Ferréz:

além do documental

Autores

  • Lucía Tennina Universidad de Buenos Aires

DOI:

https://doi.org/10.1590/2316-40185018

Resumo

Este artigo visa pensar o lugar central da produção do Ferréz entre as produções da literatura brasileira atual a partir da contemporaneidade de seus interrogantes. Sustentamos que os seus dois primeiros romances Capão pecado (2000) y Manual prático do ódio (2003) levam a cabo um processo de desestabilização e reatualização da distinção entre ficção e não ficção, por um lado, e uma proposta singular do estatuto do real, por outro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BAUDRILLARD, Jean (2012/1978). Cultura y simulacro. Barcelona: Kairós.

BEAL, Sophia (2013). Brazil under construction. Fiction and public works. New York: Palgrave Macmillan.

BINHO (1997). Postesia. Poesía nos postes. São Paulo: Ed. del autor.

HOLLANDA, Heloísa Buarque de (2011). La literatura más allá de la marginalidad. In: FERRÉZ. Manual práctico del odio. Buenos Aires: Corregidor.

BUZO, Alessandro (2000). O trem ”“ Contestando a versão oficial. São Paulo: ed. del autor.

DEBORD, Guy (1967/2008). La sociedad del espectáculo. Buenos Aires: La Marca.

FERRÉZ (2003). Manual prático do ódio. Rio de Janeiro: Objetiva.

FERRÉZ (2000). Capão pecado. São Paulo, Labor Texto Editorial.

JAGUARIBE, Beatriz (2007). O choque do real: estética, mídia e cultura. Rio de Janeiro: Rocco.

KLINGER, Diana (2007). Escritas de si, escritas do outro. O retorno do autor e a virada etnográfica. Rio de Janeiro: 7Letras.

LEHEN, Leila (2013). Citizenship and crisis in contemporary Brazilian literature. New York: Palgrave Macmillan.

LINS, Paulo (2002). Cidade de Deus. Rio de Janeiro: Companhia da Letras.

MARTÃN-BARBERO, Jesús (1998/1987). De los medios a las mediaciones. Bogotá: Convenio Andrés Bello.

MARTÃN-BARBERO, Jesús (2003). Los laberintos urbanos del miedo. Journal: Universitas Humanística, Bogotá, v. 56, n. 56, p. 69-79.

MORICONI, Ãtalo (2006). Circuitos contemporâneos do literário (indicações de pesquisa). Gragoatá, Niterói, v. 11, n. 20, p. 147-163.

NASCIMENTO, Érica Peçanha do (2009). Vozes marginais na literatura. Rio de Janeiro: Aeroplano.

PIMENTEL, Ary (2014). Selfie da periferia: pensando a autorrepresentação através da Literatura Marginal e da fotografia de Bira Carvalho. Aletria, v. 24, n. 2, p. 49-62.

RANCIÈRE, Jacques (2008). El espectador emancipado. Buenos Aires: Manantial.

REYES, Alejandro (2013). Vozes dos porões. A literatura periférica/marginal do Brasil. Rio de Janeiro: Aeroplano.

SCHØLLHAMMER, Karl E. (2009). Ficção brasileira contemporânea. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira.

SÜSSEKIND, Flora (2005). Desterritorialização e forma literária. Literatura brasileira contemporânea e experiência urbana. Literatura e Sociedade, São Paulo, n. 8, p. 60-81.

TENNINA, Lucía (2013). Voces desde el margen. Literatura y favela. Seis ensayos sobre Manual Práctico del Odio. Buenos Aires: Edefyl.

VAZ, Sérgio; MUCCIOLO, Adriane (1988). Subindo a ladeira mora a noite. São Paulo: ed. del autor.

VAZ, Sérgio (1991). A margen do vento. São Paulo: ed. del autor.

ZIZEK, Slavoj (2005 [2002]). Bienvenidos al desierto de lo real. Madrid: Akal.

Publicado

2017-01-28

Como Citar

Tennina, L. (2017). Ferréz:: além do documental. Estudos De Literatura Brasileira Contemporânea, (50), 277–292. https://doi.org/10.1590/2316-40185018

Edição

Seção

Seção Temática