Família, honra e individualismo

Autores

  • Lia Zanotta Machado

Palavras-chave:

Antropologia

Resumo

O objetivo deste trabalho i é fazer algumas reflexões, certamente polêmicas, sobre o contraste do modelo marxista e do modelo “culturalista” nos estudos sobre família nas sociedades capitalistas. Não existe, de fato, um modelo “ culturalista”. Por esta expressão estou designando modelos teóricos diversos que, no entanto, têm em comum o fato de serem criticados e percebidos, do ponto de vista marxista, como marcados por uma perspectiva que enfoca os fenômenos sócio-culturais sem articulá-los com as relações infra-estruturais determinantes. Para a perspectiva marxista, a antropologia não marxista teria tido sempre uma preocupação excessiva, ou até mesmo exclusiva, com fenômenos sócio-culturais, ou seja, com os aspectos supra-estruturais. Como exemplo, entre outros possíveis, Ana Maria Quiroga Fausto Neto (1982) afirma que a “ótica fundamental pela qual a família é enfocada (pela antropologia) é ainda predominantemente cultural”.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

DUMONT, Louis. Homo Hierarchicm. Chicago: The University of Chicago Press, 1970.
------------------------- . Homo Aequalis. Paris: Gallimard, 1977
DURHAM, Eunice. “A Dinâmica Cultural na Sociedade Moderna”, In Ensaios de OPINIAO. Rio de Janeiro: Inúbia, 1977.
------------------------- . A Família Operária e Reprodução da Força de Trabalho. Petrópolis: Vozes, 1982.
FAUSTO NETO, Ana Quiroga. Família Operária e Reprodução da Força de Trabalho, petrópolis, Vozes, 1982.
GOODENOUGH, W. “Marriage and Family”, In Description and Comparison in Cultural Anthropology. Chicago: Aldine Publishing Co., 1970.
KEESING, R. “Simple models of complexity; the lure of kinship” In Kinship Studies in the Morgan Centennial Year. Washington: Anthropological Society of Washington, 1972.
MACHADO, Lia. Estado, Escola e Ideologia. São Paulo: Brasiliense, 1983.
MAGNANI, J. Guilherme. Ideologia, Lazer e Cultura Popular, DADOS, vol. 23, n.° 2, 1980.
””----------------------. Os Pedaços da Cidade, Espaço e Debates, ano II, n.° 5, 1982-
MARX, Karl. Le Capital. Paris: Ed. Sociales, 1971.
_________________. “Os Rendimentos e suas Fontes. A Economia Vulgar”. In Os Pensadores. São Paulo: Abril, 1974.
MAUSS, M. Sociología e Antropologia. São Paulo: EPU/EDUSP, 1974.
PEREIRA, Luiz. Trabalho e Desenvolvimento no Brasil. São Paulo; Difel, 1965. x ^
FERISTIANY (org.). Honour and Shame. Chicago: The University of Chicago Press, 1970.
WOORTMANN, Klaas. A Familia Trabalhadora. Trabalho de Ciências Sociais, Série ’Antropológica n.° 40. Universidade de Brasília, 1984.

Downloads

Publicado

2018-01-25

Como Citar

Machado, Lia Zanotta. 2018. “Família, Honra E Individualismo”. Anuário Antropológico 10 (1):138-51. https://periodicos.unb.br/index.php/anuarioantropologico/article/view/6361.

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.