Excepcionalismo versus Pragmatismo: direitos humanos nas relações Brasil-Estados Unidos (1974-1979)

Main Article Content

Antonio Carlos Lessa
Juliana Brito Santana Leal

Resumo

Este artigo analisa a tesão que se produziu pelo contraste entre o excepcionalismo estadunidense e a chamada política externa do Pragmatismo Ecumênico e Responsável, formulada e implementada durante o governo de Ernesto Geisel. Ao promover a exportação dos valores de direitos humanos, o governo do Presidente Jimmy Carter esbarrou na contra-ação formulada e implementada pelo governo brasileiro. Foi a partir do questionamento “como se tencionaram as relações Brasil – Estados Unidos em decorrência dos contrastastes entre o excepcionalismo estadunidense de Carter e o pragmatismo ecumênico e responsável de Geisel?” como a exportação da agenda de direitos humanos estadunidense de Carter impactou a formulação da política externa brasileira de Geisel para o cenário interamericano?” que este trabalho calcou suas inquietações iniciais. Foi utilizado o método de revisão bibliográfica e análise documental objetivando uma análise acerca da receptividade brasileira ao discurso de exportação de valores liberais empreendido por Carter e, devido à isso, às alternativas retóricas que o governo brasileiro oferecia quando pressionado em temas de direitos humanos. 


 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Article Details

Como Citar
Lessa, Antonio Carlos, e Juliana Brito Santana Leal. 2022. “Excepcionalismo Versus Pragmatismo: Direitos Humanos Nas relações Brasil-Estados Unidos (1974-1979)”. Meridiano 47 - Journal of Global Studies 22 (janeiro). https://doi.org/10.20889/M47e22006.
Seção
Artigos

Referências

-

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>