Capitalismo e Insustentabilidade: ambiente, mercadoria e humanidade

Autores

  • Julio Cesar Pereira Monerat IF Sudeste MG

DOI:

https://doi.org/10.26512/sersocial.v24i50.29170

Palavras-chave:

Ambiente. Sustentabilidade. Capitalismo. Economia. Ontologia.

Resumo

Dois grandes eixos têm pautado o debate ambiental contem- porâneo: um que o faz de uma perspectiva a-histórica em que uma humanidade genérica relaciona-se com a natureza da qual é dicoto- micamente separada, e outro no qual se privilegia uma abordagem histórica e socialmente contextualizada. Apesar das diferenças, ambos aproximam-se no tema de fundo: a questão dos limites. Mais especifi- camente, ambos os eixos acabam por restringir seu alcance crítico ao debate sobre os limites externos ao capitalismo. Propomos a explici- tação da insustentabilidade do capital a partir de seus próprios limites internos em duas dimensões intimamente vinculadas: uma insusten- tabilidade econômica que se manifesta nas crises de superprodução e uma insustentabilidade humana que se fundamenta no fetichismo da mercadoria. Essas duas dimensões revelam-nos que a crítica, paraser efetiva, ao invés de dirigir-se aos limites externos ao capital, deve concentrar-se nos limites que são postos pela lógica imanente e contraditória do capital.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALTVATER, Elmar. O preço da riqueza. São Paulo: Editora da Uni- versidade Estadual Paulista, 1995.

ALTVATER, Elmar. O fim do capitalismo como o conhecemos: uma crítica radical do capitalismo. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2010.

BONENTE, Bianca Imbiriba. Desenvolvimento em Marx e na teoria econômica: por uma crítica negativa do desenvolvimento capitalista. In: Marx e o Marxismo v.2, n.3, ago/dez 2014. Disponível em: http:// www.niepmarx.blog.br/revistadoniep/index.php/MM/article/view/68. Acesso em: 10 jul. 2018.

BRUM, Eliane. O vírus somos nós (ou uma parte de nós). El País, 25/03/2020. Disponível em: https://brasil.elpais.com/opiniao/ 2020-03-25/o-virus-somos-nos-ou-uma-parte-de-nos.html. Acesso: 03 jun. 2020.

CHESNAIS, François; SERFATI, Claude. “Ecologia” e condições fí- sicas da reprodução social: alguns fios condutores marxistas. Crítica

Marxista, São Paulo, Boitempo, v. 1, n. 16, 2003.

FALCÃO, Matheus; SILVA, Clara Alves. O que foi destaque na As- sembleia Mundial da Saúde. Outra Saúde, 20/05/2020. Disponível em: https://outraspalavras.net/outrasaude/o-que-foi-destaque-na-as- sembleia-mundial-da-saude/. Acesso em: 11 jun. 2020.

FOLADORI, Guillermo. Limites do desenvolvimento sustentável. Campinas (SP): Editora da Unicamp / São Paulo: Imprensa Oficial, 2001.

GRESPAN, Jorge. O negativo do capital: o conceito de crise na críti- ca de Marx à economia política. São Paulo: Expressão Popular, 2012.

KATZ, Claudio. O enfoque marxista da mudança tecnológica. In: Katz, Claudio; Coggiola, Osvaldo: Neoliberalismo ou crise do capi- tal?: Sete teses sobre as novas tecnologias da informação, 2ª ed., São Paulo: Xamã, 1996.

KLEIN, Melanie. Coronavírus pode construir uma distopia tecno- lógica. The Intercept Brasil, 13/05/2020. Disponível em: https://thein- tercept.com/2020/05/13/coronavirus-governador-nova-york-biliona- rios-vigilancia/. Acesso: 11 jul. 2020.

MARQUES, Luiz. Capitalismo e colapso ambiental. Campinas – SP: Editora da Unicamp, 2015.

MARX, Karl. O capital: crítica da economia política. Livro I: O pro- cesso de produção do capital. São Paulo: Boitempo, 2013.

MARX, Karl. O Capital: Crítica da economia política, Livro III – O processo global da produção capitalista. São Paulo: Boitempo, 2017.

MARX, Karl. Grundrisse: manuscritos econômicos de 1857-1858. Esboços da crítica da economia política. São Paulo: Boitempo, 2011 (edição digital).

O’CONNOR, James. ¿Es posible el capitalismo sostenible? In: ALI-

MONDA, H. Ecologia Politica: naturaleza, sociedade y utopia. Bue- nos Aires: CLACSO, 2002.

ONU (Organização das Nações Unidas). Transformando Nosso Mun- do: A Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável. 13/10/2015. Disponível em: https://nacoesunidas.org/pos2015/agenda2030/. Aces- so: 22 abr. 2020.

SÁ BARRETO, Eduardo. O capital na estufa: para a crítica da eco- nomia das mudanças climáticas. Rio de Janeiro: Consequência, 2018.

Downloads

Publicado

02/28/2022

Como Citar

MONERAT, J. C. P. Capitalismo e Insustentabilidade: ambiente, mercadoria e humanidade. SER Social, [S. l.], v. 24, n. 50, p. 136–157, 2022. DOI: 10.26512/sersocial.v24i50.29170. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/SER_Social/article/view/29170. Acesso em: 4 jul. 2022.

Edição

Seção

Artigos de Temas Livres