Ethical-Moral Rights and Conflict Management

Autores

DOI:

https://doi.org/10.4000/aa.10142

Palavras-chave:

Dispute resolution, Citizenship rights, Inequality, Social bond, Fairness

Resumo

The text discusses the place of ethical-moral rights in processes of conflict management and in demands for citizenship rights from a comparative perspective. Drawing on cases brought to small claims courts in the US, demands for recognition in Quebec, and patterns of inequality of treatment in Brazil, the text reflects upon the importance of these rights and the respective difficulties to redress them adequately.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luís Roberto Cardoso de Oliveira, Universidade de Brasília

Full Professor at the Department of Anthropology at the Universidade de Brasília, PhD in Anthropology at Harvard University (1989), and CNPq productivity scholarship level 1A. He was president of the Associação Brasileira de Antropologia (2006-2008) and vice-coordinator of InEAC-INCT (2009-2022). He carried out research in Brazil, the United States, Canada/Quebec and France, with an emphasis on the following topics: rights, citizenship, democracy, recognition and conflict policies.

Referências

Barbosa, Rui. 1999. Oração aos moços. Rio de Janeiro: Edições Casa Rui Barbosa.

Berger, Peter. 1983. “On the obsolescence of the concept of honor”. In Revisions: Changing perspectives in moral philosophy, edited by Stanley Hauerwas, and Alasdair MacIntyre, 172–81. Indiana: University of Notre Dame Press.

Boltanski, Luc, and Laurent Thévenot. 2020 [1991]. A justificação: Sobre as economias da grandeza. Translated by Alexandre Werneck. Rio de Janeiro: Editora UFRJ.

Brandão, Natália. 2021. “A prevenção e o combate à tortura nas audiências de custódia: reflexões sobre as práticas e discursos dos operadores do direito sobre tortura”. Revista Campo Minado, no. 2 (2th semester): 35–52.

Caillé, Allain (Ed.). 2007. La quête de reconnaissance: Nouveau phénomène social total. Paris: Éditions la Découverte/Mauss.

DOI : 10.3917/dec.caill.2007.01

Caillé, Allain. 2019. Extensions du domaine du don: Demander-donner-recevoir-rendre. France: Actes Sud.

Cardoso, Marcus. 2010. Como morre um projeto de policiamento comunitário: O caso do Cantagalo e do Pavão-Pavãozinho. PhD dissertation, Universidade de Brasília, Brasília.

Cardoso, Marcus. 2014. “Confusões e desrespeito: uma (re)interpretação possível das falas dos moradores de favelas”. Anuário Antropológico 39, no. 2: 261-82.

DOI : 10.4000/aa.1210

Cardoso de Oliveira, Luís Roberto. 1989. Fairness and communication in small claims courts. PhD dissertation, Harvard University, Cambridge.

Cardoso de Oliveira, Luís Roberto. 1996a. “Justiça, solidariedade e reciprocidade: Habermas e a Antropologia”. In Ensaios antropológicos sobre moral e ética, edited by Roberto Cardoso de Oliveira and Luís Roberto Cardoso de Oliveira. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro.

Cardoso de Oliveira, Luís Roberto. 1996b. “Entre o justo e o solidário: Os dilemas dos direitos de cidadania no Brasil e nos EUA”. Revista Brasileira de Ciências Sociais 11, no. 31: 67–81.

Cardoso de Oliveira, Luís Roberto. 2004. “Honra, dignidade e reciprocidade”. In A nova ordem social: Perspectivas da solidariedade contemporânea, edited by Paulo Henrique Martins, and Brasilmar Ferreira Nunes, 122–35. Brasília: Paralelo 15.

Cardoso de Oliveira, Luís Roberto. 2006. Direito, identidade e cidadania na França: Um contraponto / Droit, identité et citoyenneté en France: Un contrepoint (Bilingual edition, Series Antropologia no. 397). Brasília: Departamento de Antropologia da Universidade de Brasília.

Cardoso de Oliveira, Luís Roberto. 2008. “Existe violência sem agressão moral?”. Revista Brasileira de Ciências Sociais – RBCS 23, no. 67 (June): 135–46.

Cardoso de Oliveira, Luís Roberto. 2010. “Concepções de igualdade e (des)igualdades no Brasil”. In Conflitos, direitos e moralidades em perspectiva comparada, edited by Roberto Kant de Lima, Lucia Eilbaum, and Lenin Pires, v. 1, 19–33. Rio de Janeiro: Garamond.

Cardoso de Oliveira, Luís Roberto. 2011a [2002]. Direito legal e insulto moral: Dilemas da cidadania no Brasil, Quebec e EUA, 2nd ed. Rio de Janeiro: Garamond.

Cardoso de Oliveira, Luís Roberto. 2011b. “Concepções de igualdade e cidadania”. Contemporânea: Revista de Sociologia da UFSCar, no. 1: 35–48.

Cardoso de Oliveira, Luís Roberto. 2015. “Cidadania, direitos e diversidade”. Anuário Antropológico 40, no. 1: 43–53.

DOI : 10.4000/aa.1332

Cardoso de Oliveira, Luís Roberto. 2018a. Desvendando evidências simbólicas: Compreensão e conteúdo emancipatório da Antropologia. Rio de Janeiro: Editora da UFRJ.

Cardoso de Oliveira, Luís Roberto. 2018b. “Sensibilidade cívica e cidadania no Brasil”. Antropolítica: Revista Contemporânea de Antropologia, no. 44 (1st semester): 34–63.

Cardoso de Oliveira, Luís Roberto. 2019 [1996]. “Da moralidade à eticidade via questões de legitimidade e equidade”. In Políticas etnográficas no campo da moral, edited by Theophilos Rifiotis, and Jean Segata, 89–118. Porto Alegre: Editora da UFRGS; ABA Publicações.

Cardoso de Oliveira, Luís Roberto. 2020. “Exclusão discursiva e sujeição civil em tempos de pandemia no Brasil”. Blog Ciência & Matemática. O Globo. https://blogs.oglobo.globo.com/ ciencia-matematica/post/exclusao-discursiva-e-sujeicao-civil-em-tempos-de-pandemia-no-brasil.html

Champeil-Desplats, Véronique, Jérome Porta et Laurent Thévenot. 2019. “Introduction: Une expérience de recherche coopérative et transverse entre droit et sciences sociales”. La Revue des droits de l’homme, 16. http://journals.openedition.org/revdh/6460

DaMatta, Roberto. 1979. “Você sabe com quem está falando? Um ensaio sobre a distinção entre indivíduo e pessoa no Brasil”. In Carnavais, malandros e heróis: Para uma sociologia do dilema brasileiro, 139–93. Rio de Janeiro: Zahar.

DaMatta, Roberto. 1991. “Cidadania: A questão da cidadania num universo relacional”. In A casa & a rua, 71–102. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan.

Dumont, Louis. 1986. “The totalitarian disease: Individualism and racism in Adolf Hitler’s representations”. In Essays on individualism: Modern ideology in anthropological perspective. Chicago: The University of Chicago Press.

Eilbaum, Lucía, and Flávia Medeiros. 2015. “Quando existe ‘violência policial’? Direitos, moralidades e ordem pública no Rio de Janeiro”. Dilemas: Revista de Estudos de Conflito e Controle Social 8, no. 3: 407–28.

Fonseca, Cláudia, and Andrea Cardarello. 1999. “Direitos dos mais ou menos humanos”. Horizontes Antropológicos, no. 10 (May): 83-121.

Gibbins, Roger, and Guy Laforest. 1998. Beyond the impasse: Toward reconciliation. Ottawa: Institute for Research on Public Police – IRPP.

Gomes de Oliveira, Carlos. 2005. Saber calar, saber conduzir a oração: A administração de conflitos num Juizado Especial Criminal do DF. Master dissertation, Universidade de Brasília, Brasília.

Habermas, Jürgen. 1986. “Moralität und Sittlichkeit. Treffen Hegels Einwände gegen Kant auch auf die Diskursethik zu?”. In Moralität und Sittlichkeit: Das Problem Hegels und die Diskursethik, edited by Wolfgang Kuhlmann. Frankfurt: Suhrkamp.

Habermas, Jürgen. 1989 [1983]. Consciência moral e agir comunicativo. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro.

Habermas, Jürgen. 1994. “Struggles for Recognition in the Democratic Constitutional State”. In Multiculturalism: Examining the politics of recognition, edited by Amy Gutmann, 107–48. Nova Jersey: Princeton University Press.

Honneth, Axel. 2003. “The point of recognition: A rejoinder to the rejoinder”. In Redistribution or recognition? A political-philosophical exchange, edited by Nancy Fraser, and Axel Honneth, 237–67. London: Verso.

Kant de Lima, Roberto. 1995. A polícia da cidade do Rio de Janeiro: Seus dilemas e paradoxos, 2nd ed. Rio de Janeiro: Forense.

Kant de Lima, Roberto. 2008. Ensaios de Antropologia e Direito. Rio de Janeiro: Lumen Juris.

Kant de Lima, Roberto. 2010. “Sensibilidades jurídicas, saber e poder: bases culturais de alguns aspectos do direito brasileiro em uma perspectiva comparada”. Anuário Antropológico, no. 2: 25–51.

Kymlicka, Will. 1995. Multicultural citizenship: A liberal theory of minority rights. Oxford: Claredon Press.

DOI : 10.1093/0198290918.001.0001

Lemos, Carolina Barreto. 2017. Puxando pena: Sentidos nativos da pena de prisão em cadeias do Distrito Federal. PhD dissertation, Universidade de Brasília, Brasília.

MacLennan, Hugh. 1995 [1945]. Two solitudes. Toronto: General Paperbacks.

Marshall, Thomas Humphrey. 1950. Citizenship and social class and other essays. Cambridge: Cambridge University Press.

Mauss, Marcel. 2003 [1924]. “Ensaio sobre a dádiva: Forma e razão da troca nas sociedades arcaicas”. In Sociologia e Antropologia, 184-314. São Paulo: Cosac & Naify.

Miranda, Ana Paula Mendes de, Fábio Reis Mota, and Lenin Pires. 2019. Crenças na igualdade. Rio de Janeiro: Autografia.

Morais Lima, Andressa Lídicy. 2020. Azul profundo: Etnografia das práticas de advocacia feminista e antirracista na Bahia. PhD dissertation, Universidade de Brasília, Brasília.

Pires, Lenin. 2011. Esculhamba, mas não esculacha! Uma etnografia dos usos urbanos dos trens da Central do Brasil (Colection Antropologia e Ciência Política, 50). Niterói: Editora da UFF.

Simião, Daniel Schroeter. 2014. “Sensibilidades jurídicas e respeito às diferenças: cultura, controle e negociação de sentidos em práticas judiciais no Brasil e em Timor-Leste”. Anuário Antropológico 39, no. 2: 237–60.

Simião, Daniel Schroeter. 2015. “Reparação, justiça e violência doméstica: perspectivas para reflexão e ação”. Vivência: Revista de Antropologia, no. 46: 53–74.

Strawson, Peter Frederick. 1974. “Freedom and Resentment”. In Freedom and Resentment and Other Essays, 1–25. London: Methuen & Co. LTD.

Taylor, Charles. 1994. “The Politics of Recognition”. In Multiculturalism and the Politics of Recognition, edited by Amy Gutmann, 25–73. Nova Jersey: Princeton University Press.

Thevenot, Laurent. 2019. “Ce qui engage: La sociologie des justifications, conventions et engagements, à la rencontre de la norme”. Revue des Droits de l’Homme, no. 16. http://journals.openedition.org/revdh/6452

Wuillaume, Aline. 2022. A Custódia e a Tortura: Uma etnografia sobre relatos de tortura nas audiências de custódia do estado do Rio de Janeiro – Moralidades e práticas institucionais. Master dissertation, Universidade Federal Fluminense, Niterói.

Downloads

Publicado

2023-03-28

Como Citar

Cardoso de Oliveira, Luís Roberto. 2023. “Ethical-Moral Rights and Conflict Management”. Anuário Antropológico 47 (3):30-47. https://doi.org/10.4000/aa.10142.

Edição

Seção

PPGAS 50 Anos

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.