Revisão narrativa sobre a humanização da assistência pela equipe de enfermagem na área oncológica

Autores

  • Miriam Lopes Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo, Brasil (EERP/USP)
  • Ana Cláudia Silva
  • Angélica Maria Ferreira
  • Aline Aparecida Costa Faria Lino

Palavras-chave:

Humanização da assistência, Enfermagem, Oncologia

Resumo

Objetivo: Identificar e problematizar as publicações científicas nacionais acerca da humanização da assistência pela equipe de enfermagem na área oncológica. Método: Revisão narrativa da leitura a partir de pesquisa eletrônica de artigos indexados na SciELO, BVS e Portal Capes com os descritores “humanização da assistência”“enfermagem” e “oncologia”, publicados em português e disponíveis na íntegra, compreendidos no período de 2003 a 2013. Resultados: Os resultados apontam que a humanização junto ao cliente inicia desde sua admissão na instituição com o acolhimento. Entretanto, existem alguns desafios e dificuldades na efetividade da humanização, muitas vezes, o profissional passa a realizar seu trabalho de maneira mecanizada, o qual deixa de lado os sentimentos e as necessidades do paciente. Porém, as estratégias para o cuidado humanizado se baseiam em atitudes que favoreça a expressão e a valorização dos sentimentos dos pacientes, para que seja possível identificar prováveis áreas problemáticas, além da compreensão de suas necessidades. Conclusão: Dessa maneira, embora exista política sobre a humanização da assistência, na prática verificamos que a humanização pela equipe de enfermagem ainda se concentra em determinadas áreas em detrimento de outras, tais como: cuidados paliativos, assistência à criança oncológica, ou seja, à grupos de indivíduos considerados vulneráveis. Portanto, a enfermagem deve estar sempre trabalhando no processo de humanizar o cuidado. No entanto, para a humanização acontecer, não depende apenas da boa vontade da equipe, mas também da aceitação do paciente e seus familiares.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Miriam Lopes, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo, Brasil (EERP/USP)

Enfermeira. Especialista em Enfermagem em Oncologia pela Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto/USP (EERP/USP). Mestre em Ciências (EERP/USP). Doutoranda pelo Programa de Pós-Graduação em Enfermagem Fundamental (EERP/USP). Docente convidada no curso de Pós-Graduação em Oncologia pelo Instituto ENAF ”“ FMG, Poços de Caldas/MG.

Ana Cláudia Silva

Enfermeira. Especialista em enfermagem em Oncologia, pelo Instituto ENAF ”“ FMG, Poços de Caldas/MG, Brasil.

Angélica Maria Ferreira

Enfermeira. Especialista em enfermagem em Oncologia, pelo Instituto ENAF ”“ FMG, Poços de Caldas/MG. Enfermeira Assistencial na Santa Casa de Misericórdia do município de Guaxupé/MG, Brasil

Aline Aparecida Costa Faria Lino

Enfermeira. Especialista em enfermagem em Oncologia, pelo Instituto ENAF ”“ FMG, Poços de Caldas/MG, Brasil

Downloads

Como Citar

1.
Lopes M, Silva AC, Ferreira AM, Lino AACF. Revisão narrativa sobre a humanização da assistência pela equipe de enfermagem na área oncológica. Rev. G&S [Internet]. 1º de julho de 2015 [citado 22º de fevereiro de 2024];:Pag. 2373-2390. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/rgs/article/view/3115

Edição

Seção

Artigos de Revisão