O “amor pelos museus”

obsessões pela definição de um fenômeno social; posse de um objeto; e a existência de uma disciplina científica e universitária denominada Museologia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26512/museologia.v9i17.31591

Palavras-chave:

Museu. Museologia. Disciplina. ICOM. ICTOP.

Resumo

O presente trabalho trata, brevemente, do fenômeno social museu sob a perspectiva de tornar-se um objeto de estudo de uma disciplina acadêmica. Para tal, tomaremos o seguinte caminho: 1) apontar a criação de uma disciplina científica, tendo como cenário um movimento internacional encabeçado pelo ICOM e ICTOP; e 2) delinear, brevemente, algumas reflexões sobre Museu, que será reivindicado como objeto de estudo pela Museologia. As considerações finais caminham na direção de que o surgimento da Museologia não é um movimento casual somente atrelado ao museu: esse surgimento responde perfeitamente a uma trajetória previsível nos campos científico e universitário.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BAGHLI, Sid Ahmed; BOYLAN, Patrick; HERREMAN, Yani. History of ICOM (1946-1996). Paris: ICOM, 1998.

BELLAIGUE, Mathilde. Museology and the “integrated museum”. In: SYMPOSIUM MUSEOLOGY AND MUSEUMS. ISS: ICOFOM STUDY SERIES, Helsinki-Espoo, ICOM, International Committee for Museology/ICOFOM, n. 12, p. 59-62, Sept. 1987.

BOURDIEU, Pierre. O Campo Científico. 1976. Disponível em: <http://uaiinformatica.net/luciana/campo_cientifico_bourdieu.pdf >. Acesso em: 24 out. 2012.

BOURDIEU, Pierre. As condições sociais da circulação internacional das idéias. Enfoques Revista Eletrônica, Rio de Janeiro, v.1, n. 1, p. IV-XV, 2002.

BOURDIEU, Pierre. O Poder Simbólico. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2012, 322 p.

BOURDIEU, Pierre. A Distinção: crítica social do julgamento. Tradução Daniela Kern; Guilherme J. F. Teixeira. 2. Ed. Porto Alegre, RS: Zouk, 2013a, 560 p.

BOURDIEU, Pierre. A Economia das Trocas Simbólicas. São Paulo: Perspectiva, 2013b, 361 p.

BOURDIEU, Pierre. Homo Academicus. Trad. Ione Ribeiro Valle, Nilton Valle. Florianópolis: Ed. da UFSC, 2013c, 314 p.

BOURDIEU, P.; DARBEL, Alain. O amor pela arte: os museus de arte na Europa e seu público. Trad. Guilherme João de Freitas Teixeira. São Paulo: Edusp; Porto Alegre: Zouk, 2007, 239p.

BRULON, Bruno César. O rapto das Musas: apropriação do mundo clássico na invenção dos museus. Anais do Museu Histórico Nacional, Rio de Janeiro, v. 43, p. 41-65, 2011.

CAMARGO-MORO, Fernanda. O Ecomuseu Repensado. Itaipu um case study (1992). I Encontro Internacional de Ecomuseus. Coleção Fernanda Camargo-Moro. Acervo NUMMUS.

CARVALHO, Luciana Menezes de. Do Museu à Museologia: Constituição e consolidação de uma disciplina. Tese (Doutorado em Museologia e Patrimônio) Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro/Museu de Astronomia e Ciências Afins/Programa de Pós-graduação em Museologia e Patrimônio, Rio de Janeiro, 2017. Orientadora: Tereza Cristina Moletta Scheiner.

CERAVOLO, Suely Moraes. Da Palavra ao Termo: um caminho para compreender Museologia. 2004. Tese (Doutorado em Biblioteconomia e Documentação) – Escola de Comunicação e Artes, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2004. Orientadora: Maria de Fátima Gonçalves Moreira Tálamo.

DESVALLÉES, André; MAIRESSE, François (ed.). Conceitos-chave de Museologia. ICOM, ICOM-BR: Pinacoteca do Estado de São Paulo, 2013.

DESVALLÉES, André. [untitled]. MuWoP: Museological Working Papers = DoTraM: Documents de Travail en Muséologie. Museology – Science or just practical museum work, Stockholm, ICOM, International Committee for Museology/ICOFOM/Museum of National Antiquities, v. 1, p.17-18, 1980.

EDSON, Gary. Defining museum. In: DAVIS, Ann, MAIRESSE, François, DESVALLÉES, André (Ed.) What is a Museum? Munich: Verlag Dr. C. Müller-Straten, 2010. 218 p.

FOUCAULT, Michel. As Palavras e as Coisas. São Paulo: Martins Fontes, 2007, 541p.

GREGOROVÁ, Anna. [untitled]. In: SYMPOSIUM MUSEOLOGY AND MUSEUMS. ISS: ICOFOM STUDY SERIES, Helsinki-Espoo, ICOM, International Committee for Museology/ICOFOM, n. 12, p. 121-129, Sept. 1987.

INTERNATIONAL COMMITTEE FOR MUSEOLOGY [ICOFOM]. Museological News, [s.l.], nº 12, 1989.

INTERNATIONAL COMMITTEE FOR THE TRAINING OF PERSONNEL [ICTOP]. Professional training of museum personnel in the world: actual state of the problem. Jos, Nigeria: Document prepared by the ICOM Training Unit, 1972. Coleção Tereza Scheiner.

INTERNATIONAL COMMITTEE FOR THE TRAINING OF PERSONNEL [ICTOP]. The professional training of museum personnel: a review of the activities and polices of ICOM, 1947-1980. Leicester, England: Leicestershire Museums, Art Galleries and Records Service for ICTOP, 1980. Coleção Tereza Scheiner.

INTERNATIONAL COMMITTEE FOR THE TRAINING OF PERSONNEL [ICTOP]. Project of a common syllabus for professional museum training (1972). Versão traduzida por Tereza Scheiner em espanhol. Rio de Janeiro: UNIRIO, 1984. Coleção Tereza Scheiner.

INTERNATIONAL COUNCIL OF MUSEUMS [ICOM]. Actes: Seventh General Conference. New York: The Metropolitan Museum of Art, 1965, 98p. Paris: Arquivo ICOM/ICOFOM.

INTERNATIONAL COUNCIL OF MUSEUMS [ICOM]. ICTOP. Disponível em: <http://network.icom.museum/ictop/about-us/who-we-are/L/0/>. Acesso em: 23 mai. 2015.

INTERNATIONAL COUNCIL OF MUSEUMS [ICOM]. GRENOBLE 1971. Disponível em: <http://icom.museum/the-governance/general-assembly/resolutions-adopted-by-icoms-general-assemblies-1946-to-date/grenoble-1971/ >. Acesso em: 04 out. 2016.

JAPIASSU, Hilton. Interdisciplinaridade e Patologia do Saber. Rio de Janeiro: IMAGO Editora, 1976, 221p.

MAIRESSE, François; DESVALLÉES, André. Muséologie. In: DESVALLÉES, A.; MAIRESSE, F. (ed.). Dictionnaire Encyclopédique de Muséologie. Paris: Armand Colin, 2011.

MARÖEVIC, Ivo. [untitled]. In: SYMPOSIUM MUSEOLOGY AND MUSEUMS. ISS: ICOFOM STUDY SERIES, Helsinki-Espoo, ICOM, International Committee for Museology/ICOFOM, n. 12, p. 173-179, Sept. 1987.

SCHEINER, Teresa. Apolo e Dionísio no Templo das Musas – Museu: gênese, idéia e representações na cultura ocidental. 1998. Dissertação (Mestrado em Comunicação Social) – Escola de Comunicação Social, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1998. 152 p. Orientador: Paulo Vaz.

SCHEINER, Teresa. As bases ontológicas do Museu e da Museologia. In: SIMPÓSIO MUSEOLOGIA, FILOSOFIA E IDENTIDADE NA AMÉRICA LATINA E CARIBE. ICOFOM LAM, Coro, Subcomitê Regional para a América Latina e Caribe/ICOFOM LAM, p.133-143, 1999.

SCHEINER, Teresa. Museologia. Patrimônio. Participação. Integração. Inclusão. Notas para uma análise de termos e conceitos relativos à teoria e à prática no Museu – e para o Museu. In: Teresa Scheiner; Marcus Granato. (Org.). Termos e Conceitos da Museologia: Museu Inclusivo, Interculturalidade e Patrimônio Integral. Rio de Janeiro: Museu de Astronomia e Ciências Afins / UNIRIO, p. 174-191, 2012.

SOLA, Tomislav. The Museum Definition: Questioning the Scope and Motives. In: DAVIS, Ann, MAIRESSE, François, DESVALLÉES, André (Ed.) What is a Museum? Munich: Verlag Dr. C. Müller-Straten, 2010, p. 106-112.

STRÁNSKÝ, Z. Z. [untitled]. In: SYMPOSIUM MUSEOLOGY AND MUSEUMS. ISS: ICOFOM STUDY SERIES, Helsinki-Espoo, ICOM, International Committee for Museology/ICOFOM, n. 12, p. 287-292, Sept. 1987.

STRÁNSKÝ, Z. Z.. ENCYCLOPAEDIA OF MUSEOLOGY. Brno: Masaryk University Brno / Unesco International Summer School of Museology, 1996, Coleção: Tereza Scheiner.

STRÁNSKÝ, Z. Z.. Sobre o tema “Museologia – ciência ou apenas trabalho prático?” (1980). Trad. Tereza Scheiner. Revista Eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Museologia e Patrimônio, PPG-PMUS Unirio/MAST, vol. 1, no 1, jul/dez de 2008, p. 101-105.

WHERE ICOM from. Direção: BIRD – Agence d’ingénierie historique. Paris, 2016. 27 min. Son., Color., vídeo MP4.

Publicado

2020-05-16

Como Citar

de Carvalho, L. M. (2020). O “amor pelos museus”: obsessões pela definição de um fenômeno social; posse de um objeto; e a existência de uma disciplina científica e universitária denominada Museologia. Museologia & Interdisciplinaridade, 9(17), 29-45. https://doi.org/10.26512/museologia.v9i17.31591

Edição

Seção

Dossiê Museus e Museologia: aportes teóricos na contemporaneidade