Trabalho remoto em uma universidade: condições de trabalho, sobrecarga e assédio moral /

Autores

  • TATIANA DOS ANJOS MAGALHAES Universidade Federal Fluminense

DOI:

https://doi.org/10.26512/sersocial.v24i51.43132

Palavras-chave:

Universidade, Serviço Público, Condições de trabalho, Trabalho remoto, Assédio Moral.

Resumo

O trabalho remoto foi implementado nas instituições públicas de ensino superior como medida sanitária para conter o avanço da pandemia de Covid-19 no Brasil. Entretanto, tal medida representou uma mudança significativa no modo de trabalhar. O caráter repentino e o uso mais frequente de tecnologias de comunicação repercutiram nas condições de trabalho e saúde da comunidade universitária. Assim, o presente artigo tem por objetivo analisar as condições de trabalho dos servidores técnico-administrativos neste período, utilizando como instrumento um roteiro semiestruturado de entrevistas, que foram realizadas on-line, com a utilização da plataforma Google Meets. Como resultado, os servidores mencionam a falta de apoio institucional, a sobrecarga de trabalho, o aumento das demandas de trabalho e o assédio moral. A análise do impacto do trabalho remoto nessa população é de suma importância para planejar o retorno às atividades presenciais com menos impacto na saúde mental dos servidores técnico-administrativos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ARAÚJO, T. M. DE; LUA, I. O trabalho mudou-se para casa: trabalho remoto no contexto da pandemia de COVID-19. Revista Brasileira de Saúde Ocupacional, v. 46, 3 maio 2021.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2016.

BRANCACCIO, M. et al. Effects of the COVID-19 Pandemic on Job Activity, Dietary Behaviours and Physical Activity Habits of University Population of Naples, Federico II-Italy. International Journal of Environmental Research and Public Health, v. 18, n. 4, 5 fev. 2021.

CHAHROUR, M. et al. A Bibliometric Analysis of COVID-19 Research Activity: A Call for Increased Output. Cureus, 21 mar. 2020.

COIMBRA, B. C.; BARROS, M. E. B. Relações de trabalho em uma universidade pública: atividade de servidores técnicos administrativos. Cadernos de Psicologia Social do Trabalho, v. 19, n. 1, p. 13, 2016.

DEJOURS, C.; ABDOUCHELI, E.; JAYET, C. Psicodinâmica do Trabalho: contribuições da Escola Dejouriana à análise da relação prazer, sofrimento e trabalho. 1. ed. São Paulo: Atlas, 2007.

FARO, A. et al. COVID-19 e saúde mental: a emergência do cuidado. Estudos de Psicologia (Campinas), v. 37, p. e200074, 2020.

FERENC, A. V. F.; BRANDÃO, A. C. P.; BRAÚNA, R. DE C. DE A. Condições de Trabalho Docente em uma Universidade Pública. REVISTA ELETRÔNICA PESQUISEDUCA, v. 7, n. 14, p. 358–384, 2015.

GOMES, L. F. G.; LIMA, M. E. A. O assédio moral no contexto universitário: o caso de uma IFES em Minas Gerais. Cadernos de Psicologia Social do Trabalho, v. 22, n. 1, p. 1–14, jun. 2019.

GORBALENYA, A. E. et al. Severe acute respiratory syndrome-related coronavirus: The species and its viruses – a statement of the Coronavirus Study Group. 11 fev. 2020.

GUIDETTI, G. et al. Return to Work during the COVID-19 Outbreak: A Study on the Role of Job Demands, Job Resources, and Personal Resources upon the Administrative Staff of Italian Public Universities. International Journal of Environmental Research and Public Health, v. 19, n. 4, p. 1995, jan. 2022.

GUTIÉRREZ, R. J.; GALLARDO, F. H. Salud mental en funcionarios de una universidad chilena: desafíos en el contexto de la COVID-19. Revista Digital de Investigación en Docencia Universitaria, v. 14, n. 2, p. e1310–e1310, 4 dez. 2020.

HOLMES, E. A. et al. Multidisciplinary research priorities for the COVID-19 pandemic: a call for action for mental health science. The Lancet Psychiatry, v. 7, n. 6, p. 547–560, jun. 2020.

KANG, L. et al. The mental health of medical workers in Wuhan, China dealing with the 2019 novel coronavirus. The Lancet Psychiatry, v. 7, n. 3, p. e14, mar. 2020.

LAURELL, A. La construcción teórico- metodológica de la investigación sobre la salud de los trabajadores. Em: Para la investigación sobre la salud de los trabajadores. Série Paltex, Salud y Sociedad 2000. Washington: OPAS, 1993.

LAURELL, A.; NORIEGA, M. Processo de produção e saúde: trabalho e desgaste operário. São Paulo: Hucitec, 1989.

LEHER, R. Darcy Ribeiro e a universidade (cada vez mais) necessária. Revista Arte de Educar, v. 3, n. 2, p. 145–153, out. 2017.

LEHER, R. Autonomia universitária e liberdade acadêmica. Revista Contemporânea de Educação, v. 14, n. 29, p. 19, abr. 2019.

LIMA, K. Contra- reforma da educação nas universidades federais: o REUNI na UFF. Em: ANDES- SN (Ed.). . Universsidade e Sociedade 44. 44. ed. Brasília- DF: [s.n.]. v. ano XIXp. 147–158.

MAGALHÃES, T. DOS A.; ROTENBERG, L. “Eu só quero minha vida de volta” Desgaste mental e saúde dos servidores técnico-administrativos de uma universidade pública em Niterói (RJ). Universidade e Sociedade, v. Ano XXX, n. No 65, p. 56–69, fev. 2020.

MARQUES, E. P.; PINTO, M. B. Universidade e precarização: considerações sobre o processo de trabalho dos servidores da UFF. Universidade e Sociedade, v. 45, n. ano XIX, p. 39–49, jan. 2010.

MINAYO, M. C. DE S. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 14. ed. São Paulo: Hucitec, 2014.

MINISTÉRIO DA ECONOMIA. INSTRUÇÃO NORMATIVA No 21- Altera a Instrução Normativa no 19, de 12 de março de 2020, que estabelece orientações aos órgãos e entidades do Sistema de Pessoal Civil da Administração Pública Federal - SIPEC, quanto às medidas de proteção para enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do coronavírus (COVID-19). Disponível em: <http://www.in.gov.br/web/dou>. Acesso em: 13 jun. 2020.

MUNIZ, M. K. DE C. B. Aspectos relevantes acerca do assédio moral e assédio sexual no direito do trabalho. Aspectos relevantes acerca do assédio moral e assédio sexual no direito do trabalho, set. 2008.

NUNES, A. V. DE L.; LINS, S. L. B. Servidores Públicos Federais: uma análise do prazer e sofrimento no trabalho. Revista Psicologia: Organizações e Trabalho, v. 9, n. 1, p. 51–67, 4 nov. 2009.

ODRIOZOLA-GONZÁLEZ, P. et al. Psychological effects of the COVID-19 outbreak and lockdown among students and workers of a Spanish university. Psychiatry Research 290, v. 290, n. 113108, p. 8, 19 maio 2020.

RIBEIRO, C. V. DOS S. O trabalho do técnico- administrativo em Instituições Federais de Ensino Superior: análise do cotidiano e implicações na saúde. Revista de Políticas Públicas, v. Número Especial, p. 423–432, out. 2012.

RIBEIRO, C. V. DOS S.; MANCEBO, D. O servidor público no mundo do trabalho do século XXI. Psicologia: Ciência e Profissão, v. 33, n. 1, p. 192–207, 2013.

RIBEIRO, L. DA S. et al. Efeitos da pandemia de COVID-19 na saúde mental de uma comunidade acadêmica. Acta Paulista de Enfermagem, v. 34, 14 jul. 2021.

ROSA, M. R. DA; ARANA, R. S.; PEREIRA, E. N. O IMPACTO DAS TECNOLOGIAS PARA O TRABALHO REMOTO NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA FEDERAL: UM ESTUDO COM SERVIDORES TÉCNICOS ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO NA UNILA. Práticas em Gestão Pública Universitária, v. 5, n. 1, p. 196–217, 17 jun. 2021.

SABINO, L. M. As percepções dos(as) técnico-administrativos(as) em educação sobre a jornada de trabalho de 30 horas semanais na Universidade Federal de Minas Gerais. Dissertação—Belo Horizonte: Universidade Federal de Minas Gerais, 2021.

SAHU, P. Closure of Universities Due to Coronavirus Disease 2019 (COVID-19): Impact on Education and Mental Health of Students and Academic Staff. Cureus, 4 abr. 2020.

SERRALTA, F. B.; ZIBETTI, M. R.; EVANS, C. Psychological Distress of University Workers during COVID-19 Pandemic in Brazil. International Journal of Environmental Research and Public Health, v. 17, n. 22, p. 8520, jan. 2020.

SILVA, N. M. DA; SALLES, A. L. B. DE M.; DUARTE, F. R. Assédio Moral no Trabalho Remoto em Tempos de COVID-19: A Percepção de Servidores de uma Universidade Federal / Moral Harassment in Remote Work in times of COVID-19 The Perception of Servers at a Federal University. ID on line REVISTA DE PSICOLOGIA, v. 14, n. 52, p. 785–798, 30 out. 2020.

SILVA, F. L. E. Reflexões sobre o conceito e a função da universidade pública. Estudos Avançados, v. 42, n. 15, p. 295–304, 2001.

STARK, E. A epidemia como fato social. Tradução: Carlos Roberto Oliveira. Connecticut, Estados Unidos da América: [s.n.].

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE. Instrução de Serviço PROGEPE no 05. Boletim de Serviço, v. LIV, n. No 47 SUPLEMENTAR, p. 15, 17 mar. 2020.

VAN NIEKERK, R. L.; VAN GENT, M. M. Mental health and well-being of university staff during the coronavirus disease 2019 levels 4 and 5 lockdown in an Eastern Cape university, South Africa. The South African journal of psychiatry: SAJP: the journal of the Society of Psychiatrists of South Africa, v. 27, p. 1589, 2021.

ZIBETTI, M. R.; SERRALTA, F. B.; EVANS, C. Longitudinal Distress among Brazilian University Workers during Pandemics. International Journal of Environmental Research and Public Health, v. 18, n. 17, p. 9072, 27 ago. 2021.

Downloads

Publicado

07/28/2022

Como Citar

DOS ANJOS MAGALHAES, T. Trabalho remoto em uma universidade: condições de trabalho, sobrecarga e assédio moral /. SER Social, [S. l.], v. 24, n. 51, p. 326–344, 2022. DOI: 10.26512/sersocial.v24i51.43132. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/SER_Social/article/view/43132. Acesso em: 29 mar. 2023.