v. 1 n. 243 (21): Dol 243

DOL – Dor OnLine

 EDIÇÃO 243

 Caros leitores do periódico mensal Boletim Dor on line, bem vindos à edição 243. Temos este mês um editorial que traz um panorama da Dor Crônica no Brasil. Além deste importante tema, temos também alertas em nossa seção de Divulgação Científica, tratado de temas como o efeito analgésico do LSD, tarefas de memória e sensibilidade à dor, os benefícios para a dor crônica com o exercício e a dor do parto contribuindo para o aumento da dor em recém-nascidos. Na nossa seção de Ciência & Tecnologia trazemos alertas sobre o efeito analgésico da Spirulina, o papel epigenético do canal Kav 1.2 na dor neuropática, a avaliação da dor pós-operatória com novas ferramentas, o papel de receptores de purina na dor crônica e a educação em neurociências como ferramenta de gestão da dor. Boa leitura!

EDITORIAL DO MÊS

 Dor crônica no Brasil

Gleiciely Spindula, Rayane Cavalcante, Vera Regina Fernandes da Silva Guimarães, Antônia de Jesus Ângulo Tuesta

 

Divulgação Científica

1 Verdade ou ilusão? Os efeitos analgésicos do LSD

Pedro Santana Sales Lauria

2 A prevalência de dor crônica em indivíduos da África do Sul. Veja a condição que afeta 1 em cada 5 sul-africanos

Mariana Lôbo Moreira

3 A hipersensibilidade secundária à dor modulada por tarefa cognitiva. O envolvimento em tarefa de memória reduz a sensibilidade dolorosa

Ketley Paiva Cabral

4 Exercícios físicos na dor crônica: benefícios além do alívio

Aryanne Faustino Albernaz

5 Estímulos dolorosos em recém-nascidos podem contribuir para reação futura a estímulo de dor. A via de parto pode contribuir para o aumento da dor em Recém-nascidos?

Ivanete de Freitas Lisboa

 

Ciência e Tecnologia

6 De suplemento alimentar à analgésico Biomassa de Spirulina platensis promove analgesia mediada centralmente pelo sistema opioide

Eduardo Lima Wândega

7 A expressão de canais Kv1.2 e sua relação com a dor neuropática. Mecanismos epigenéticos podem ser novos métodos para tratamento da dor

Mateus Souza Neiva

8 Novas possibilidades na avaliação da dor pós-operatória. Aplicativo pode ser ferramenta complementar na avaliação de dor no pós-operatório

9 Receptores de purina como via de tratamento para a dor crônica neuropática. Revisão de estudos de receptores de purina e sua influência na dor crônica neuropática

Júlia Eduarda Batista de Almeida

10 A educação em neurociências como ferramenta para gestão da dor. Combinações de intervenções relacionadas à dor podem ser mais efetivas

Paula Muniz Machado

Publicado: 2020-11-11