As interfaces da questão social expressas nas lutas pelo direito à cidade

Autores

  • Comissão Editorial Programa de Pós Graduação em Política Social - UNB

DOI:

https://doi.org/10.26512/ser_social.v25i52.38735

Palavras-chave:

Questão Social., Direito à cidade., Cotidiano., Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto.

Resumo

O artigo é fruto de pesquisa sobre as interfaces da questão social com a luta pelo direito à cidade, realizada a partir de entrevistas com mulheres residentes em uma ocupação organizada pelo Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto em Porto Alegre (RS). Foi desenvolvida a partir da metodologia de história oral e do referencial teórico marxista, com ênfase para as obras de Henri Lefebvre e José de Souza Martins para produções da área de Fundamentos do Serviço Social. Quanto aos resultados, destaca-se que os processos de exclusão e a pobreza conferem unidade às histórias e às condições de vida das mulheres sem-teto, as quais se entrelaçam com a dimensão coletiva das lutas e dos sonhos em torno da conquista da moradia, como dimensões que mediam a construção de sociabilidades e modos de viver pautados por laços de solidariedade classista, fomentando a organização política dessas mulheres na disputa do espaço urbano e na reivindicação do direito à cidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BARROCO, Maria Lúcia S. Não passarão! Ofensiva neoconservadora e Serviço Social. In: Serviço Social e Sociedade. São Paulo, nº 124, p. 623-636, out./dez. 2015.

BOFILL, Maria Eugenia. Porto Alegre tem mais de 2,6 mil moradores em situação de rua, diz Fasc; ONG alerta para aumento no número durante pandemia. G1 RS. Porto Alegre, 14 de jul., 2020. Disponível em: <https://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2020/07/14/porto-alegre-tem-mais-de-26-mil-moradores-em-situacao-de-rua-diz-fasc-ong-alerta-para-aumento-no-numero-durante-pandemia.ghtml> Acesso em: 13 fev. 2021.

CARLOS, Ana Fani Alessandri; ALVES, Glória. A privação do urbano e o “direito à cidade” em Henri Lefebvre. In: CARLOS, Ana Fani Alessandri; ALVES, Glória; PÁDUA, Rafael Faleiros (Orgs.). Justiça Espacial e o Direito à Cidade. São Paulo: Contexto, 2017.

CENTRO SOCIAL DA RUA. Projeto Cidadão da Rua. Porto Alegre, 2020. Disponível em: <https://centrosocialdarua.com/midia/> Acesso em: 16 mar. 2021.

CLOSS, Thaisa Teixeira. Fundamentos do Serviço Social: Um estudo através da produção da área. Curitiba: CRV, 2017.

COUTO, Berenice Rojas. Assistência Social: Direito social ou benesse? Serviço Social e Sociedade, São Paulo, nº 124, p. 665-677, out./dez. 2015.

FARAGE, Eblin. Experiências profissionais do Serviço Social nos movimentos sociais urbanos. In: ABRAMIDES, Maria Beatriz C.; DURIGUETTO, Maria Lúcia (Orgs.). Movimentos Sociais e Serviço Social: Uma relação necessária. São Paulo: Cortez, 2014.

FUNDAÇÃO JOÃO PINHEIRO. Déficit Habitacional no Brasil. Disponível em: <http://novosite.fjp.mg.gov.br/deficit-habitacional-no-brasil/>. Acesso em: 5 mar. 2021.

IAMAMOTO, Marilda Villela; CARVALHO, Raul de. Relações Sociais e Serviço Social no Brasil: Esboço de uma interpretação histórico-metodológica. São Paulo: Cortez, 2017.

__________. Mundialização do capital, “questão social” e Serviço Social no Brasil. Em Pauta, Rio de Janeiro, nº 21, p. 117-139, jul./2008.

__________. A questão social no capitalismo. Temporalis, Brasília, nº 3, 2001.

LEFEBVRE, Henri. Espaço e Política. Minas Gerais: UFMG, 2008.

__________. A vida cotidiana no mundo moderno. Tradução: Alcides João de Barros. São Paulo: Ática, 1991.

__________. A re-produção das relações de produção. Paris: Anthropos, 1973.

MARTINELLI, Maria Lúcia [et al.]. A história oral na pesquisa em Serviço Social: Da palavra ao texto. São Paulo: Cortez, 2019.

MARTINS, José de Souza. A sociabilidade do homem simples. São Paulo: Hucitec, 2000.

MELLO, Bruno César Euphrasio de; LERSCH, Inês Martina; ROVATI, João Farias; FINGER, Bárbara Bundyra; MACHADO, Hemilyn da Silva (Orgs.). Práticas Urbanas Emergentes. Porto Alegre: UFRGS, 2020.

MOVIMENTO DOS TRABALHADORES SEM-TETO. Cadastro Socioeconômico de Pessoas Residentes na Ocupação Povo Sem Medo. Porto Alegre, 2020.

NETTO, José Paulo. Cinco Notas a Propósito da “Questão Social”. Temporalis, Brasília, nº 3, 2001.

OLIVEIRA, Juanita Natasha Garcia de. “Quem não pode com a formiga, não atiça o formigueiro”: O Serviço Social e as Interfaces da Questão Social Expressas na Luta pelo Direito à Cidade. Dissertação (Mestrado em Política Social e Serviço Social), 2021. 179 f. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.

SANTOS, Josiane Soares. O enfrentamento conservador da “questão social” e os desafios para o Serviço Social no Brasil. Serviço Social e Sociedade, São Paulo, nº 136, p. 484-496, set./dez. 2019.

YAZBEK, Maria Carmelita. Classes Subalternas e Assistência Social. 7ª ed. São Paulo: Cortez, 2009.

_____________. Pobreza e exclusão social: expressões da questão social no Brasil. Temporalis, Brasília, nº 3, 2001.

Downloads

Publicado

01/31/2023

Como Citar

EDITORIAL, Comissão. As interfaces da questão social expressas nas lutas pelo direito à cidade. SER Social, [S. l.], v. 25, n. 52, 2023. DOI: 10.26512/ser_social.v25i52.38735. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/SER_Social/article/view/38735. Acesso em: 18 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos de Temas Livres