A interação entre movimentos sociais e sistema estatal no Brasil: um debate a partir das contribuições de Claus Offe e Nicos Poulantzas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/s0102-6992-202035020003%20

Palavras-chave:

Movimentos sociais, sistema estatal, democracia, agenda relacional, neomarxismo

Resumo

O objetivo central deste texto consiste em analisar a relação entre movimentos sociais e Estado a partir de um diálogo com a literatura brasileira recente. Nos últimos anos, estudiosos dedicaram-se a pensar a luta pela democracia a partir da inserção dos ativistas no interior das instituições. O problema é que esse debate relegou a segundo plano questões sobre o Estado fundamentais para uma compreensão mais abrangente dos limites da luta institucional. Para suprir tal lacuna, nossa proposta coloca em diálogo o recente debate brasileiro sobre a interação entre movimentos sociais e Estado com a discussão teórica neomarxista, conferindo centralidade aos elementos da dinâmica estatal que relativizam a influência exercida pelos ativistas no interior do Estado. Em síntese, para que a luta “por dentro” das instituições tenha maior eficácia, ela precisa necessariamente estar ancorada por uma forte capacidade de mobilização do lado “de fora”.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thiago Aparecido Trindade, Universidade de Brasília (UnB)

Doutor em ciências sociais pelo Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Estadual de Campinas (IFCH/Unicamp), professor adjunto do Instituto de Ciência Política da Universidade de Brasília (UnB), Brasília, DF, Brasil. Vinculado ao Grupo de Pesquisa sobre Democracia e Desigualdades (Demodê), onde coordena a linha de pesquisa “Democracia e ativismo político”. É tutor bolsista do Programa de Educação Tutorial em Ciência Política da UnB, financiado pelo Ministério da Educação.

Caio Martins Bugiato, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ)

Doutor em Ciência Política pelo Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Estadual de Campinas (IFCH/Unicamp). Professor de Ciência Política e Relações Internacionais da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), Rio de Janeiro, RJ, Brasil

Referências

ABERS, Rebecca; von BÜLOW, Marisa. Movimentos sociais na teoria e na prática: como estudar o ativismo através da fronteira entre Estado e sociedade? Sociologias, n. 28, p. 52-84, 2011. [ Links ]

ABERS, Rebecca; SERAFIM, Lizandra; TATAGIBA, Luciana. Repertórios de interação Estado-Sociedade em um Estado heterogêneo: a experiência na era Lula. Dados, v. 57, n. 2, p. 325-357, 2014. [ Links ]

ALMEIDA, Carla; TATAGIBA, Luciana. Os conselhos gestores sob o crivo da política: balanços e perspectivas. Serviço Social & Sociedade, n. 109, p. 68-92, 2012. [ Links ]

ALMEIDA, Debora Cristina Rezende de. Os desafios da efetividade e o estatuto jurídico da participação: a Política Nacional de Participação Social. Sociedade e Estado, v. 32, n. 3, p. 649-679, 2017. [ Links ]

ALONSO, Angela. As teorias dos movimentos sociais: um balanço do debate. Lua Nova, n. 76, p. 49-86, 2009. [ Links ]

AVRITZER, Leonardo. Impasses da democracia no Brasil. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2016. [ Links ]

_____. Instituições participativas e desenho institucional: algumas considerações sobre a variação da participação no Brasil democrático. Opinião Pública, v. 14, n. 1, p. 43-64, 2008. [ Links ]

BAVA, Silvio Caccia. A luta nos bairros e a luta sindical. In: L. KOWARICK (Org.). As lutas sociais e a cidade. São Paulo: Paz e Terra, 1994. [ Links ]

BLIKSTAD, Karin. O agir coletivo nas interfaces da sociedade civil e do sistema estatal: o caso da atuação do movimento de moradia de São Paulo sobre a política pública de habitação. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2012. [ Links ]

BORCHET, Jens; LESSENICH, Stephan. Claus Offe and the critical theory of the Capitalist State. New York: Routledge, 2016. [ Links ]

BRAND, Ulrich; HEIGL, Miriam. “Inside” and “outside”: the State, movements and “radical transformation” in the work of Nicos Poulantzas. In: A. GALLAS; L. BRETTHAUER; J. KANNANKULAM; I. STÜTZLE (Orgs.). Reading Poulantzas. Pontypool (CA): Merlin Press, 2011. [ Links ]

BUECHLER, Steven M. Understanding social movements: theories from the classical era to the present. New York: Routledge, 2016. [ Links ]

CALDEIRA, Teresa; HOLSTON, James. Estado e espaço urbano no Brasil: do planejamento modernista à s intervenções democráticas. In: AVRITZER, L. (Org.). A participação em São Paulo. São Paulo: Editora Unesp, 2004. [ Links ]

CARDOSO, Ruth Correia Leite. A trajetória dos movimentos sociais. In: DAGNINO, E. (Org.). Os anos 90: política e sociedade no Brasil. São Paulo: Brasiliense, 1994. [ Links ]

CARLOS, Euzeneia. Movimentos sociais e instituições participativas: efeitos do engajamento institucional nos padrões de ação coletiva. Revista Brasileira de Ciências Sociais, v. 30, n. 88, p. 83-99, 2015. [ Links ]

_____. Mudanças e continuidades no movimento de direitos humanos: padrões organizacionais, relacionais e discursivos. Opinião Pública, v. 20, n. 3, p. 450-479, 2014. [ Links ]

CARNOY, Martin. Estado e teoria política. Campinas (SP): Papirus, 1994. [ Links ]

DAGNINO, Evelina. Sociedade civil e espaços públicos no Brasil. In: DAGNINO, Evelina (Org.). Sociedade civil e espaços públicos no Brasil. São Paulo: Paz e Terra, 2002. [ Links ]

DAGNINO, Evelina; OLVERA, Alberto; PANFICHI, Aldo (Orgs.). A disputa pela construção democrática na América Latina. São Paulo: Paz e Terra, 2006. [ Links ]

DOIMO, Ana Maria. A vez e a voz do popular: movimentos sociais e participação política no Brasil pós-70. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 1995. [ Links ]

FELTRAN, Gabriel. Vinte anos depois: a construção democrática brasileira vista da periferia de São Paulo. Lua Nova, n. 72, p. 83-114, 2007. [ Links ]

_____. Deslocamentos - trajetórias individuais, relações entre sociedade civil e Estado no Brasil. In: DAGNINO, E.; OLVERA, A.; PANFICHI, A. (Orgs.). A disputa pela construção democrática na América Latina. São Paulo: Paz e Terra, 2006. [ Links ]

_____. Desvelar a política na periferia: histórias de movimentos sociais em São Paulo. São Paulo: Humanitas/Fapesp, 2005. [ Links ]

GOHN, Maria da Glória. Teorias dos movimentos sociais: paradigmas clássicos e contemporâneos. São Paulo: Edições Loyola, 2010. [ Links ]

GURZA LAVALLE, Adrian. Após a participação: nota introdutória. Lua Nova, n. 84, p. 13-23, 2011. [ Links ]

_____. Sem pena nem glória: o debate da sociedade civil nos anos 1990. Novos Estudos, v. 66, n. 66, p. 91-110, 2003. [ Links ]

GURZA LAVALLE, Adrian; ISUNZA VERA, Ernesto. A trama da crítica democrática: da participação à representação e à accountability. Lua Nova, n. 84, p. 95-139, 2011. [ Links ]

GURZA LAVALLE, Adrian; SZWAKO, José. Sociedade civil, Estado e autonomia: argumentos, contra-argumentos e avanços no debate. Opinião Pública, v. 21, n. 1, p. 157-187, 2015. [ Links ]

HIRSCH, Joaquim. ¿Qué significa Estado? Reflexione acerca de la teoría del Estado capitalista. Rev. Sociol. Polít., n. 24, p. 165-175, 2005. [ Links ]

HOWLETT, Michael; RAMESH, Michael; PERL, Anthony. Política pública: seus ciclos e subsistemas. Rio de Janeiro: Elsevier Editora, 2013. [ Links ]

JACOBI, Pedro. Movimentos sociais urbanos no Brasil: reflexão sobre a literatura nos anos 70 e 80. Revista Brasileira de Informação Bibliográfica em Ciências Sociais (BIB), n. 23, p. 18-34, 1987. [ Links ]

JASPER, James M. Protesto: uma introdução aos movimentos sociais. Rio de Janeiro: Zahar, 2016. [ Links ]

KOWARICK, Lúcio. Movimentos urbanos no Brasil contemporâneo: uma análise da literatura. Revista Brasileira de Ciências Sociais, v. 1, n. 3, p. 38-50, 1987. [ Links ]

MARICATO, Erminia. O impasse da política urbana no Brasil. Petrópolis (RJ): Vozes, 2014. [ Links ]

MARQUES, Eduardo. De volta aos capitais para melhor entender as políticas urbanas. Novos Estudos, v. 35, n. 2, p. 14-33, 2016. [ Links ]

_____. As políticas públicas na ciência política. In: MARQUES, E.; FARIA, C. A. P. de (Orgs.). A política pública como campo multidisciplinar. São Paulo; Rio de Janeiro: Editora Unesp; Editora Fiocruz, 2013. [ Links ]

_____. Notas críticas a literatura sobre Estado, políticas estatais e atores políticos. Revista Brasileira de Informação Bibliográfica em Ciências Sociais (BIB), v. 43, p. 67-102, 1997. [ Links ]

MARX, Karl. O 18 de Brumário de Luís Bonaparte. São Paulo: Centauro, 2006 [1852]. [ Links ]

MIGUEL, Luís Felipe. Dominação e resistência: desafios para uma política emancipatória. São Paulo: Boitempo, 2018. [ Links ]

_____. Democracia fraturada: o golpe, os limites do arranjo concorrencial e a perplexidade da ciência política. In: MIGUEL, L. F.; BIROLI, F. (Orgs.). Encruzilhadas da democracia. Porto Alegre (RS): Zouk, 2017. [ Links ]

MILIBAND, Ralf. O Estado na sociedade capitalista. Rio de Janeiro: Zahar, 1972. [ Links ]

MISCHE, Ann. Partisan publics: communication and contention across Brazilian youth activist networks. Princeton (NJ): Princeton University Press, 2008. [ Links ]

OFFE, Claus. Dominação de classe e Sistema estatal. Sobre a seletividade das instituições políticas”. In: OFFE, C. (Org.). Problemas estruturais do Estado capitalista. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1984. [ Links ]

_____. The theory of capitalist state and the problem of policy formation. In: LINDBERG, L. et alii (Orgs.). Stress and contradictions in modern capitalism. Washington (DC): Lexington Books, 1975. [ Links ]

OFFE, Claus; RONGE, Volker. Teses sobre a fundamentação do conceito de Estado Capitalista e sobre a pesquisa política de orientação materialista. In: OFFE, C. (Org.). Problemas estruturais do Estado capitalista. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1984. [ Links ]

PAOLI, Maria Célia. Movimentos sociais no Brasil: em busca de um estatuto político”. In: HELLMANN, M. (Org.). Movimentos sociais e democracia no Brasil. São Paulo: Marco Zero, 1995. [ Links ]

PERISSINOTTO, Renato; CODATO, Adriano. Marx e seu legado para a teoria contemporânea do Estado capitalista. Revista Brasileira de Informação Bibliográfica em Ciências Sociais (BIB), n. 70, p. 31-50, 2010. [ Links ]

PIRES, Roberto Rocha Coelho. Da sociedade para o Estado: desafios da participação no Brasil. In: MARX, V. (Org.). Democracia participativa, sociedade civil e território. Porto Alegre (RS): Edutora UFRGS; Cegov, 2014. [ Links ]

POULANTZAS, Nicos. Poder político e classes sociais. São Paulo: Martins Fontes, 1986 [1968]. [ Links ]

_____. O Estado, o poder, o socialismo. São Paulo: Paz e Terra, 1981 [1978]. [ Links ]

ROCHA, Carlos Vasconcelos. Neoinstitucionalismo como modelo de análise para as políticas públicas: algumas observações. Civitas, v. 5, n. 1, p. 11-28, 2005. [ Links ]

ROMÃO, Wagner de Melo. Reflexões sobre as dificuldades da implementação da participação institucional no Brasil. Ideias, v. 6, n. 2, p. 35-38, 2015. [ Links ]

SADER, Eder. Quando novos personagens entram em cena - experiências, falas e lutas dos trabalhadores da Grande São Paulo (1970-80). São Paulo: Paz e Terra, 1988. [ Links ]

SERAFIM, Lizandra. Participação no governo Lula: as pautas da reforma urbana no Ministério das Cidades (2003-2010). Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, São Paulo, 2013. [ Links ]

SILVA, Carla Almeida. Os fóruns temáticos da sociedade civil: um estudo sobre o Fórum Nacional de Reforma Urbana. In: DAGNINO, E. (Org.). Sociedade civil e espaços públicos no Brasil. São Paulo: Paz e Terra, 2002. [ Links ]

SILVA, Marcelo Kunrath. Movimentos sociais no Brasil: institucionalização e contestação. Trabalho apresentado no III Congreso Latinoamericano y Caribeño de Ciencias Sociales. Quito (EC): Flacso, 2015. [ Links ]

_____. Sociedade civil e construção democrática: do maniqueísmo essencialista à abordagem relacional. Sociologias, n. 16, p. 156-179, 2006. [ Links ]

SILVA, Marcelo Kunrath; OLIVEIRA, Gerson de Lima. A face oculta(da) dos movimentos sociais: trânsito institucional e intersecção Estado-Movimento - uma análise do Movimento de Economia Solidária no Rio Grande do Sul. Sociologias, n. 28, p. 86-124, 2011. [ Links ]

SWZAKO, José. Participar vale a pena, mas...: a democracia participativa brasileira vista pelas lentes da utopia. In: SOUTO, A. L. S.; PAZ, R. D. O. da (Orgs.). Novas lentes sobre a participação: utopias, agendas e desafios. São Paulo: Instituto Pólis, 2012. [ Links ]

TARROW, Sidney. Power in movement: social movements and contentious politics. Cambridge (UK): Cambridge University Press, 2011. [ Links ]

TATAGIBA, Luciana. Relação entre movimentos sociais e instituições políticas na cidade de São Paulo: o caso do movimento de moradia. In: KOWARICK, L.; MARQUES, E. (Orgs.). São Paulo: novos percursos e atores. São Paulo: Editora 34, 2011. [ Links ]

_____. Movimentos sociais e sistema político. Um diálogo (preliminar) com a literatura. Trabalho apresentado no VI Encontro da Associação Brasileira de Ciência Política. Campinas (SP): Unicamp, 2008. [ Links ]

_____. Os conselhos gestores e a democratização das políticas públicas no Brasil. In: DAGNINO, E. (Org.). Sociedade civil e espaços públicos no Brasil. São Paulo: Paz e Terra, 2002. [ Links ]

TATAGIBA, Luciana; TEIXEIRA, Ana Claudia Chaves. Efeitos combinados dos movimentos de moradia sobre os programas habitacionais autogestionários. Rev. Sociol. Polít., v. 24, n. 58, p. 85-102, 2016. [ Links ]

TAVARES, Francisco Mata Machado. Austeridade e política democrática no Sul Global: uma abordagem crítica a partir do caso brasileiro. Trabalho apresentado no IX Congreso Latinoamericano de Ciencia Política. Montevideo: Alacip, 2017. [ Links ]

_____. Em busca da deliberação: mecanismos de inserção das vozes subalternas no espaço público. Revista Brasileira de Ciência Política, n. 9, p. 39-70, 2012. [ Links ]

TEIXEIRA, Ana Claudia Chaves. Para além do voto: uma narrativa sobre a democracia participativa no Brasil (1975-2010). Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, São Paulo, 2013. [ Links ]

TEIXEIRA, Ana Claudia Chaves; TATAGIBA, Luciana. Democracia participativa em la ciudad de São Paulo: continuidades y rupturas. In: ISUNZA VERA, E. ; GURZA LAVALLE, A. (Orgs.). La innováción democrática em América Latina. México: Ciesas, 2010. [ Links ]

TELLES, Vera da Silva. Anos 70: experiências, práticas e espaços políticos. In: KOWARICK, L. (Org.). As lutas sociais e a cidade: São Paulo passado e presente. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1988. [ Links ]

TILLY, Charles. Movimentos sociais como política. Revista Brasileira de Ciência Política, n. 3, p. 133-160, 2010. [ Links ]

_____. Contentious repertoires in Great Britain, 1758-1834”. In: TRAUGOTT, M. (Org.). Repertoires and cycles of collective action. Durham (NC): Duke University Press, 1995. [ Links ]

TRINDADE, Thiago Aparecido. Os limites da democracia: a legitimidade do protesto no Brasil participativo. Revista Brasileira de Ciências Sociais, v. 33, n. 97, p. 1-20, 2018. [ Links ]

Downloads

Publicado

04-09-2020

Como Citar

Trindade, T. A., & Bugiato, C. M. (2020). A interação entre movimentos sociais e sistema estatal no Brasil: um debate a partir das contribuições de Claus Offe e Nicos Poulantzas. Sociedade E Estado, 35(02), 411–440. https://doi.org/10.1590/s0102-6992-202035020003

Edição

Seção

Artigos

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.