SOUZA, Marcos Santana de. 2012. A violência da ordem: polícia e representações sociais. São Paulo: Annablume. 294 pp.

Autores

  • Pedro Martins

Palavras-chave:

violência, política, representações sociais, globalização

Resumo

A década de 1980 caracterizou-se como uma época de grandes transformações. No plano mundial, a revolução da informática e o processo de globalização davam o tom das mudanças em curso, enquanto no plano nacional o processo de redemocratização alterava drasticamente as feições da república. É nesse cenário que se desenrola a narrativa de Marcos Santana de Souza, no esforço de compor um retrato da Polícia Militar (PM) do estado de Sergipe com seus desafios e dilemas contemporâneos. Doutor em ciências sociais pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e professor da Universidade Federal de Sergipe (UFS), Souza é historiador de formação e apresenta esse texto originalmente como dissertação de mestrado em ciências sociais na UFS, tratando de incorporar ao estudo seus seis anos de experiência como policial militar ”” função que exerceu desde a graduação até a conclusão do mestrado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

SOUZA, Marcos Santana de. 2012. A violência da ordem: polícia e representações sociais. São Paulo: Annablume. 294 pp.

Downloads

Publicado

2018-02-16

Como Citar

Martins, P. (2018). SOUZA, Marcos Santana de. 2012. A violência da ordem: polícia e representações sociais. São Paulo: Annablume. 294 pp. Anuário Antropológico, 39(2), 339–342. Recuperado de https://periodicos.unb.br/index.php/anuarioantropologico/article/view/6836