Percurso antropológico de Carla Costa Teixeira

Autores

DOI:

https://doi.org/10.4000/aa.9690

Palavras-chave:

Carla Costa Teixeira

Resumo

Esta produção de Carla Costa Teixeira, intitulada Do mundo das mulheres à etnografia das instituições – um traçado em retrospectiva, remete a distintas temáticas, leituras e arremates. Refiro-me à complexidade de um percurso, na perspectiva de Edgar Morin, mas, também me reporto à obstinação da autora para dissecar uma conjunção de problemas que dá os contornos de sua trajetória. A porosidade e a maleabilidade são marcas que delimitam suas vias teóricas e metodológicas. O artigo originado do memorial que narra mencionado trajeto, conforme exprime essa antropóloga e docente da UnB, é o oposto de um projeto, logrando situar a “lanterna na popa”, segundo a expressão de Campos. Em complemento, expresso a ideia de que ela também assentou a laterna na proa. A articulista de “Participação social na Saúde indígena: a aposta contra a assimetria no Brasil” (Amazônica – Revista de Antropologia, 2017) relata que o leitmotiv das suas pesquisas tem curso na moralidade e nos valores na Política, bem assim na perspectiva da instituição configuada no Estado. Estas delimitações precisas recebem aportes em nome de um inquieto e curioso posicionamento, aliado a uma necessidade constante de incorporar outros dados insurgentes, valorizando aspectos de uma nova teia de explicações.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

César Barreira, Universidade Federal do Ceará

Professor Titular do Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Coordenador Sênior do Laboratório de Estudos da Violência (LEV) da Universidade Federal do Ceará (UFC). Sociólogo, graduado em Ciências Sociais (UFC,1972), fez doutorado em Sociologia (USP,1987) e pós-doutorado na École des Hautes Études en Sciences Sociales (EHESS, 1990). Suas pesquisas iniciais voltaram-se para a temática agrária (conflitos, movimentos, estado), dedicando-se nos últimos anos à compreensão dos conflitos sociais e da violência nas sociedades contemporâneas. Pesquisador do CNPq, vem desenvolvendo diálogo permanente com os antropólogos e participando dos estudos promovidos pela Antropologia da Política. Dentre as publicações destacam-se os seguintes livros: Trilhas e atalhos do poder: conflitos sociais no Sertão; Crimes por encomenda – a pistolagem no cenário brasileiro; Cotidiano despedaçado: cenas de uma violência difusa. Organizou, com Moacir Palmeira, o livro Política no Brasil: visões de antropólogos.

Referências

Bourdieu, P. 1989. O poder simbólico. Lisboa: Difel.

Pecaut, D. 1990. Os intelectuais e a política no Brasil. São Paulo: Ática.

Schutz, A. 1967. The phenomenology of the social world. Evanston: Northwestern University Press.

Teixeira, Carla C. 2022. Do mundo das mulheres à etnografia das instituições. Um traçado em retrospectiva. Anuário Antropológico 47,2. P.11-35.

Downloads

Publicado

2023-03-28

Como Citar

Barreira, César. 2023. “Percurso antropológico De Carla Costa Teixeira”. Anuário Antropológico 47 (2):67-73. https://doi.org/10.4000/aa.9690.

Edição

Seção

PPGAS 50 Anos
Share |

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.