Educação superior e a permanência de estudantes indígenas e quilombolas na UFPA

Autores

Palavras-chave:

educação superior, indígenas, quilombolas

Resumo

O artigo tem como objetivo a reflexão sobre a formação acadêmica de discentes indígenas e quilombolas da Universidade Federal do Pará, buscando identificar os principais obstáculos para a permanência e a conclusão do curso superior. Para isso, utiliza os dados coletados na execução do projeto de extensão IQ Conhecimento e Resistência, no período de 2017 a 2018. Problematiza a permanência em seus aspectos materiais e simbólicos para discutir as principais dificuldades que comprometem a conclusão do curso, como: as situações de racismo institucional por parte de professores, técnicos e alunos, a discriminação e a baixa qualidade da educação básica que receberam.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Amoras, Universidade Federal do Pará (UFPA), Brasil

Doutora em Antropologia e professora da Faculdade de Serviço Social da UFPA. Líder do grupo de estudos e pesquisas Interfaces - Relações Étnico-raciais, Gênero, Geração, Corpo e Território na Amazônia.

Solange Maria Gayoso da Costa, Universidade Federal do Pará (UFPA), Brasil

Doutora em Desenvolvimento Socioambiental e professora da Faculdade de Serviço Social da UFPA. Líder do Grupo de Pesquisa Sociedade, Território e Resistências na Amazônia (Gesterra).

Derick Luan Ferro da Silva, Universidade Federal do Pará (UFPA), Brasil

Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Serviço Social da UFPA. Membro do Grupo de Pesquisa Sociedade, Território e Resistências na Amazônia (Gesterra).

Downloads

Publicado

2022-04-19

Como Citar

AMORAS, M.; COSTA, S. M. G. da; SILVA, D. L. F. da. Educação superior e a permanência de estudantes indígenas e quilombolas na UFPA. Revista de Estudos em Relações Interétnicas | Interethnica, [S. l.], v. 23, n. 1, p. 38–71, 2022. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/interethnica/article/view/25252. Acesso em: 3 fev. 2023.

Edição

Seção

Dossiê Resistência Afro na América Latina