“Uma conspiração contra os civilizados”

História, política e ideologias Dos movimentos milenaristas dos Arawak e Tukano do Noroeste da Amazônia

Autores

  • Robin R. Wright

Palavras-chave:

Antropologia

Resumo

Em anos recentes, o estudo da etno-história e da religião das terras baixas sul-americanas testemunhou diversos avanços metodológicos de grande importância. Todos os ensaios reunidos na coleção de Hill, Rethinking History and Myth (1988), examinam a questão da interpretação indígena da história do contato índio-branco nas sociedades amazonense e andina. Corolário de uma corrente antropológica de pensamento que se constrói desde o início dos anos 1980, esta obra destrói, virtualmente, a imagem do "primitivo atemporal", que tinha marcado grande parte da etnografía das terras baixas sul-americanas. A obra desafia os estudiosos que trabalham na área a reavaliar suas pressuposições e abordagens para o entendimento da história indígena, trabalhando em direção a "uma consciência verdadeiramente crítica e hermenêutica da história social" (Hill 1988: 3). Entre outros caminhos, as novas abordagens, exemplificadas em muitos ensaios, abandonam a noção de que a pesquisa arquivística é um modo mais "objetivo" de entender o que aconteceu na história de contato do que as interpretações indígenas de sua experiência histórica na narrativa oral.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

Arquivos
AHN - Arquivo Histórico Nacional (Rio de Janeiro)
1858a. Relatório do Juiz Municipal e Delegado de Polícia, Marcos Antonio Rodrigues de
Souza, ao Presidente da Província do Amazonas.
1858b. Correspondência dos Ministros da Justiça.
1859. Relatórios da Presidência da Província do Amazonas.
APA - Arquivo Público do Estado do Amazonas (Manaus)
1858-59. Oficios dos Delegados da Polícia ao Presidente da Província do Amazonas.
31-03-1858. José Joaquim Palheta ao Presidente José Furtado.
12-04-1858. Romualdo ao Subdelegado da Polícia de SSo Gabriel e Marabitanas.
03-07-1858. Marcos Antonio Rodrigues de Souza ao Presidente Furtado.
24-07-1858. Marcos Antonio Rodrigues de Souza, "Auto de Perguntas feitas em
24/07/1858 a Joaquim Antonio Gonçalves de Aguiar".
1852-5. Correspondências dos Delegados da Polícia da Província.
05-07-1853. Jesuíno Cordeiro ao Presidente.
1860. Correspondência dos Delegados da Polícia da Província do Amazonas.
Publicações
ARANHA, Bento de Figueiredo Tenreiro (org.). 1907. Arquivo do Amazonas 1(2 e 4) e 2(7).
Manaus. Inclui:
Em 1(2): "Mappa Demonstrativo", de Frei Gregório José Maria de Bene, 1853.
Em 1(4): "Joaquim Firmino Xavier a Presidente Furtado.
Em 2(7): Romualdo a Furtado.

BUCHILLET, Dominique. Maladie et Mémoire des Origines chez les Desana du Vaupés (Brésil). Tese de Doutoramento não publicada. Nanterre: Université de Paris X.
__________.1990. Pari-Cachoeira: le Laboratoire Tukano du Projet Calha Norte. Ethnies 11-12: 128-135.
BUCHILLET, Dominique e Gal vão, W. s.d. "Genealogia dos Messias Tukano e Arawak do Alto Rio Negro”. Manuscrito não publicado.
BURRIDGE, Kenelm. 1960. New Heaven, New Earth. Oxford: Blackwell.
CHERNELA, Janet. 1988. Righting History in the Northwest Amazon: Myth, Structure, and History in a Arapaço Narrative". In Rethinking History and Myth (Jonathan D. Hill, org.). Urbana: University of Illinois Press, pp. 35-49.
COUDREAU, Henri A. 1887. Voyage à travers le Cuyanes et IAmazonia. Paris. (La France Equinoxiale 2).
ESTRELLA DO AMAZONAS. 1858. 16 de janeiro de 1858 - 25 de dezembro de 1858. Manaus.
GOLDMAN. Irving. 1979. The Cubeo: Indians of the Northwest Amazon. Urbana: University of Illinois Press (Primeira edição, 1963).
HILL, Jonathan D. 198S. "Agnatic Sibling Relations and Rank in Northern Arawakan Myth and Social Life". In The Sibling Relationship in Lowland South America (Judith Shapiro, org.). Bennington: Bennington College (Working Papers on South America Indians 7: 25-32).
HILL, Jonathan D. (Org.). 1988. Rethinking History and Myth: Indigenous South American Perspectives on the Past. Urbana: University of Illinois Press.
HILL, J.D. e M. Wright, ROBIN. 1988. "Time, Narrative and Ritual: Historical Interpretations from an Amazonian Society". In J. D. Hill (org.) 1988: 78-105.
HUGH-JONES, Christine. 1979. From the Milk River: Spatial and Temporal Processes in Northwest Amazonia. London: Cambridge University Press.
HUGH-JONES, Stephen. 1981. História del Vaupés. Maguaré 1: 29-51. Bogotá.
______. 1988. The Gun and the Bow: Myths of White Men and Indians. L'Homme 106-7: 138- 58.
_____ . s.d. "Shamans, Prophets, Priests and Pastors". Trabalho preparado para o Seminário sobre "Shamanism, Colonialism and the State". King's College, 3 October 1989.
HUMBOLDT, Alexander von. 1907. Personal Narrative of Travels to the Equinoxial Regions o f America during the years 1799-1804. London.
JACKSON, Jean. 1983. The Fish People: Linguistic Exogamy and Tukanoan Identity in Northwest Amazonia. New York: Cambridge University Press.
KNOBLOCH CU, Pe. Franz. 1972. "Geschichte der Missionen unter den Indianer-Stammen des Rio Negro-Tales". Zeitschrift fur Missionswissenschaft und Religioswissenschaft 2,3,4. Münster: Aschendorff.
KOCH-GRÜNBERG, Theodor. 1967. Zwei Jahre unter der Indianem, Reisen in Nordwest Brasilien, 1903-05. Austria: Akademische Dnick-U. Verlagsanstatt.
MATOS ARVELO, Martin. 1912. Vida Indiana. Barcelona: Casa Editorial Maucci.
NIMUENDAJU, Curt. 1950. Reconhecimento dos Rios Içana, Ayari e Vaupés. Journal de la Societé des Américanistes 39: 125-83; 44: 149-78. Paris.
OLIVEIRA, Ana Gita de. 1981. índios e Brancos no Alto Rio Negro. Tese de Mestrado em Antropologia, não publicada. Universidade de Brasília.
OLIVEIRA FILHO, João Pacheco de. 1988. "O Nosso Governo”. Os Ticuna e o Regime Tutelar. São Paulo: Marco Zero, Brasília: MCT-CNPq
PRIMOV, George, s.d. "A Descriptive Outline o the Post-Columbian History of the Territorio Federal Amazonas until 1970". Manuscrito não publicado.
REICHEL-DOLMATOFF, Gerardo. 1975. The Shaman and the Jaguar. Philadelphia: Temple U. Press.
SALESIANOS. 1974. Eneminí. Jauareté.
SPRUCE, Richard. 1970. Notes of a Botanist ón the Amazon and Andes. Vol. 1. New York: Johnson Reprint Co.
STERN, Steve J. 1987. Resistance, Rebellion, and Consciousness in the Andean Peasant World. Madison: University of Wisconsin Press.
SULLIVAN, Lawrence E. 1987. lcanchu's Drum: An Orientation to Meaning in South American Religions. New York: MacMillan Press.
SWEET, David G. 1974. A Rich Realm of Nature Destroyed: The Middle Amazon Valley, 1640- 1750. Tese de Doutoramento não publicada. University of Wisconsin.
TAVERA ACOSTA, B. \921.Rio Negro. Reseña Etnográfica. Histórica y Ceographica. Maracay.
WILSON, Bryan. 1973. Magic and the Millenium. A Sociological Study of Religious Movements of Protest among Tribal Third World Peoples. London: Hcincmann.
WORSLEY,Peter. 1968. The Trumpet Shall Sound: A Study of Cargo Cults in Melanesia. London: MacGibbon & Kee.
WRIGHT, Robin M. 1981. The History and Religion of the Baniwa Peoples of the Up/ter Rio Negro Valley. Tese de Doutoramento não publicada, Stanford University.
______. 1990. Guerres de l'Or dans le Rio Negro. Ethnies 11/12: 38-42.
WRIGHT, Robin e JONATHAN D. HILL. 1986. History, Ritual and Myth: Nineteenth Century Millenarism Movements in the .Northwest Amazon. Ethnohistory 33 (1): 31-54.

Downloads

Publicado

2018-01-29

Como Citar

Wright, R. R. (2018). “Uma conspiração contra os civilizados”: História, política e ideologias Dos movimentos milenaristas dos Arawak e Tukano do Noroeste da Amazônia. Anuário Antropológico, 14(1), 191–231. Recuperado de https://periodicos.unb.br/index.php/anuarioantropologico/article/view/6435