A sistematização da assistência de enfermagem e as necessidades de cuidados de pacientes internados em terapia intensiva

Autores

  • Silvana Alves Benedet UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA

Palavras-chave:

Educação, Gestão

Resumo

Pesquisa Convergente Assistencial, com abordagem qualitativa. Tem como objetivo caracterizar as necessidades de cuidados de enfermagem dos pacientes internados em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) a partir da identificação dos diagnósticos e intervenções de enfermagem mais frequentes. Os sujeitos deste estudo foram 10 pacientes internados na UTI de um hospital de ensino. A coleta de dados aconteceu mediante entrevista semi-estruturada, exame físico e observação participante. Foram identificados 71 diagnósticos de enfermagem, destes, 8 identificados em todos os pacientes: Padrão respiratório ineficaz; Troca de gases prejudicada; Capacidade de transferência prejudicada; Deambulação prejudicada; Incapacidade para manter respiração espontânea; Perfusão tissular ineficaz; Proteção ineficaz e Risco para Infecção. Para cada um destes foram elencadas as intervenções de enfermagem de acordo com a NIC (Nursing Interventions Classification). Conclui-se que a maioria das intervenções estão voltadas para as necessidades psicobiológicas Oxigenação e Atividade física, o que demanda um número maior de horas de cuidados de enfermagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Silvana Alves Benedet, UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA

MESTRE EM ENFERMAGEM. ENFERMEIRA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA.

Downloads

Publicado

27-07-2017

Como Citar

1.
Benedet SA. A sistematização da assistência de enfermagem e as necessidades de cuidados de pacientes internados em terapia intensiva. Rev. G&S [Internet]. 27º de julho de 2017 [citado 23º de maio de 2024];3(2):522-37. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/rgs/article/view/122

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)