Perda auditiva em militares expostos a ruído ocupacional

Autores

  • Monique Souza Antunes de Souza Chelminski Barreto Universidade de Brasília
  • Fayez Bahmad Júnior HUB/UnB

Palavras-chave:

Políticas de saúde

Resumo

Introdução: A exposição ao ruído contínuo ou de impacto pode acarretar Perda Auditiva Induzida por Níveis de Pressão Sonora Elevados (PAINPSE) ou um trauma acústico (TA) em militares. Objetivo: Revisar estudos sobre perda auditiva em militares em relação a avaliação auditiva e o tipo de exposição ao ruído. Método: Foi realizada busca nas bases de dados MEDLINE, BIREME, SCIELO, LILACS, PUBMED, COCHRANE, periódicos CAPES e livros textos, utilizando os descritores: perda auditiva, ruído ocupacional, militares, avaliação auditiva e seus correlatos na língua inglesa, em estudos publicados entre 2000 e 2010. Resultados: Constatou-se que os procedimentos mais utilizados na avaliação auditiva foram a Audiometria Tonal Liminar (ATL) seguida pelas emissões otoacústicas evocadas (EOAE) e audiometria de altas freqüências e quanto ao tipo de exposição ao ruído, constatou-se que há mais estudos quanto ao ruído de impacto no Exército e na Marinha, enquanto na Aeronáutica, há maior exposição ao ruído contínuo. Considerações Finais: É necessário um maior nível de conscientização quanto aos riscos da exposição ao ruído, bem como elaboração e implementação de Programa de Prevenção de Perda Auditiva (PPPA) para os militares.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Monique Souza Antunes de Souza Chelminski Barreto, Universidade de Brasília

Aluna de Pós -graduação em Ciências da Saúde

Publicado

2017-07-28

Como Citar

1.
Antunes de Souza Chelminski Barreto MS, Júnior FB. Perda auditiva em militares expostos a ruído ocupacional. Rev. G&S [Internet]. 28º de julho de 2017 [citado 8º de março de 2021];3(3):812-26. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/rgs/article/view/141

Edição

Seção

Artigos de Revisão

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##