LEÃO REGO, Walquíria & PINZANI, Alessandro. 2013. Vozes do Bolsa Família: autonomia, dinheiro e cidadania. São Paulo: Editora UNESP, 2013. 229 pp.

Autores

  • Tatiane dos Santos Duarte

Palavras-chave:

Bolsa Família, cidadania, autonomia

Resumo

O Programa Bolsa Família (PBF) completou dez anos, consolidando a opção do governo brasileiro pela política de transferência condicionada de renda para o enfrentamento da fome e da reprodução intergeracional de pobreza. Desde sua implementação, em 2003, o PBF tem recebido críticas de parte da sociedade civil e de especialistas acerca de quatro pontos: as famílias beneficiárias não fariam “uso adequado” do recurso recebido; as mulheres teriam mais filhos a fim de aumentar o valor recebido; o programa teria caráter assistencialista; e, assim, desestimularia o trabalho formal entre os beneficiários adultos. Essas apreciações têm sido refutadas pela maioria das pesquisas institucionais e acadêmicas que analisam os impactos do PBF na vida das famílias beneficiárias e os usos e sentidos dados pelas mulheres ao repasse. É nesse quadro que se insere o livro da socióloga Walquíria Leão Rego, da Universidade Estadual de Campinas, e do filósofo Alessandro Pinzani, da Universidade Federal de Santa Catarina. A obra analisa os aspectos positivos do programa nas subjetividades das beneficiárias, bem como os desafios lançados ao Estado no sentido da formulação de uma política pública de cidadania que potencialize tanto o desenvolvimento econômico quanto a construção da cidadania democrática entre a população mais pobre do país.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

LEÃO REGO, Walquíria & PINZANI, Alessandro. 2013. Vozes do Bolsa Família: autonomia, dinheiro e cidadania. São Paulo: Editora UNESP, 2013. 229 pp.

Downloads

Publicado

2018-02-16

Como Citar

Duarte, T. dos S. (2018). LEÃO REGO, Walquíria & PINZANI, Alessandro. 2013. Vozes do Bolsa Família: autonomia, dinheiro e cidadania. São Paulo: Editora UNESP, 2013. 229 pp. Anuário Antropológico, 39(2), 321–326. Recuperado de https://periodicos.unb.br/index.php/anuarioantropologico/article/view/6833