Matriz SWOT como ferramenta estratégica no gerenciamento da assistência de enfermagem:

um relato de experiência em um hospital de ensino

Autores

  • Viviane Ramos Mendes UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MONTES CLAROS-UNIMONTES.
  • Eloá Mangabeira Santos Universidade Estadual de Montes Claros-Unimontes
  • Ingredy Carolline de Jesus Santos Universidade Estadual de Montes Claros-Unimontes
  • Ingrid Rodrigues da Silva Universidade Estadual de Montes Claros-Unimontes
  • Leniane Soares da Silva Universidade Estadual de Montes Claros-Unimontes
  • Carla Silvana de Oliveira e Silva Universidade Estadual de Montes Claros-Unimontes

Palavras-chave:

Gestão, Saúde pública, Enfermagem

Resumo

Este estudo teve como objetivo descrever a aplicação da ferramenta Matriz SWOT em uma unidade de internação de um hospital-ensino. Trata se um estudo qualitativo, descritivo, do tipo relato de experiência, realizado a partir de observações dos processos de trabalho no setor administrativo e do exame de rotinas do serviço de enfermagem, no período de maio a julho de 2015. A coleta de dados foi realizada durante as aulas práticas de acadêmicos de Enfermagem da Universidade Estadual de Montes Claros, na disciplina Gestão em Saúde. Teve como cenário a Clínica Médica A de um hospital universitário, em Montes Claros – Minas Gerais. Diante da análise as oportunidades encontradas destacam-se: um hospital-escola que presta atendimento público à população daquela região, bem como a presença de acadêmicos na instituição possibilita o incentivo crescente da pesquisa. Em contraponto, as ameaças mencionadas são desafios reais e constantes a nível hospitalar que necessitam de reorganização na prestação dos serviços, com destaque ao acesso fácil aos leitos e a entrada de alimentos acarretando uma demora na resolutividade do tratamento. Conclui-se que a Matriz SWOT permite ao gestor ter um olhar crítico e reflexivo acerca das inconformidades, vistas como pontos que devem ser melhorados pela coordenação da clínica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Viviane Ramos Mendes, UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MONTES CLAROS-UNIMONTES.

Graduanda em Enfermagem na Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES. Atua no grupo de pesquisa, DONA TIBURTINA: NÚCLEO DE PESQUISA EM GÊNERO, SAÚDE E SEXUALIDADE ( NUPEGSS). Atualmente estagiaria na Supervisão de Enfermagem do Hospital Universitário Clemente Faria (HUCF), localizado no Município de Montes Claros/Minas Gerais.

Eloá Mangabeira Santos, Universidade Estadual de Montes Claros-Unimontes

Graduada em Biomedicina na Faculdade Integradas Pitágoras Montes Claros / MG em 2011 .Mestre em Biotecnologia pela Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES. Doutoranda em ciências da saúde com ênfase em mecanismos e aspectos clínicos das doenças de câncer de cabeça e pescoço. Possui experiência na área de Microbiologia Comparação de cepas de Staphylococcus aureus oxacilina resistente entre profissionais da área da saúde e microbiologia industrial e ambiental. Na área de Bioquímica nos seguintes temas: Diabetes Mellitus Tipo I, Fermentação para produção de enzimas lipolítica, Também no seguimento em Biologia molecular na extração de DNA, expressão gênica de protéina de choque térmico e das regiões conservadas e regiões intergênicas variáveis. Atuou em avaliação do controle de qualidade na área de analise clínicas e Microbiologia.

Ingredy Carolline de Jesus Santos, Universidade Estadual de Montes Claros-Unimontes

Graduanda em Enfermagem na Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES. Atua no grupo de pesquisa, DONA TIBURTINA: NÚCLEO DE PESQUISA EM GÊNERO, SAÚDE E SEXUALIDADE ( NUPEGSS).

Ingrid Rodrigues da Silva, Universidade Estadual de Montes Claros-Unimontes

Graduanda em enfermagem pela Universidade Estadual de Montes Claros/MG (Unimontes).

Leniane Soares da Silva, Universidade Estadual de Montes Claros-Unimontes

Graduanda em Enfermagem pela Universidade Estadual de Montes Claros/MG (Unimontes).

Carla Silvana de Oliveira e Silva, Universidade Estadual de Montes Claros-Unimontes

Possui graduação em Enfermagem pela Universidade Federal de Juiz de Fora (1997), especialização em Enfermagem em Saúde Pública pela Escola de Enfermagem da UFMG (1999), Mestrado em Ciências pela Universidade Federal de São Paulo (2010) e Doutorado em Ciências pela Universidade Federal de São Paulo (2013).Pós-doutorado em andamento pela Universidade Federal de Saõ Paulo. Atualmente é Professora doensino Superior da Universidade Estadual de Montes Claros UNIMONTES. professora permanente do programa de Pós Graduação em Ciências da Saúde, Tem experiência na área de Enfermagem, atuando principalmente nos seguintes temas: saúde do adulto, saúde do idoso, semiologia e semiotécnica da enfermagem e gestão de serviços de saúde.

Como Citar

1.
Mendes VR, Santos EM, Santos IC de J, Silva IR da, Silva LS da, Silva CS de O e. Matriz SWOT como ferramenta estratégica no gerenciamento da assistência de enfermagem:: um relato de experiência em um hospital de ensino. Rev. G&S [Internet]. 1 [citado 6º de março de 2021];7(3):Pág. 1236-1243. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/rgs/article/view/3643

Edição

Seção

Relatos de Experiências

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##