Esta é uma versão desatualizada publicada em 2020-09-17. Leia a versão mais recente.

ESPECIALIZAÇÃO PRODUTIVA E RENDIMENTOS NOS ASSENTAMENTOS DA REFORMA AGRÁRIA NO NORTE DO MATO GROSSO

Palavras-chave:

Reforma Agrária. Indicadores. Sistemas Agrários

Resumo

Constatou-se uma tendência de crescimento da produção e dos rendimentos dos assentados ao longo dos anos de instalação dos projetos da reforma agrária no norte do Mato Grosso. Estes assentados possuem uma expressiva especialização na produção de carne bovina e, em menor escala, na produção de leite bovino, em sintonia com a especialização produtiva regional. A participação de produtores diversificados ou muito diversificados foi marginal na amostra (1%). Entre os produtores especializados, 72% dedicam-se à produção de carne e 21% à produção de leite, mas também existem os que se dedicam à produção de café (3%), soja (1%) e banana (1%). A maioria dos pecuaristas realiza a criação em pastagens permanentes extensivas, sem a complementação da sua alimentação nos períodos de estiagem, com densidade do número de cabeças por área de pastagem um pouco acima das médias municipais para a maioria dos assentamentos. Já os índices de produtividade leiteira por animal estão um pouco abaixo da referência regional, indicando que incrementos produtivos podem ocorrer nessa atividade. Os assentados são agricultores familiares, com uso esporádico de mão de obra temporária, mas já existem assentados contratando empregados permanentes (3%), e alguns produtores não familiares na amostra analisada (menos de 1%). 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-09-17

Versões

Como Citar

ESPECIALIZAÇÃO PRODUTIVA E RENDIMENTOS NOS ASSENTAMENTOS DA REFORMA AGRÁRIA NO NORTE DO MATO GROSSO . RP3 - Revista de Pesquisa em Políticas Públicas, [S. l.], 2020. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/rp3/article/view/34166. Acesso em: 20 jun. 2021.