O significado socioeconômico do turismo na natureza no Pantanal diante das normas reguladoras do Estado

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/s0102-6992-201934030006

Palavras-chave:

benefício socioeconômico, biodiversidade, natureza protegida, Pantanal, turismo sustentável

Resumo

O Pantanal é um bioma sazonal, de habitats inundáveis, ecologicamente produtivos, com biodiversidade exuberante, que tem atraído o turismo na natureza. Ambiente protegido é o principal produto do mercado do ecoturismo e seu crescente fator socioeconômico para a gente local. O Pantanal ainda oferece uma complexa diversidade ambiental e biológica, valorando os ecossistemas naturais, o que tem sido crucial para o turismo, ajudando a manter a integridade do bioma. Estudos revelam que alterações e perda de hábitats, com conversão da vegetação natural em pastos para o gado e em campos agrícolas, além do turismo não sustentável, são problemas ambientais que afetam a região. Se por um lado o Pantanal merece ter sua natureza protegida, por outro lado, a presença do homem tem levado ao indispensável crescimento socioeconômico, o que inclui o turismo na natureza. Este estudo analisa a percepção em mudança do homem pantaneiro em busca de seu desenvolvimento socioeconômico.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cleber J. R. Alho, Universidade Anhanguera-Uniderp

Professor-Titular aposentado do Departamento de Ecologia da Universidade de Brasília (UnB). Ph.D. em Ecologia pela UNC-Chapel Hill, nos EEUU, e pós- doutorado pelo Natural History Museum, Smithsonian Institution, Washington, D.C., EEUU. Tem vários trabalhos publicados sobre o Pantanal em periódicos de alto fator de impacto como BioScience, e capítulos de livro da Cambridge University Press. Atualmente é professor-orientador do Programa de Pós-Graduação em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional, Universidade Anhanguera-Uniderp, Campo Grande, MS ”“ Brasil

Referências

ALHO, Cleber J. R. Importance of biodiversity for the human health: an ecological perspective. Estudos Avançados (USP), v. 26, p.151-165, 2012. [ Links ]

________ . The Pantanal. In: FRASER, L. H.; KEDDY. P. A. (Orgs.). The world’s largest wetlands - ecology and conservation. Cambridge (MA): Cambridge University Press, 2005. [ Links ]

ALHO, Cleber J. R.; PASSOS, Fernando. Primates of the South American Pantanal wetland: seasonal effects on their habitats and habits. In: NOWAK, K.; BARNETT, A.; MATSUDA, I. (Eds.). Primates in flooded habitats: ecology and conservation, p. 163-171. Cambridge (MA): Cambridge University Press, 2019. [ Links ]

ALHO, Cleber J. R.; REIS, Roberto E. Exposure of fishery resources to environmental and socioeconomic threats within the Pantanal wetland of South America. International Journal of Aquaculture and Fishery Science, v. 3, n. 2, p. 22-29, 2017. [ Links ]

ALHO, Cleber J. R.; SILVA, João S. V. Effects of severe floods and droughts on wildlife of the Pantanal wetland (Brazil). A Review. Animals, v. 2, p. 591-610, 2012. [ Links ]

ALHO, Cleber J. R.; LACHER Jr., Thomas E.; GONÇALVES, Humberto C. Environmental degradation in the Pantanal ecosystem. BioScience, v. 38, p. 164-171, 1988. [ Links ]

ALHO, Cleber J. R.; CAMARGO, George; FISCHER, Erich. Terrestrial and aquatic mammals of the Pantanal. Brazilian Journal of Biology (Revista Brasileira de Biologia), v. 71, p. 297-310, 2011. [ Links ]

BRASIL. Ministério do Turismo. Turismo injetou US$ 163 bilhões no Brasil em 2017. 2018. Disponível em: <http://www.turismo.gov.br/ultimas-noticias/11037-turismo-injetou-us$-163-bilhoes-no-brasil-em-2017.html>. Acesso em: 23. Mar. 2019. [ Links ]

________ . Ministério do Turismo. Ãndice de competitividade do turismo nacional - Cuiabá. 2015. Disponível em: <http://www.turismo.gov.br/sites/default/turismo/o_ministerio/publicacoes/Indice_competitividade/2015/Cuiaba_RA_2015.pdf>. Acesso em: 23 Mar. 2019. [ Links ]

BRITSKI, Heraldo A.; SILIMON, Keve Z. S.; LOPES, Balzac S. Peixes do Pantanal: manual de identificação. 2. ed. Brasília: Embrapa Informação Tecnológica, 2007. [ Links ]

CAMPO GRANDE NEWS. Turismo no Pantanal cresce 4,5% e movimenta R$ 316 milhões em 2014. 2015. Disponível em: <https://www.campograndenews.com.br/cidades/interior/turismo-no-pantanal-cresce-4-5-e-movimenta-rs-316-milhoes-em-2014>. Acesso em: 23 Mar. 2019. [ Links ]

KRCMÁROVÁ, Jana. E. O. Wilson’s concept of biophilia and the environmental movement in the U.S.A. Klaudyán: Internet Journal of Historical Geography and Environmental History, v. 6, n. 1-2, p. 4-17, 2009. [ Links ]

LOPES, Odiléia E.; SASSI, Onofre C. A importância do desenvolvimento da atividade turística pautada na educação ambiental e na ética. Revista Saber Acadêmico, n. 12, p. 5-9, Jun. 2011. [ Links ]

MAMEDE, Simone B.; ALHO, Cleber J. R. Response of wild mammals to seasonal shrinking-and-expansion of habitats due to flooding regime of the Pantanal, Brazil. Brazilian Journal of Biology (Revista Brasileira de Biologia), v. 66, p. 991-998, 2006. [ Links ]

NUNES, Alessandro P.; TOMAS, Walfrido M. Aves migratórias ocorrentes no Pantanal. “Documento 62”. Corumbá: Embrapa Pantanal, 2004. [ Links ]

POTT, Vali J.; POTT, Arnildo; LIMA, L. C. P.; MOREIRA, S.N.; OLIVEIRA, Ademir K. M. Aquatic macrophyte diversity of the Pantanal wetland and upper basin. Brazilian Journal of Biology (Revista Brasileira de Biologia), v. 71 Suplemento, p. 255-263; 2011. [ Links ]

POTT, Arnildo; OLIVEIRA, Ademir K. M.; DAMASCENO JÚNIOR, Geraldo A.; SILVA, João S. V. Plant diversity of the Pantanal wetland. Brazilian Journal of Biology (Revista Brasileira de Biologia), v. 71 Suplemento, p. 265-273, 2011. [ Links ]

SABINO, José; ANDRADE, Luciana P.; BESSA, Eduardo. Ecoturismo: valorizar a natureza para gerar negócios sustentáveis e renda. In: SABINO, J. Ecoturismo: nas trilhas da biodiversidade brasileira, p. 13-21. Campo Grande: Natureza em Foco, v. 1, 2012. [ Links ]

SCREMIN-DIAS, Edna; LORENZ-LEMKE, Aline P.; OLIVEIRA, Ademir K. M. The floristic heterogeneity of the Pantanal and the occurrence of species with different adaptive strategies to water stress. Brazilian Journal of Biology (Revista Brasileira de Biologia), v. 71, p. 275-282, 2011. [ Links ]

SHARMA, Anupama; KUKREJA, Sumita; SHARMA, A. Role of tourism in social and economic development of society. International Journal of Advanced Research in Management and Social Sciences, v. 1, n. 3, p. 10-31, Sep. 2012. [ Links ]

STRÜSSMANN, Christine; RIBEIRO, Ricardo Alexandre Kawashita; FERREIRA, Vanda Lúcia; BÉDA, Arlindo de Figueiredo. Herpetofauna do Pantanal brasileiro. In: NASCIMENTO, L.; OLIVEIRA, M. E. (Orgs.). Herpetologia no Brasil II. Belo Horizonte: Sociedade Brasileira de Herpetologia, 2007. [ Links ]

TORTATO, Fernando R.; IZZO, Thiago J.; HOOGESTEIJN, Rafael; PERES, Carlos A. The numbers of the beast: valuation of jaguar (Panthera onca) tourism and cattle depredation in the Brazilian Pantanal. Global Ecology and Conservation, v. 11, p. 106-114, 2017. [ Links ]

UNWTO - WORLD TOURISM ORGANIZATION. International tourist arrivals reach 1.4 billion two years ahead of forecasts. 2019. Disponível em: <http://www2.unwto.org/press-release/2019-01-21/international-tourist-arrivals-reach-14-billion-two-years-ahead-forecasts>. Acesso em: 23 Mar. 2019. [ Links ]

WILSON, Edward O. The creation - an appeal to save life on Earth. New York: W. W. Norton & Company, Inc., 2006. [ Links ]

WWF-BRASIL. Aves migratórias no Pantanal - distribuição de aves limícolas neárticas e outras espécies aquáticas no Pantanal. SERRANO, I. L. (Coord.), Brasília: WWF-Brasil, 2008. [ Links ]

Downloads

Publicado

09-12-2019

Como Citar

Alho, C. J. R. (2019). O significado socioeconômico do turismo na natureza no Pantanal diante das normas reguladoras do Estado. Sociedade E Estado, 34(03), 769–786. https://doi.org/10.1590/s0102-6992-201934030006

Edição

Seção

Artigos

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.