Acessibilidade de deficientes físicos em uma unidade de saúde da família

Autores

  • Vagner Ferreira Ferreira do Nascimento Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT

Palavras-chave:

Saúde da Pessoa com Deficiência, Acesso aos Serviços de Saúde, Estruturas de Acesso

Resumo

Trata-se de um estudo observacional, com o objetivo de verificar a acessibilidade de deficientes físicos em uma Unidade de Saúde de Família no município de Barra do Garças – Mato Grosso. Para a coleta dos dados utilizou-se um formulário adaptado conforme a NBR 9050. O período de coleta deu-se no mês de fevereiro de 2012. O processo de análise começou com apresentação dos dados levantados em quadros em forma de check list, após agrupamento, em categorias do tipo estruturas arquitetônicas internas, compreendendo escadas, rampas, corrimãos, móveis, equipamentos e vãos. As pessoas com deficiência possuem limitações físicas, sensoriais ou mentais que muitas vezes geram dificuldades e impossibilidades de execução de atividades comuns às outras pessoas, principalmente de ir e vir. No estudo, verificou-se que poucos critérios da NBR 9050 foram contemplados na construção e manutenção da unidade de saúde, oferecendo obstáculos aos clientes do serviço. Mas, entende-se que deveria haver um bom senso por parte dos profissionais em incluir nos seus planejamentos, o desenho de um novo perfil populacional, àquele que prioriza às particularidades humanas, seja de mobilidade, prejuízo de algum órgão do sentido ou mesmo inteligência e capacidade de adaptar-se. E, essa atitude consideravelmente mudaria o panorama social que circunda o portador de necessidades especiais, especialmente nos serviços de saúde, onde este, luta e faz guerra a fim de obter uma assistência de qualidade, livre de danos e barreiras.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vagner Ferreira Ferreira do Nascimento, Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT

Enfermeiro pela Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT. Especialista em Saúde da Família, Urgência/Emergência e Enfermagem do Trabalho. Mestrando em Terapia Intensiva pela Sociedade Brasileira de Terapia Intensiva. Atua como coordenador de USF do municipio de Barra do Garças-MT. É professor substituto da UFMT graduação de Enfermagem e do curso Técnico de Enfermagem do SENAC - unidade de Barra do Garças-MT. Enfermeiro do trabalho da empresa A. F. Santos - Cimento. É facilitador da estratégia AIDPI Neonatal pela Organização Pan Americana de Saúde e Organização Mundial da Saúde no estado de Mato Grosso. Atualmente pesquisador CNPQ no grupo de pesquisa Informática em Saúde, na linha Gestão em Saúde da Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT.

Publicado

2017-07-28

Como Citar

1.
Ferreira do Nascimento VF. Acessibilidade de deficientes físicos em uma unidade de saúde da família. Rev. G&S [Internet]. 28º de julho de 2017 [citado 8º de março de 2021];3(3):753-66. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/rgs/article/view/137

Edição

Seção

Artigos de Pesquisa