O jogo das bolinhas

Uma simbólica da masculinidade

Autores

  • Jose Jorge de Carvalho

Palavras-chave:

Antropologia

Resumo

Apesar de sua enorme difusão e vigência, tanto no Brasil como na maioria dos países ocidentais, poucas são as descrições conhecidas do jogo de bolinhas e muito mais raras são as tentativas de interpretação de seu significado cultural especifico. Jogo de milenar antigüidade, já era conhecido pelos gregos antigos (Cascudo, 1972: 137 afirma que era então denominado pila vitrea) e é possível imaginar que fosse um dos jogos infantis que fascinaram os primeiros pensadores ocidentais, principalmente, por sua dimensão intelectual. Tal é, pelo menos, a sugestão contida no belíssimo comentário de Kostas Axelos sobre a vida de Anaxágoras: “Segundo o logos da lenda [Anaxágoras] teria solicitado, pouco antes de morrer, que se organizassem festas infantis em todos os aniversários de sua morte. Parece que esse costume se conservou. Os jogos infantis perpetuaram assim os jogos do pensamento" (Axelos, 1978: 228). É possível, igualmente, supor que o jogo de bolinhas tivesse admitido explicitamente, tempos atrás, uma dimensão sagrada ou cosmológica (assim como o tinha o jogo de pelota no México Antigo; ver Weisz 1986: 72), perdida em um certo momento como se perdeu uma parte do simbolismo do jogo da amarelinha, por exemplo. Entretanto, como pretendo mostrar, parecem existir ainda aspectos do jogo que tocam de perto o mundo do espírito.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AXELOS. Kostas. 1978. “Anaxágoras e as Origens da Falha” . In prá-Socráticos: 288-294. Coleção Os Pensadores. São Paulo: Abril Cultural.
BENJAMIN, Walter. 1982. Infancia en Berlin Hacia 1900. Madrid: Ediciones Alfaguara.
-------------------. 1984. Brinquedos e Jogos. Observações Sobre Urna Obra Monumental. In A Criança, O BrinquedoEducação: 71 -75. São Paulo: Sumus Editorial.
BLOCH Maurice. 1974. Symbols, Song, Dance and Features of Articulation. European Journal of Sociology, Vol. 15:51-81.
CARDONA, Miguel. 1956. Algunos Juegos de bs Ninõs de Venezuela. Caracas: Ediciones del Ministerio de Educación.
CASCUDO, Lufs da Câmara. 1972. Dicionário do Folclore Brasileiro. Brasília: INL/MEC.
CHODOROW, Nancy. 1974. “ Family Structure and Female Personality" In Woman, Culture, and Society (Michelle Rosaldo e Louise Lamphere, orgs): 43-66, Stanford: Stanford University Press.
FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda. 1986. Novo Dicionário da Língua Portuguesa. 2* Ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira.
FIGUEIREDO, Cândido. 1973. Grande Dicionário da Lfngua Portuguesa, 14s edição Amadora: Livraria Bertrand.
FOUCAULT, Michel. 1984. História da Sexualidade, II. O Uso dos Prazeres. Rio de Janeiro: Graal.
GADAMER, Hans-Georg. 1975. Tmth and Method. New York: Crossroad.
GEERTZ, Clifford. 1978. A Interpretação das Culturas. Rio de Janeiro: Zahar. MALINOWSKI, Bronislaw. 1975. Argonautas do Pacífico Ocidental. Coleção Os Pensadores. São Paulo: Abril Cultural.
NETO, Soffiati. 1977. O Jogo das Bolinhas. Cademos de Folclore/21. Rio de Janeiro MEC/Instituto Nacional do Folclore.
NEVES, Guilherme Santos. 1950.0 Jogo de Gude, Folclore, Ano I, n® 7-8:1 -4. Vitória.
PIAGET, Jean. 1950. Moral Judgment of the Child. Londres: Routledge & Kegan Paul.
ROSALDO, Michellè. 1974. “Woman, Culture, and Society: A Theoretical Overview". In Woman, Culture, and Society (Michelle Rosaldo e Louise Lamphere, orgs.): 17-42. Stanford: Stanford University Press.
SILVA, Alice Inés Oliveira. 1985. A Pedagogia do Feminino, Cademos de Pesquisa, n9 54: 26-36. São Paulo.
TAMBIAH, S. J. 1979. A Perfomative Approach to Ritual. Proceedings of the British Academy, VOL. LXV: 114-169.
WEISZ, Gabriel. 1986. El Juego de Pelota. inEIJuego Viviente: 72-101. México: Siglo Veintiuno Editores.

Downloads

Publicado

2018-01-26

Como Citar

de Carvalho, Jose Jorge. 2018. “O Jogo Das Bolinhas: Uma simbólica Da Masculinidade”. Anuário Antropológico 12 (1):191-222. https://periodicos.unb.br/index.php/anuarioantropologico/article/view/6395.

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.