Freud, Brentano e a Concomitância Dependente

  • Thiago Marcellus de Souza Cataldo Maria Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro
  • Monah Winograd
Palavras-chave: Freud, Brentano, Concomitante, Hilemorfismo, Dualismo

Resumo

No campo das interações entre o corporal e o anímico, a noção de concomitância dependente é um dos principais pilares capazes de sustentar a soberania não apenas da psicanálise, mas da psicologia de um modo geral. Formulada por Freud em seu manuscrito sobre as afasias, de 1891, ela é comumente associada à contribuição do neurologista britânico John Hughlings Jackson. Não contrariando este julgamento, o presente trabalho visa examiná-la ainda à luz dos ensinamentos do flósofo Franz Brentano, professor de Freud durante sua graduação em medicina. Com isso, pretende-se elevar a noção de concomitância para além da condição de imperativo metodológico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thiago Marcellus de Souza Cataldo Maria, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro

Mestre em Psicologia Clínica e Neurociências pela PUC-Rio. Doutorando em Psicologia Clínica e Neurociências pela PUC-Rio.

Referências

Aristóteles (2002). Metafísica. São Paulo: Edições Loyola.

Barclay, J. R. (1964). Franz Brentano and Sigmund Freud. Journal of Existentialism, 5, 1-36

Beuchot, M. (1998). Aristóteles y la escolástica en Freud a través de Brentano. Espíritu, 47(118), 161-168

Brentano, F. (1995). Psychology from an empirical standpoint. London: Routledge. (Original publicado em 1874)

Boehlich, W. (Ed.). (1995). As Cartas de Sigmund Freud para Eduard Silberstein 1871-1881. Rio de Janeiro: Imago

Brentano, F. (1978). Aristotle and his worldview. Los Angeles: University of California Press. (Original publicado em 1911)

Cataldo-Maria, T. M. S., & Winograd, M. (2013). Freud e Brentano: Mais que um flerte filosófico. Psico, 44(1), 34-44.

Cohen, A. (2000). The origins of Freud’s theory of the unconscious: A philosophical link. Psychoanalytische Perspectieven, 41/42, 109-122.

Cohen, A. (2002). Franz Brentano: Freud’s philosophical mentor. In G. Van De Vijver & F. Vivjer (Ed), The pre-psychoanalytic writings of Sigmund Freud, (pp.88-100). London: Karnac Books.

Edelheit, H. (1976). Complementarity as a rule in psychological research: Jackson, Freud and the mind / body problem. The International Journal of Psychoanalysis, 57(23), 23-29.

Eiling, P. (1994). Reader in the history of aphasia: From Franz Gall to Norman Geschwind. Philadelphia: John Benjamins Publishing Comapany.

Ferrater-Mora, J. (2000). Dicionário de Filosofia. São Paulo: Edições Loyola.

Freud, S. (1977). A interpretação das afasias. Lisboa: Edições 70. (Original publicado em 1891) Freud, S. (1996). Tratamiento psíquico. Obras Completas, 1, 111-132 Buenos Aires: Amorrortu. (Original publicado em 1890)

Freud, S. (1891/1977). A Interpretação das Afasias. Lisboa: Edições 70

Garcia-Roza, L.A. (2004). Introdução à metapsicologia freudiana, 1. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed.

Jackson, J.H. (1958). On affections of speech from disease of the brain. Selected writings of John Hughlings Jackson, 2. New York: Basic Books. (Original publicado em 1878)

Jackson, J. H.(1958). Evolução e dissolução do sistema nervoso – Palestras croonianas realizadas no Royal College of Physicians. In M. Winograd (Ed.) Freud e a fábrica da alma: Sobre a relação corpo-psiquismo em psicanálise, (pp. 183-248). Curitiba: Appris. (Original publicado em 1884)

Lindenfeld, D. F. (1980). The transformation of positivism: Alexius Meinong and European thought, (pp. 1880-1920). Berkeley: University of California Press.

Macmillan, M. (2002). An odd kind of fame: Stories of Phineas Gage. Massachusetts: M.I.T. Press.

McAlister, L. (2004). Brentano’s epistemology. In D. Jacquette (Ed.), The Cambridge companion to Brentano. (pp. 149-167). Cambridge: Cambridge University Press.

Merlan, P. (1949). Brentano and Freud – A sequel. Journal of the History of Ideas, 10, 451.

Molnar, M. (2002). John Stuart Mill translated by Sigmund Freud. In G. Van De Vijver & F. Geerardyn (Eds.), The prepsychoanalytic writings of Sigmund Freud. (pp. 112-122). London: Karnac Books

Rizzuto, A.M. (1993). Freud’s speech apparatus and spontaneous speech. The International Journal of Psychoanalysis, 74, 113-127.

Schindler, D. L. (1986). Beyond Mechanism: The universe in recent physics and catholic thought. Maryland: University Press of America.

Smith, W. (2004). The Wisdom of ancient cosmology: Contemporary science in light of tradition. Virginia: The Foundation for Traditional Studies.

Smith, W. (2005). The quantum enigma: Finding the hidden key. New York: Sophia Perennis.

Solms, M., & Saling M. (1990). A moment of transition: Two neuroscientific articles by Sigmund Freud. London: Karnac Books.

Winograd, M. (2013). Freud e a fábrica da alma: Sobre a relação corpo-psiquismo em psicanálise. Curitiba: Appris.

Publicado
2017-08-29
Como Citar
Cataldo MariaT. M. de S., & WinogradM. (2017). Freud, Brentano e a Concomitância Dependente. Psicologia: Teoria E Pesquisa, 33(1). Recuperado de http://periodicos.unb.br/index.php/revistaptp/article/view/19504
Seção
Artigos Teóricos