Problemas e prioridades para atenção hospitalar no SUS Bahia

análise dos planos estaduais de saúde

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26512/gs.v12i01.34445

Palavras-chave:

Sistema Único de Saúde, Planejamento em Saúde, Planejamento Hospitalar, Hospital Público, Atenção Terciária à Saúde

Resumo

Este estudo objetiva analisar as prioridades para a atenção hospitalar no SUS Bahia, durante o período de planejamento em saúde de 2008 a 2019. Trata-se de estudo qualitativo, a partir dos Planos Estaduais de Saúde elaborados para o período de 2008 a 2019, que foram submetidos à análise do discurso. Os seus resultados apontam para a heterogênea distribuição da oferta dos serviços de média e alta complexidade entre as macrorregiões do Estado da Bahia, com maior concentração nos grandes centros urbanos, e para a preocupação dos gestores com os vazios assistenciais existentes em outras áreas, que impactam na situação de saúde da população baiana. Conclui-se que a implantação de 28 policlínicas abrangendo cada região de saúde, a maior contratualização dos hospitais filantrópicos e de pequeno porte e o estabelecimento de modelos alternativos de gestão hospitalar foram medidas estratégicas para superar essas dificuldades.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Braga-Neto FC; Barbosa PR; Santos IS; Oliveira CMF. Atenção hospitalar: evolução histórica e tendências. In: Giovanela, L; Escorel, S; Lobato, LVC; Noronha, JC; Carvalho, AI; et. al., organizadores. Políticas e sistemas de saúde no Brasil. Rio de Janeiro: Fiocruz; 2008. p. 665-704.

Santos TBS; Moreira ALD; Suzart NA; Pinto, ICM. Gestão hospitalar no sistema único de saúde: problemáticas de estudos em política, planejamento e gestão em saúde. Ciência & Saúde Coletiva. [Internet] 2019 [citado 2020 fev. 01]. Disponível em: http://www.cienciaesaudecoletiva.com.br/artigos/gestao-hospitalar-no-sistema-unico-de-saude-problematicas-de-estudos-em-politica-planejamento-e-gestao-em-saude/17081?id=17081.

Santos TBS; Souza JS; Martins JS; Rosado LB; Pinto ICM. Gestão indireta na atenção hospitalar: análise da contratualização por publicização para rede própria do SUS. Saúde Debate, Rio de Janeiro, v. 42, número especial 2, p. 247-261, [Internet] 2018 [citado 2020 jan. 31]. Disponível em: https://www.scielosp.org/pdf/sdeb/2018.v42nspe2/247-261/pt.

Ibañez N; Vecina Neto G. Modelos de gestão e o SUS. Ciência & Saúde Coletiva, 12(Sup): 1831-1840, [Internet] 2007 [citado 2020 fev. 04]. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csc/v12s0/06.pdf.

Jesus WLA; Teixeira CF. Planejamento estadual no SUS: o caso da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia. Ciênc. Saúde Coletiva [online]. 2010, vol.15, n.5, p. 2383-2393. ISSN 1678-4561.

Minayo MCS. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 13. ed. São Paulo: Hucitec; 2013.

Solla J; Chioro A. Atenção ambulatorial especializada. In: Giovanella, L. et al. (Org.). Políticas e sistemas de saúde no Brasil. 2. ed. Rio de Janeiro: Fiocruz; 2012. cap. 17, p. 547-576.

AraújoPNB; Colenci R; Rodrigues AS. Mapeamento dos equipamentos e exames de diagnóstico por imagem no Estado de São Paulo. Tekhne e Logos, Botucatu, SP, v.7, n.2, [Internet] 2016 [citado 2020 jan. 06]. Disponível em: https://docplayer.com.br/25217515-Mapeamento-dos-equipamentos-e-exames-de-diagnostico-por-imagem-no-estado-de-sao-paulo.html.

Aguilera SLVU; França BHS; Moysés ST; Moysés, SJ. Articulação entre os níveis de atenção dos serviços de saúde na Região Metropolitana de Curitiba: desafios para os gestores. Rev. Adm. [Internet] 2013 [citado 2020 jan. 06]. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rap/v47n4/v47n4a10.pdf.

Scheffer M. et. al. Demografia médica no Brasil 2018. São Paulo, SP: FMUSP, CFM, Cremesp; 2018. Disponível em: http://www.epsjv.fiocruz.br/sites/default/files/files/DemografiaMedica2018%20(3).pdf.

Silva CR; Carvalho BG; Júnior, LC; Nunes EFPA. Dificuldade de acesso a serviços de média complexidade em municípios de pequeno porte: um estudo de caso. Ciência & Saúde Coletiva, 22(4):1109-1120, [Internet] 2017 [citado 2020 jan. 10]. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csc/v22n4/1413-8123-csc-22-04-1109.pdf.

Sampaio MVA. Acesso à atenção especializada na região de saúde de Vitória da Conquista/BA e a garantia do direito à integralidade na atenção à saúde. [Internet] 2016 [citado 2020 jan. 27]. Disponível em: https://www.arca.fiocruz.br/xmlui/bitstream/handle/icict/26329/ve_M%c3%a1rcia_Vivianr_ENSP_2016.pdf?sequence=2&isAllowed=y.

Passos JS; Souza EA; Junior EPP; Oliveira SMA; Pedreira, RBS. Distribuição dos leitos de unidades de terapia intensiva adulto na Bahia. Enfermagem Brasil, 17(3):266-72. [ Internet] 2018 [citado 2020 jan. 14]. Disponível em: https://portalatlanticaeditora.com.br/index.php/enfermagembrasil/article/view/1129/3754.

Peci A; Sobral FA. Parcerias Público-Privadas: análise comparativa das experiências britânica e brasileira. Cadernos EBAPE.BR, Rio de Janeiro, v. 5, n. 2, p. 1 a 14, ISSN 1679-3951. [Internet] 2007 [citado 2020 jan. 10]. Disponível em: <http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/cadernosebape/article/view/5026.

Miguel JLF; Belda CF; Vieites, AR. Analysis of the technical efficiency of the forms of hospital management based on public-private collaboration of the Madrid Health Service, as compared with traditional management. Int J Health Plann Manage;34(1):414-442. DOI: 10.1002/hpm.2678. Epub 2018 Oct 10. PMID: 30303272. [Internet] 2019 [citado 2020 jan. 30]. Disponível em: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1002/hpm.2678.

Barreto FL; Souza CC; Luedy A; Mendes VLPS; Tahara ATS. Processo de gestão hospitalar em Parceria Público-Privada. Revista Baiana de Saúde Pública. v. 40, supl. 1, p. 133-153 [Internet] 2016 [citado 2020 jan. 31]. Disponível em: https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/biblio-859674.

Ugá MAD; López EM. Os hospitais de pequeno porte e sua inserção no SUS. Ciência & Saúde Coletiva, 12(4):915-928. [Internet] 2007 [citado 2020 jan. 29]. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csc/v12n4/10.pdf.

Barretto LD; Freire RC. Tendências da atenção hospitalar no SUS da Bahia: uma análise de 2006 a 2009. Revista Baiana de Saúde Pública. v. 35, n.2, p.334-347 [Internet] 2011 [citado 2020 jan. 10]. Disponível em: http://files.bvs.br/upload/S/0100 0233/2011/v35n2/a2446.pdf.

Downloads

Publicado

29-04-2021

Como Citar

1.
Almeida Suzart N, Barbosa Rosado L, Lima Vieira S, Borges Souza Santos T. Problemas e prioridades para atenção hospitalar no SUS Bahia: análise dos planos estaduais de saúde. Rev. G&amp;S [Internet]. 29º de abril de 2021 [citado 15º de junho de 2021];12(01):68-79. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/rgs/article/view/34445

Edição

Seção

Artigos Originais