Quando o objeto científico se confunde com o patrimônio da nação

Autores

  • Heloisa Maria Bertol Domingues

Palavras-chave:

Antropologia

Resumo

Trabalho de campo, história institucional, história da antropologia e suas relações políticas entrecruzam-se no Conselho de Fiscalização das Expedições Artísticas e Científicas do Brasil, tão bem tratado no livro de Luís Donisete Benzi Grupioni, Coleções e Expedições Vigiadas’ . O resultado desse entrecruzamento de histórias sociais da ciência é um denso trabalho, importante a todos que, de uma maneira ou de outra, envolvem-se com estas disciplinas. Não por acaso o livro recebeu da ANPOCS, em 1997, o Prêmio “José Albertino Rodrigues” de Melhor Dissertação de Mestrado em Ciências Sociais do XII Concurso Brasileiro de Obras Científicas e Teses Universitárias.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

DANTES, M. A. (org.). 2001. Espaços da Ciencia no Brasil: 1800-1930. Rio de Janeiro: Ed. Fiocruz.
GRUPIONI, Luís Donisete Benzi. 1998. Coleções e Expedições Vigiadas: os etnólogos no Conselho de Fiscalização das Expedições Artísticas e Cientificas no Brasil. São Paulo: Hucitec/Anpocs. 34 lp.
LIMA, A. C. Souza. 1995. Um Grande Cerco de Paz: poder tutelar, indianidade e formação do Estado no Brasil. Petrópolis: Vozes.

Downloads

Publicado

2018-02-08

Como Citar

Domingues, Heloisa Maria Bertol. 2018. “Quando O Objeto científico Se Confunde Com O patrimônio Da nação”. Anuário Antropológico 25 (1):231-17. https://periodicos.unb.br/index.php/anuarioantropologico/article/view/6773.

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.