EXU, O SENHOR DA TRANSFORMAÇÂO

Autores

  • Jairo Dias Carvalho Universidade Federal de Uberlândia

Palavras-chave:

Criação de mundo; Exu; Orixá da transformação: Religiosidade afro-brasileira;.

Resumo

O objetivo do artigo é apresentar alguns elementos da espiritualidade afro-brasileira presentes na compreensão da deidade Exu. Pretendemos mostrar uma possível existência de uma natureza dual de Exu a partir de uma reflexão acerca da tradução da sua saudação sagrada e de alguns de seus mitos e lendas. Pretendemos discutir se esta dualidade constitutiva pode ser compreendida a partir da determinação da função de Exu na visão de mundo afro-brasileira. Ao final queremos mostrar que foi por causa de uma interpretação parcial de aspectos de sua dualidade que Exu foi identificado como inimigo do homem. Tal operação serviu a interesses políticos teológicos de inferiorizar as crenças afro-brasileiras. Exu tem um aspecto benfazejo e é por causa de suas qualidades aparentemente opostas que cumpre a função de manter a ordem e criar novas ordenações no mundo fazendo, assim, que a vida possa ser melhor vivida nesse mundo. Exu é o senhor da transformação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

MARTINS, Adilson (2008). Lendas de Exu. Rio de Janeiro: Pallas.

BASTIDE, Roger (1958). O Candomblé da Bahia: rito nagô. São Paulo: Cia das Letras.

FILHO, Aldo Barretti (2010). Dos Yorùbá ao Candomblé Kétu: origens, tradições e Continuidade. São Paulo: Edusp.

MARINS, Luiz L. (2010). “Èsù Òta Òrisà, um estudo de Oríki” in Dos Yorùbá ao Candomblé Kétu: origens, tradições e Continuidade, por FILHO, Aldo Barretti. São Paulo: Edusp: 25-74.

PEIXOTO, Norberto (2016). Exu, o poder organizador do caos. Porto Alegre: Besourobox.

DA SILVA, Vagner Gonçalves (2013). Exu Brasil: o senhor de muitos nomes. Tese apresentada à FFLCH da USP para obtenção do título de Livre Docência em Antropologia. São Paulo.

Downloads

Publicado

2022-10-10

Como Citar

Dias Carvalho, J. (2022). EXU, O SENHOR DA TRANSFORMAÇÂO. Revista Brasileira De Filosofia Da Religião, 8(2), 9–30. Recuperado de https://periodicos.unb.br/index.php/rbfr/article/view/40429

Edição

Seção

Dossiê Religiosidade dos povos originários e afro-brasileiros