/ wiki/Video_games_as_an_art_form>. Acesso em: dez. 2012 / mar. 2013.

Downloads

Publicado

2020-11-03

Como Citar

Horta, V. (2020). O que faz um palhaço sentado em um museu? : Performances no contexto das coleções dos museus brasileiros. Museologia & Interdisciplinaridade, 9(18), 238–251. https://doi.org/10.26512/museologia.v9i18.33028

Edição

Seção

Dossiê Musealização da Performatividade em Coleções Públicas e Privadas