Mamíferos de Médio e Grande Porte no Contexto de Assentamentos Rurais no norte de Mato Grosso

Palavras-chave:

fauna silvestre, mamíferos de médio e grande porte, conflitos, produção rural, assentamentos.

Resumo

O norte de Mato Grosso constitui o ecótone entre Amazônia e Cerrado é região de altíssima biodiversidade e faz parte do “arco do desmatamento”, região de maior pressão antrópica sobre a Amazônia. Os projetos de assentamentos nesta região incluem mais de 40 mil famílias cuja produção agropastoril tem por base os sistemas tradicionais com baixa utilização de insumos e máquinas. A agricultura de subsistência ou a criação de poucas cabeças de gado para corte ou leite coexistem com os quintais produtivos, pomares e criação de animais de pequeno porte. Considerando este cenário, este artigo tem por objetivo discutir aspectos do conflito causado pela fauna silvestre sobre a produção dos assentados, especialmente os mamíferos de médio e grande porte. A análise se segmenta a partir do tipo de produção em tela e os animais incluídos a partir do potencial de promover dano ou prejuízo. Nos assentamentos, tanto as criações de gado ou aves e a produção agrícola são pequenas, de forma que o abate ou danos causados por animais silvestres podem resultar em grande impacto financeiro ou perda total da viabilidade econômica da produção.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-09-17

Como Citar

Mamíferos de Médio e Grande Porte no Contexto de Assentamentos Rurais no norte de Mato Grosso. RP3 - Revista de Pesquisa em Políticas Públicas, [S. l.], 2020. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/rp3/article/view/34172. Acesso em: 24 jun. 2021.