Fé, Espiritualidade e Angústia no Pensamento de Søren Kierkegaard

Autores

  • JOSÉ DA CRUZ LOPES MARQUES Faculdade Batista do Cariri (FBC)

Palavras-chave:

Angústia. Fé. Espiritualidade. Kierkegaard.

Resumo

Obviamente, fé e angústia são dois conceitos basilares no pensamento do filósofo dinamarquês Søren Kierkegaard. Em uma interpretação mais apressada e corriqueira, tais conceitos são auto excludentes. No entanto, uma leitura atenta do capítulo V de O conceito de angústia revela o equívoco de tal entendimento. Não há como divorciar a fé da angústia, pois esta última é marca imprescindível de espiritualidade, sobretudo porque a angústia é aquilo que salva pela fé. Neste sentido, pretende-se no presente texto estabelecer a relação entre a paixão infinita da fé e a suscetibilidade de angustiar-se; em outras palavras, o modo como estas duas categorias se complementam à luz do pensamento kierkegaardiano.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

Barros, Wagnes. A Angustia de Abraão. Revista de Iniciação Cientifica da FFC. V. 7, n 1. p. 1 - 12, 2007

BLACKBURN, Simon. Dicionário Oxford de Filosofia. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1997.

DE PAULA, Marcio Gimenes. Socratismo e Cristianismo em Kierkegaard: O escândalo e a loucura. São Paulo: Annablume: FAPESP, 2001.

FARAGO, France. Compreender Kierkegaard. Petrópolis: Vozes, 2005.

FERRO, Nuno. Estudos sobre Kierkegaard. São Paulo: LiberArs, 2012.

GOUVÊA, Ricardo Quadros. A Palavra e o silêncio: Kierkegaard e a relação dialética entre fé e razão em Temor e tremor. São Paulo: Alfarrabio: Custom, 2002.

Downloads

Publicado

2018-10-19

Como Citar

MARQUES, J. D. C. L. (2018). Fé, Espiritualidade e Angústia no Pensamento de Søren Kierkegaard. Revista Brasileira De Filosofia Da Religião, 3(1), 161–171. Recuperado de https://periodicos.unb.br/index.php/rbfr/article/view/17353

Edição

Seção

Artigos (temática geral)