A atratividade na experiência do uso da realidade aumentada em catálogos de moda para dispositivos móveis.

Autores

  • Dorival Germano Vendrami Junior UFSC
  • Eugenio Andrés Díaz Merino UFSC
  • Berenice Gonçalves

Palavras-chave:

Realidade aumentada, mobilidade, design de interação, mídia, catálogo virtual, avaliação

Resumo

O crescente uso da Realidade Aumentada em catálogos de produtos de moda para celulares, faz necessária a avaliação da qualidade da sua experiência de uso para indicar o estado atual da tecnologia e possíveis aprimoramentos. O objeto de estudo é o aplicativo da marca Warby Parker: um catálogo virtual que possui uma área que utiliza Realidade Aumentada.  A pesquisa faz uma avaliação da atratividade do aplicativo através da observação sistemática de usuários, aplicação do questionário Attrak-Diff em recortes de público: sexo e uso de correção visual. Revelou-se uma relação entre a qualidade da experiência de uso e acuidade visual: usuários que possuem deficiência visual mas utilizam correção avaliaram pior o aplicativo quando comparados a usuários que possuem deficiência visual não corrigida. Assim, apesar de alta a qualidade geral percebida da experiência, a atratividade do aplicativo é pior para parte importante do público: usuários de óculos de correção visual. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eugenio Andrés Díaz Merino, UFSC

Doutor em Engenharia de Produção pela UFSC; Professor Titular da UFSC – Florianópolis, SC, Brasil. 

Berenice Gonçalves

Doutora em Engenharia de Produção pela UFSC; Professor Associado IV da UFSC – Florianópolis, SC, Brasil.

Referências

AGRELA, Lucas. 5 bilhões de pessoas têm smartphones. 2017.Disponível em: <https://exame.abril.com.br/tecnologia/5-bilhoes-de-pessoas-tem-smartphones/>. Acesso em: 28 de abr. 2019.
ALBERT, B.; TULLIS, T. Measuring the user experience. Collecting, Analyzing, and Presenting Usability Metrics. 4. ed. Burlington: Elsevier, 2008. 123 p.
ARKIT, About augmented reality and arkit — apple developer documentation. Disponível em <https://developer.apple.com/documentation/arkit/aboutaugmentedrealityandarkit>. Acessado em: 29 de abr. 2019.
AZUMA, Ronald T. Making Augmented Reality a Reality. Proceedings of OSA Imaging and Applied Optics Congress (San Francisco, CA, 25-29 June 2017). Disponível em <https://www.ronaldazuma.com/papers/OSA2017_invited_paper_Azuma.pdf>. Acesso em: 29 de abr. 2019.
AZUMA, R.; BAILLOT, Y.; BEHRINGER, R.; FEINER, S.; JULIER, S.; MACINTYRE, B. Recent advances in augmented reality. IEEE computer graphics and applications, v. 21, n. 6, p. 34–47, 2001.
BLACK, Alison et al. Information Design: Research and Practice. Abington: Routledge, 2017. 750 p.
COCKTON, G. Usability Evaluation. In: SOEGAARD, Mads; DAM, Rikke Friis (Eds.). The Encyclopedia of Human-Computer Interaction, 2. ed. Aarhus, Denmark: The Interaction Design Foundation. Disponível em https://www.interaction-design.org/ encyclopedia/usability_evaluation.html. Acesso em: 1 de mai. 2019.
Hassenzahl, M.: The interplay of beauty, goodness, and usability in interactive products. Human-Computer Interaction. v. 4, n. , p. 319-349, 2004.
HASSENZAHL, M. The thing and I: Understanding the relationship between users and product. In: Funology: From usability to enjoyment, Kluwer, 2003, p. 31-42.
HÖLH, W. Interactive Ambient with Opens-Source Software: 3D Walkthroughs and Augmented Reality for Architects with Blender 2.43, DART 3.0 and ARToolkit 2.72. Springer-Verlag: Viena, 2009, 239 p.
JETTER, Hans-cristian. Blended Interaction: Envisioning Future Collaborative Interactive Spaces. In: CHI 2013, 10., 2013, Paris. Extended Abstracts. Paris: Toulouse, 2013. p. 232 - 248.
MURRAY, Janet H.. Inventing the medium: Principles of interaction design as a culture practice. Cambridge, Massachusetts: The Mit Press, 2012. 483 p.
NORMAN, D.; NIELSEN, J. The Definition of User Experience (UX). Disponível em: <https://www.nngroup.com/articles/definition-user-experience/>. Acesso em: 29 de abr. 2019.
PARDES, Arielle. TRY ON YOUR NEXT PAIR OF GLASSES USING JUST YOUR IPHONE. 2019. Disponível em: <https://www.wired.com/story/warby-parker-augmented-reality-app/>. Acesso em: 28 abr. 2019.
ROCHA, Heloísa Vieira; BARANAUSKAS, Maria Cecília Calani. Design e avaliação de interfaces humano-computador. Universidade Estadual de Campinas: Campinas, 2003.Disponível em <http://www.nied.unicamp.br/?q=content/design-e- avalia%C3%A7%C3%A3o-de-interfaces-humano-computador>. Acesso em: 19 mai. 2019
ROUSE, Margaret. Augmented reality. 2016. Disponível em:
<http://whatis.techtarget.com/definition/augmented-reality-AR>. Acesso em: 28 abr. 2019.
SAMARA, Timothy. Guia de design editorial: manual prático para o design de publicações. Porto Alegre: Bookman, 2011.
SWAMINATHAN, R; SCHLEICHER, R; BURKARD, S.; KOLECZKO, S. Happy Measure: Augmented Reality for Mobile Virtual Furnishing. International Journal of Human-Computer . v. 5, n. 1, p. 16-44, 2013.
TORI, Romero; HOUNSELL, Marcelo da Silva (org.). Introdução a Realidade Virtual e Aumentada. Porto Alegre: Editora SBC, 2018.
VENTURA, Felipe. Os primeiros experimentos com ARKit, plataforma de realidade aumentada da Apple. 2017. Disponível em <https://tecnoblog.net/217741/experimentos-arkit-apple/>. Acessado em: 28 de abr. De 2019.
WARBY PARKER. Website da marca. Disponível em <http://www.warbyparker.com>. Acesso em: 10 de mai. de 2019.
WANG, X.; ONG, S. K.; NEE, A. Y. C. A comprehensive survey of augmented reality assembly research. Advances in Manufacturing, v. 4, n. 1, p. 1-22, 2016.

Publicado

2019-12-30

Como Citar

Vendrami Junior, D. G., Díaz Merino, E. A., & Gonçalves, B. (2019). A atratividade na experiência do uso da realidade aumentada em catálogos de moda para dispositivos móveis. Revista De Design, Tecnologia E Sociedade, 6(1), 16-33. Recuperado de https://periodicos.unb.br/index.php/design-tecnologia-sociedade/article/view/26412