Para além das antinomias a sociologia da mundialização de Renato Ortiz

Main Article Content

Miqueli Michetti

Resumo

O artigo analisa alguns dos temas centrais dos trabalhos de Renato Ortiz sobre o tema da globalização, com foco nas relações entre cultura e mundialização. Após discutir o ambiente teórico diante do qual o autor estabelece suas reflexões e a postura epistemológica que adota, o texto se volta à sua compreensão original da problemática das relações entre cultura e economia no mundo contemporâneo. Na sequência, delineia-se uma linha de continuidade entre seus trabalhos sobre identidade nacional e seus estudos sobre o que denomina de modernidade-mundo, para destacar a particularidade de suas elaborações sobre as questões da identidade e da diversidade cultural. Ao final, são sublinhadas algumas das principais contribuições legadas pelo autor, a saber, a atenção à questão do poder, a complexidade necessária ao empreendimento crítico, o pensamento relacional, a superação do culturalismo e a apurada compreensão sociológica do presente histórico.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Article Details

Como Citar
Michetti, M. (2020). Para além das antinomias: a sociologia da mundialização de Renato Ortiz. Arquivos Do CMD, 7(01), 50–61. https://doi.org/10.26512/cmd.v7i01.21881
Seção
Artigos de Dossiê

Referências

BOURDIEU, Pierre; CHAMBOREDON, Jean-Claude; PASSERON, Jean-Claude. Ofício de Sociólogo. Metodologia da Pesquisa na Sociologia. Petrópolis/RJ: Vozes, 2004.

CANCLINI, Nestor Garcia. Culturas Híbridas. Estratégias para Entrar e Sair da Modernidade. São Paulo: EDUSP, 2003.

IANNI, Octavio. A Sociedade Global. São Paulo: Civilização Brasileira, 1992.

MARTÃN-BARBERO, Jésus. Dos Meios à s Mediações. Comunicação, Cultura e Hegemonia. Rio de Janeiro: Editora da UFRJ, 1997.

MICHETTI, Miqueli. Moda Brasileira e Mundialização. São Paulo: Annablume/Fapesp, 2015.

MICHETTI, Miqueli. O discurso da diversidade no universo corporativo: “institutos” empresariais de cultura e a conversão de capital econômico em poder político. Contemporânea, v. 7, n. 1 p. 119-146, Jan.”“Jun. 2017.

NICOLAU NETTO, Michel. O Discurso da Diversidade e a World Music. São Paulo: Annablume/Fapesp, 2014.

ORTIZ, Renato. A Diversidade de Sotaques: (o Inglês e as Ciências Sociais). São Paulo: Brasiliense, 2008.

ORTIZ, Renato. A Moderna Tradição Brasileira: cultura brasileira e indústria cultural. São Paulo: Brasiliense, 1988.

ORTIZ, Renato. A Morte Branca do Feiticeiro Negro: umbanda e sociedade brasileira. São Paulo: Brasiliense, 1978.

ORTIZ, Renato. Cultura Brasileira e Identidade Nacional. São Paulo: Brasiliense, 1985.

ORTIZ, Renato. Mundialização e Cultura. São Paulo: Brasiliense, 1994.

ORTIZ, Renato. Mundialization/Globalization. Theory, Culture and Society. v.23, n. 2-3, 2006b.

ORTIZ, Renato. Mundialização: saberes e crenças. São Paulo: Brasiliense, 2006a.

ORTIZ, Renato. O Próximo e o Distante: Japão e modernidade-mundo. São Paulo: Brasiliense, 2000.

ORTIZ, Renato. Românticos e Folcloristas: cultura popular. São Paulo: Olho d’Água, s/d.

ORTIZ, Renato. Trajetos e Memórias. São Paulo: Brasiliense: 2010.

ORTIZ, Renato. Um Outro Território: ensaios sobre a mundialização. São Paulo: Olho d’Água, 1999.

ORTIZ, Renato. Universalismo e diversidade: contradições da modernidade-mundo. São Paulo: Boitempo, 2015.

SANTOS, Milton. Técnica, Espaço, Tempo: Globalização e Meio Técnico-científico Informacional. 4ed. São Paulo: Hucitec, 1994.

SASSEN, Saskia. The Global City. New York, London, Tokyo. Princeton/New Jersey: Princeton University Press, 1991.

WRIGHT MILLS, Charles. A imaginação Sociológica. Rio de Janeiro: Zahar, 1982.