O Oceano como Fonte de Energia: uma revisão da literatura

Autores

  • Lenon Audibert Cisco Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Augusto Hack da Silva Koch Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Mateus Condotta Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Rodrigo Hofstatter Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Lucas Martins Harras Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Phelype Haron Oleinik Universidade Federal do Rio Grande - PPGEO
  • Maycon da Silveira Paiva Universidade Federal do Rio Grande
  • Liércio André Isoldi Universidade Federal do Rio Grande - PPGEO
  • Bianca Machado Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Palavras-chave:

Energias Oceânicas, Energia das Marés, Energia das Ondas, Energia Térmica, Energia das Correntes Oceânicas

Resumo

O aumento da demanda mundial por energia elétrica aliado a preocupação em relação a emissão de gases causadores do efeito estufa faz com que haja um crescimento na busca por fontes de energias renováveis. Energias renováveis são aquelas obtidas através de fontes naturais e que estão disponíveis de forma cíclica na natureza, assim, o presente estudo aborda o oceano enquanto fonte de energia renovável. Para tanto, foi realizado um levantamento bibliográfico a respeito das diversas formas de energia contidas no oceano, com foco em: energia das ondas, formadas pelo atrito do vento com a superfície oceânica; energia das marés, causadas pela interação gravitacional entre a Terra, o Sol e a Lua; energia das correntes, formada pela alta e baixa das marés; e energia térmica, originada pelo gradiente de temperatura entre a superfície e regiões mais profundas do oceano. Ao longo do texto são apresentados os fenômenos naturais que originam tais energias, além disso, são apresentados dispositivos conversores de energias oceânicas e seus princípios de funcionamento, bem como classificações destes dispositivos, quando existirem. Demonstrando, assim, a diversidade e aptidão energética presente no oceano.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Assis, L. E. “Avaliação e Aproveitamento da Energia de Ondas Oceânicas no Litoral do Rio Grande do Sul”, Dissertação de Mestrado. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Brasil, 2010.

Pecher, A. e Kofoed, J. “Handbook of Ocean Wave Energy”, Springer Nature, Berlim, 2017. DOI 10.1007/978-3-319-39889-1

Soerensen, H. C. e Weinstein, A. “Ocean Energy: Position paper for IPCC”. In: proceedings of IPCC Scoping Meeting on Renewable Energy Sources, Lübeck, Alemanha, 2008.

Fleming, F. P. “Avaliação do Potencial de Energias Oceânicas no Brasil”. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil, 2012.

Fischer, A. “Avaliação do Potencial Energético de Correntes Oceânicas no Litoral Sul do Brasil”. Tese de Doutorado. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Brasil, 2014.

Aquaret. http://www.aquaret.com/index0350.html?option=com_content&view=article&id=113&Itemid=256&lang=pt, data de acesso: 31/05/2020. Hora: 13:00

Silva, P. C. M. “Usos do Mar”. In Instituto de Pesquisas da Marinha, chapter Energias d, page 137-155. Instituto de Pesquisas da Marinha (IPqM), Brasilia.

Bahaj, A. S. “Marine current energy conversion: the dawn of a new era in electricity production”. Philosophical Transactions of the Royal Society A: Mathematical, Physical and Engineering Sciences, v. 371, 2013. DOI: https://doi.org/10.1098/rsta.2012.0500

Iguiecologia. https://www.iguiecologia.com/correntes-marinhas-sempre-em-movimento/ data de acesso: 26/05/2020. Hora: 13:40

Campos, G.; Silva, F.; Raptopoulos, L. e Dutra, M. “Concepção do dispositivo de geração de energia por correntes dos oceanos e rios”, CONEM, 2015. DOI: 10.20906/CPS/CON-2016-0840.

Kepler, S. O. e Saraiva, M. F. O. “Astronomia e Astrofísica”. Instituto de Física - UFRGS, Porto Alegre, 2014.

Nussenzveig, M. Curso de Física Básica. 4. ed. São Paulo: Edgard Blucher Ltda, 2002.

Khare, V.; Khare, C. e Nema, S. “Tidal Energy Systems: design, optimization and control”. Elsevier, Indore, 2019. DOI: https://doi.org/10.1016/C2017-0-02279-6

Selin, N. E. “Tidal power”. Londres: Encyclopædia Britannica, Inc., 2020. Disponível em: https://www.britannica.com/science/tidal-power. Acesso em: 03 jun. 2020.

Sesmil, E. L. F. “Energia Maremotriz: Impactos Ambientais E Viabilidade Econômica No Brasil.” 2013. 62 f. Monografia (Especialização) - Curso de Fontes Alternativas de Energia, Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2013.

Seibt, F. M. “Estudo Numérico de um Dispositivo de Placa Horizontal Submersa para Conversão de Energia das Ondas em Energia Elétrica Aplicando Design Construtal.” 2019. 2016 f. Tese (Doutorado) - Curso de Engenharia, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2019.

Grimmler, J. “Conversor de Energia das Ondas em Energia Elétrica com Dispositivo de Coluna de Água Oscilante: Simulação Numérica e Estudo Geométrico”. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal do Rio Grande, Rio Grande, Brasil, 2013.

Omar, C. “Estudo de métodos para a conversão da energia das ondas oceânicas”. Dissertação Mestrado, Universidade de Lisboa, Lisboa, Portugal, 2018

Dean, R. G., Dalrymple, R. A. “Water Wave Mechanics for Engineers and Scientists”, World Scientific, Singapura, 1991.

Mendes, R. P. G. “Energia das ondas: desenvolvimento de uma tecnologia de geração: gerador tubular”. Dissertação de Mestrado, Universidade da Beira Interior, Covilhã, Portugal, 2011.

Scarparo, A.; Lima, J. J.; Silva, P. R. J.; Araujo, F. R. M. e Carvalho, J. B. “Fontes De Energia Renováveis: Energia das Ondas”. Revista Conexão Eletrônica, v. 14, 2017.

Machado, B. “Estudo Numérico Tridimensional De Um Dispositivo De Galgamento Para Conversão De Energia Das Ondas Do Mar Em Energia Elétrica Aplicando O Método Constructal Design”. Tese de Doutorado, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Brasil, 2016.

Callaway, E. “Energy: To Catch a Wave”. Nature, v. 450, 2007. DOI: 10.1038/450156a

Dijoux, A.; Sinama, F.; Marc, Olivier; Clauzade, Bertrand; Lasvignottes, J. C. “Working Fluid Selection General Method and Sensitivity Analysis of an Organic Rankine Cycle (ORC): Application to Ocean Thermal Energy Conversion (OTEC)”. HAL, 2017. https://hal.archives-ouvertes.fr/hal-01653074, acesso 03 de junho de 2020.

Etemadi, A.; Emdadi, A.; Asefafshar, O. e Emami, Y. “Electricity Generation by the Ocean Thermal Energy”. Energy Procedia, v. 12, 2011. DOI: 10.1016/j.egypro.2011.10.123

Yamada, N.; Hoshi, A. e Ikegami, Y. “Performance Simulation of Solar-boosted Ocean Thermal Energy Conversion Plant”. Renewable Energy, v. 34, 2009. DOI: 10.1016/j.renene.2008.12.028

Downloads

Publicado

2020-12-31

Como Citar

Audibert Cisco, L. ., Hack da Silva Koch, A., Condotta, M. ., Hofstatter, R. ., Martins Harras, L. ., Haron Oleinik, P. ., da Silveira Paiva, M. ., André Isoldi, L. ., & Machado, B. (2020). O Oceano como Fonte de Energia: uma revisão da literatura. Revista Interdisciplinar De Pesquisa Em Engenharia, 6(2), 23–33. Recuperado de https://periodicos.unb.br/index.php/ripe/article/view/35034