Formação em Museologia e as conquistas da sociedade democrática:

o curso de Museologia da Universidade Federal da Bahia

Autores

  • Maria Célia T. Moura Santos

DOI:

https://doi.org/10.26512/museologia.v8i16.27324

Resumo

A partir da narrativa de suas vivências em atividades de pesquisa, ensino e extensão, no Curso de Museologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA), como estudante e professora, até sua aposentadoria, em 1997, a autora faz uma aproximação com o tema do IV Seminário Brasileiro de Museologia (SEBRAMUS), identificando as teias de relações e os caminhos percorridos, buscando indicadores de uma atuação participativa e transversal, no interior da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da UFBA e fora da Universidade. Ressalta a participação do Curso da UFBA na formulação e implantação da Política Nacional de Museus, citando exemplos de resultados alcançados com as ações do Projeto-Piloto do Eixo 3 da Política Nacional de Museus ”“ Formação e Capacitação de Recursos Humanos ”“, implantado em Salvador-BA. Faz uma reflexão sobre as contribuições advindas para o desenvolvimento do campo museal, na atualidade, ressaltando a participação ativa dos demais cursos, dos profissionais, dos estudantes e dos vários atores sociais que se alinharam e ainda se alinham em torno da construção de sociedades democráticas, nos inspirando para novas possibilidades de ação-reflexão-ação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

BARCELOS, Valdo. O mundo como um texto: Uma alternativa pedagógica em educação ambiental. Anais da 29.ª Reunião da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação, Caxambu, MG, 2006.

BRASIL, Ministério da Educação e Cultura. Resolução no 14, de 27 de fevereiro de 1970 (fixa os mínimos de conteúdo e duração dos Cursos de Museologia).

BRASIL, Ministério da Cultura. Lei nº 11.906, de 20 de janeiro de 2009, (cria o Instituto Brasileiro de Museus ”“ Ibram).

BUARQUE, Chico. Letra e música. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.

CORALINA, Cora. Vintém de cobre: meias confissões de Aninha. São Paulo: Global, 2007.

FREIRE, Paulo. Política e Educação: ensaios. 5.ed. São Paulo: Editora Cortez, 1993. Col. Questões de nossa época.

GIL, Gilberto. Todas as letras: incluindo letras comentadas pelo compositor. RENNÓ, Carlos (Org.). São Paulo, Companhia das letras, 1996.

HABERT, Nadine. A década de 70: apogeu e crise da ditadura militar brasileira. São Paulo: Ática, 1992.

LISPECTOR, Clarice. Uma aprendizagem ou o livro dos prazeres. Rio de Janeiro: Rocco, 1998.

MARTINS, Raimundo; RIBEIRO, José da Silva Ribeiro. Narrativas, arte e contemporaneidade. Revista Brasileira de Pesquisa (Auto)Biográfica, Salvador, v. 2, n. 4, p. 11-18, jan./abr. 2017.

MENSCH, Peter Van. Object, museum, Museology, an "eternal triangle". Leiden: Reinwardt Academie, 1987.

MOUTINHO, Mario C. Entre os museus de Foucault e os museus complexos. Revista Musas, Setúbal. 2014.

NASCIMENTO JÚNIOR, José; CHAGAS, Mário (Orgs.). Política Nacional de Museus. Brasília: Ministério da Cultura, 2007.

NUNES, Verônica Maria Meneses (Org.). Memória do Fórum Nordestino de Museologia. Aracaju: IPHAN, 2000.

POLÍTICA Nacional de Museus - Relatório de Gestão 2003-2006. Brasília: Ministério da Cultura, Departamento de Museus e Centros Culturais, 2006.

POLÍTICA Nacional de Museus ”“ Relatório de Gestão 2003-2010. Brasília: Ministério da Cultura, Instituto Brasileiro de Museus, 2010.

QUINTANA, Mario. Poesia completa. Rio de Janeiro: Editora Nova Aguilar, 2008.

RICOEUR, Paul. A marca do passado. História da Historiografia, Ouro Preto, n.º 10, dez. 2012.

SANTOS, Maria Célia T. Moura. Museu, escola e comunidade: uma integração necessária. Salvador: Burear, 1987.

____. A formação do museólogo e o seu campo de atuação. Cadernos de Sociomuseologia. Lisboa: Centro de Estudos de Sociomuseologia, Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, no 18, p.169-198, 2002.

-------. (Org.). Política Nacional de Museus: Programa de Formação e Capacitação em Museologia ”“ Eixo 3 / Ministério da Cultura do Brasil, Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Departamento de Museus e Centros Culturais. Salvador: MINC/IPHAN/DEMU, 2005.

____. Encontros museológicos: reflexões sobre a museologia, a educação e o museu. Rio de Janeiro: MINC/IPHAN/DEMU, 2008.

____. Demandas e desafios para a formação Contemporânea em Museologia. Texto apresentado no II Encontro Nacional da Rede de Professores Universitários do Campo da Museologia, realizado em Salvador / Cachoeira ”“ Bahia, de 24 a 26 de agosto de 2009. Trabalho não publicado. Acervo particular da Profa. Maria Célia Teixeira Moura Santos.

____. Um compromisso social com a Museologia. Cadernos do CEOM ”“ Centro de Memória do Oeste de Santa Cataria, Chapecó-SC, ano 27, no 41, 2014.

____. O Curso de Museologia da UFBA: retrospectivas e perspectivas. Texto apresentado no VIII Encontro Nacional de Estudantes de Museologia II Encontro Regional de Estudantes de Museologia ”“ Região Sul. Rumos da Museologia e de seu Movimento Estudantil no Século XXI. Universidade Federal de Pelotas (UFPEL) -24 a 29 de agosto de 2015. Trabalho não publicado. Acervo particular da Profa. Maria Célia Teixeira Moura Santos.

____. Entrevista para a Revista Musas ”“ Revista Brasileira de Museus e Museologia, no 8, 2018. Brasília: Instituto Brasileiro de Museus, 2018.

SEVERINO, Antônio Joaquim. Educação, ideologia e contra-ideologia. São Paulo: EPU, 1986.

SIRVENT, Maria Teresa. (Org.). Educação Comunitária: a experiência do Espírito Santo. São Paulo: Brasiliense, 1984.

TOURAINE, Alain. Crítica da Modernidade. Petrópolis, RJ: Vozes, 1994.

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA. Câmara de Ensino de Graduação. Parecer no. 152/70. Salvador, no dia 25 de agosto de 1970. Dispõe sobre a vinculação do Curso de Museologia na Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas. Acervo FFCH/UFBA.

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA. Departamento de História. Parecer do Curso e Currículo de Museologia. Salvador, no dia 01 de julho de 1970. Dispõe sobre opção de implantação do Curso de Museologia no Departamento de História da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas. Acervo FFCH/UFBA.

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA. Superintendência Acadêmica. Colegiado do Curso de Museologia. Salvador, 1973. Dispõe sobre grade curricular do Curso de Museologia. Acervo particular da Profa. Maria Célia Teixeira Moura Santos.

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA. Departamento de Museologia. Proposta de Reforma do Currículo do Curso de Museologia. 1996. Documento não publicado. Acervo da Profa. Maria Célia Teixeira Moura Santos.

Downloads

Publicado

2019-10-30

Como Citar

Santos, M. C. T. M. (2019). Formação em Museologia e as conquistas da sociedade democrática:: o curso de Museologia da Universidade Federal da Bahia. Museologia &Amp; Interdisciplinaridade, 8(16), 258–275. https://doi.org/10.26512/museologia.v8i16.27324