Estratégias e desafios da gestão da Atenção Primária à Saúde no controle e prevenção da obesidade

Autores

  • Luana Mirelle de Almeida Universidade Federal de Minas Gerais
  • Kátia Ferreira Costa Ramos Universidade Federal de Minas Gerais Escola de Enfermagem
  • Raquel Randow Universidade Federal de Minas Gerais
  • Vanessa de Almeida Guerra Universidade Federal de Minas Gerais Escola de Enfermagem

Palavras-chave:

Gestão, Educação, Políticas de saúde

Resumo

A obesidade é considerada como problema de saúde pública no Brasil, com necessidade de intervenção por parte das equipes no âmbito da Atenção Primária à Saúde-APS.  Objetivou-se com este trabalho  analisar as estratégias utilizadas no controle da obesidade, e apontar  possíveis desafios a serem superados no âmbito da APS por meio de uma revisão integrativa da literatura. A busca dos artigos foi realizada em bases de dados LILACS e Scielo disponíveis na Biblioteca Virtual de Saúde, no total de 16 artigos. Os resultados evidenciaram o despreparo da APS na prevenção e controle da obesidade, em razão da carência de envolvimento dos Agentes Comunitários de Saúde como responsáveis pela prática de promoção da saúde. Em relação aos Centros de Saúde ainda carecem práticas de promoção da alimentação saudável voltadas para população de baixa renda, que muitas vezes compra alimentos mais baratos, porém com alto teor de açucar. O aumento da obesidade na população beneficiária do Programa Bolsa-Família demostra a falta da efetividade de acompanhamento nutricional desses indivíduos. A vulnerabilidade da população de baixa renda, especialmente as mulheres, necessita maior atenção e o papel dessas mulheres como promotoras de saúde em sua família é  estratégia a ser considerada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luana Mirelle de Almeida, Universidade Federal de Minas Gerais

Egressa do Curso de Gestão de Serviços de Saúde da UFMG

Kátia Ferreira Costa Ramos, Universidade Federal de Minas Gerais Escola de Enfermagem

Professora Assistente  no Curso de Graduação de Gestão de Serviços de Saúde da UFMG.Mestrado em Enfermagem. Especialista em Gerencia de Unidades Básicas de Saúde.Coordena o Laboratório de Planejamento e gestão do Curso de Graduação de Gestão de Serviços de Saúde da UFMGAtua nas disciplinas Planejamento, programação e avaliação em saúde, Planejamento estratégico e Tecnologias em Saúde.Já atuou em Curso de graduação em Enfermagem com a disciplina Fundamentos de Administração e Gestão em Saúde.Participa do grupo de pesquisas NUPEPE -UFMG

Raquel Randow, Universidade Federal de Minas Gerais

Discente do Curso de Gestão de Serviços de Saúde da UFMG, bolsista PRONOTURNO na UFMG e estagiária na Secretaria Estadual de Saúde de Minas Gerais (SES-MG).

Vanessa de Almeida Guerra, Universidade Federal de Minas Gerais Escola de Enfermagem

Professora Adjunta do curso de Gestão de Serviços de Saúde da UFMG. Doutorado na Faculdade de Saúde Pública- USP, em Promoção da Saúde (2012). Possui mestrado em Epidemiologia pela UFMG (2003) e graduação em Fisioterapia pela FCMMG (1999). Atuou, como coordenadora da Coordenação de Hipertensão e Diabetes, na Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (2002-2006) e na Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte, responsável pela Política Municipal de Promoção à Saúde (2008 a 2012). Tem experiência na área de Saúde Coletiva, com ênfase em Promoção da Saúde, Saúde do Trabalhador e Gestão. Membro do Comitê de Ética em Pesquisa da Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte (a partir de 2008).

Downloads

Como Citar

1.
Almeida LM de, Ramos KFC, Randow R, Guerra V de A. Estratégias e desafios da gestão da Atenção Primária à Saúde no controle e prevenção da obesidade. Rev. G&S [Internet]. 31º de janeiro de 2017 [citado 19º de setembro de 2021];8(1):114-39. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/rgs/article/view/3700

Edição

Seção

Artigos de Revisão