Nominalizações infinitivas no português brasileiro: eventividade e estrutura argumental

Autores

  • Dalila Maria de Souza Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Paula Roberta Gabbai Armelin Universidade Federal de Juiz de Fora

Palavras-chave:

nominalizações, eventividade, estrutura argumental

Resumo

O estatuto dos nominais zero, isto é, sem sufixo nominalizador fonologicamente realizado, tem sido alvo de debates no âmbito dos estudos linguísticos. De forma geral, a literatura especializada aponta que tais formações são incompatíveis com a estrutura argumental do verbo correspondente (GRIMSHAW, 1990; ALEXIADOU, 2001; BORER, 2013). As nominalizações infinitivas do português brasileiro, no entanto, parecem apresentar um comportamento distinto: tais formações denotam evento e mantêm a estrutura argumental do verbo de base. Assim, seguindo Souza (2021), argumentamos, a partir do comportamento empírico de dados das nominalizações infinitivas do PB e com base nos diagnósticos de Grimshaw (1990), contra a ideia de que nominais zero são sistematicamente barrados do licenciamento de estrutura argumental.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Downloads

Publicado

07.11.2022