Metamorfoses da imagem nas ciências sociais: três experiências com o filme etnográfico

Main Article Content

Ana Lúcia Ferraz

Resumo

Retomo aqui três experiências etnográficas realizadas em diferentes contextos, com o objetivo de pensar três diferentes regimes de imagem que se configuram quando as formas sociais exercem suas influências sobre as formas estéticas elaboradas no campo do filme etnográfico. No primeiro caso, uma pesquisa sobre o trabalho e o contexto da desindustrialização produz um filme etnográfico sobre 2.800 demissões; no segundo, a investigação dos modos de vida das classes trabalhadoras precárias culmina em uma cartografia de suas redes de relações; no terceiro, a etnografia da luta pela terra entre os povos Guarani revela outros sujeitos de agência política. Em todos estes processos, apreender os pontos de vista dos sujeitos estudados configura a possibilidade da compreensão antropológica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
Ferraz, A. L. . (2022). Metamorfoses da imagem nas ciências sociais: três experiências com o filme etnográfico. Sociedade E Estado, 37(01), 111–126. https://doi.org/10.1590/s0102-6992-202237010006
Seção
Dossiê
Biografia do Autor

Ana Lúcia Ferraz, Universidade Federal Fluminense (UFF)

professora do Departamento de Antropologia da Universidade Federal Fluminense, onde fundou e coordena o Laboratório do Filme Etnográfico (ICHF-UFF). Fez o Pós-Doutorado em Antropologia na Universidade de São Paulo.

Referências

AGAMBEN, Giorgio. Homo Sacer: o poder soberano e a vida nua. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2007.

BENJAMIN, Walter. Teses sobre o conceito de história. In: ______. Obras escolhidas. São Paulo: Brasiliense, 1990.

BUTLER, Judith. Relatar a si mesmo. Crítica da violência ética. Belo Horizonte: Autêntica, 2015a.

______. Quadros de guerra: quando a vida é passível de luto? Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2015b.

______. Cuerpos aliados y la política de la calle. Transversales, n. 26. 2012.

DIDI-HUBERMAN, Georges. Arde la imagen. Oaxaca de Juárez, MX: SerieVe, 2012.

______. O que vemos, o que nos olha. São Paulo, Editora 34, 2010.

EDWARDS, Elizabeth. Rastreando a fotografia. In: BARBOSA, Andrea; CUNHA, Edgar Teodoro; HIKIJI, Rose Satiko Gitirana; CAIUBY NOVAES, Sylvia (Orgs.). A experiência da imagem na etnografia. São Paulo: Terceiro Nome; Fapesp, 2016.

FERRAZ, Ana Lúcia M. C. Aprendendo a ver com os povos Guarani. Revista Teoria & Cultura, v. 15, n. 3, p. 41-51, Dez 2020.

______. Cosmopolíticas Guarani: pistas sobre a relação entre imagem e alteridade. Iluminuras, v. 20, 2019. Disponível em: <https://seer.ufrgs.br/iluminuras/article/view/80384/pdf%5D>.

» https://seer.ufrgs.br/iluminuras/article/view/80384/pdf%5D

______. Imagem, visão e cosmovisão entre os povos guarani. Vivencia - Revista de Antropologia, n. 50, p. 117-132, 2017.

______. Etnografia e hipermídia: a cidade como hipertexto e as redes de relações nas ruas em Niterói/RJ In: BARBOSA, Andrea; CUNHA, Edgar Teodoro da; HIKIJI, Rose Satiko Gitirana; CAIUBY NOVAES, Sylvia. A experiência da imagem na etnografia, p. 307-323. São Paulo: Terceiro Nome, 2016.

______. Passado-presente na memória de trabalhadores: imagem e presença no filme etnográfico. Revista Iluminuras, v. 14, p. 145-166, 2013.

______. Morar na praça pública: redes e fluxos entre habitantes de rua. Crítica e Sociedade. Revista de Cultura Política, v. 2, p. 22-41, 2012.

______. Dramaturgias da autonomia. A pesquisa etnográfica entre grupos de trabalhadores. São Paulo: Perspectiva, 2009.

FERRAZ, Ana Lúcia M. C. et al. “Projeto Cartografias da Margem”, Rio de Janeiro: LAB/UFF, 2015. Disponível em: <https://alferraz0.wixsite.com/cartografiasmargem>.

» https://alferraz0.wixsite.com/cartografiasmargem

FERRAZ, Ana Lúcia; CUNHA, Edgar Teodoro; HIKIJI, Rose Satiko Gitirana. O vídeo e o encontro etnográfico. Cadernos de Campo, v. 15, p. 287-298, 2006.

GALLOIS, Dominique et al. I’ã. Para nós não existe só imagem. Wajãpi, AP: Instituto de Pesquisa e Formação em Educação Indígena (Iepé); Conselho das Aldeias Wajãpi (Apina), 2008.

HARAWAY, Donna. Saberes localizados. A questão da ciência para o feminismo e o privilégio da perspectiva parcial. Cadernos Pagu, v. 5, p. 7-41, 1995.

LATOUR, Bruno. Diante de Gaia: oito conferencias sobre o antropoceno. São Paulo: Ubu; Atelier de Humanidades, 2020.

MARESCA, Sylvain. L’autoportrait. Six agricultrices en quête d’image. Toulouse, FR: Presses Universitaires du Mirail, 1998.

RANCIÈRE, Jacques. Ódio à democracia. São Paulo: Boitempo, 2014.

______. A partilha do sensível. Estética e política. São Paulo: Editora 34, 2009.

______. El desacuerdo. Política e filosofia. Buenos Aires: Nueva Visión, 1996.

SAMAIN, Etienne. Ver e dizer na tradição etnográfica: Bronislau Malinowski e a fotografia. Horizontes Antropológicos, Ano 1, n. 2, p. 23-60, 1995.

STENGERS, Isabelle. Including non-humans in political theory: Opening Pandora’s box. In: BROWN, Bruce; WHATMORE, Sarah (Orgs.). Political matter. Technoscience, democracy and public life. Mineapolis, MN: University of Minnesota Press, 2010.

STRATHERN, Marilyn. Learning to see in Melanesia. RAU Masterclass Series, v. 2. 2013.

VILLELA, Alice. Narrativas que fazem existir. Aproximações entre a produção de imagens no xamanismo e no audiovisual. Anais do EIAP. São Paulo, Napedra/USP, 2012.

VIVEIROS DE CASTRO, Eduardo. Araeweté. Os deuses canibais. Rio de Janeiro: Jorge Zahar; Anpocs, 1986.

______. Floresta de cristal. Notas sobre a ontologia dos espíritos amazônicos. Cadernos de Campo, n.14-15, p. 319-338, 2006.

VIVEIROS DE CASTRO, Eduardo; TAYLOR, Anne-Christine. Um corpo feito de olhares. Revista de Antropologia, v. 62, n. 3, p. 769-818; 2019.

Filmografia citada

FERRAZ, Ana Lúcia M. C. Foi através da necessidade. História do movimento por moradia em Osasco/SP. São Paulo: Lisa/USP,, 2002.

______. Feliz ano novo, véio! O facão na indústria automobilística do ABC. São Paulo: Lisa/USP, 1999.

FERRAZ, Ana Lúcia M. C.; PIRES, Elpídio. Nhande Ywy/Nosso Território. Niterói, LAB/UFF, 2019.

Website citado

FERRAZ, Ana Lúcia M. C. et al. Cartografias da margem. Wixsite, 2016.