Fé e Diversão: devoção à Rosário dos Pretos e outras manifestações culturais em uma comunidade quilombola

DEVOCIÓN A ROSARIO DE LOS PRETOS Y OTRAS MANIFESTACIONES CULTURALES EN UNA COMUNIDAD QUILOMBOLA

Autores

  • Cledineia Carvalho Santos Universidade Federal da Bahia - UFBA
  • Fernando Conceição Universidade Federal da Bahia –UFBA

DOI:

https://doi.org/10.26512/revistacalundu.v4i1.30564

Palavras-chave:

Palavras-chave: Cultura; Religião; Diversão; Comunidade Quilombola.

Resumo

Resumo: A partir de uma análise histórico-cultural o presente texto aborda a relação entre cultura, identidade, fé, diversão e as subjetividades tecidas no imaginário social entre os sujeitos que compõem a comunidade quilombola Nova Esperança, no qual buscamos discutir as diversas manifestações religiosas e culturais quilombola. A comunidade, para além da diversão, realimenta sua fé e fortalece os laços de identidade. Nas festividades, a comunidade mistura o sagrado e o profano sem que com isto maculem sua fé, sendo na verdade indissociável. No âmbito da cultura, a religião neste espaço se manifesta em formas simbólicas da relação com os outros e permeia a vida cotidiana.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernando Conceição, Universidade Federal da Bahia –UFBA

Professor Titular (Full Professor) da Universidade Federal da Bahia. Docente e pesquisador do Poscultura - Programa Multidisciplinar em Cultura e Sociedade, ligado ao IHAC - Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Milton Santos e da Faculdade de Comunicação. Tem estágio-sênior pós-doutoral no CES - Centro de Estudos Sociais/Laboratórios Associados/Universidade de Coimbra, Portugal (2014-2015) e Pós-Doutorado, com bolsa da Capes, na Freie Universität Berlin/Lateinamerika-Institut (2008-2009). É biógrafo autorizado do intelectual e geógrafo Milton Santos, vencedor do "Nobel" da Geografia (Prêmio Vautrin Lud). Doutor e Mestre em Ciências da Comunicação na Universidade de São Paulo, possui graduação em Comunicação/Jornalismo pela Universidade Federal da Bahia.Tem experiência acadêmica em cultura, sociedade e Comunicação, com ênfase em Comunicação e Política, combate ao racismo, Mídia e Etnicidades, Jornalismo e Editoração. No Poscultura coordena os grupos de pesquisa Permanecer Milton Santos; e Etnomidia - Grupo de Estudos em Mídia e Etnicidades da UFBA.

Referências

BARTH. Fredrik. O guru. O iniciador e outras variações antropológicas. - Fredrik Barh. Tradução de John Cunha Comerford. Rio de Janeiro: Contra C'P' Livraria. 2000.
BRASIL. Decreto nº 4.887, de 20 de novembro de 2003. Disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto/2003/d4887.htm . Acesso em: 23 de maio de 2017.
BOAS, Franz. Antropologia cultural. Org. Celso Castro. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2004.
CARVALHO, Samanta V. C. B Rocha. “Manifestações Culturais” In: GADINI, Sérgio Luiz, WOLTOWICZ, Karina Janz (Orgs.) Noções Básicas de Folkcomunicação. Ponta Grossa (PR): UEPG, 2007.
CUCHE, Denys. O Conceito de Cultura nas Ciências Sociais. Tradução de Viviane Ribeiro. 2 ed. Bauru: EDUSC, 2002.
ELIADE, Mircea. O sagrado e o profano: a essência das religiões. Trad. Rogério Fernandes. 2ª ed. São Paulo: Martins Fontes: 2008.
LARAIA, Roque de Barros. Cultura: um conceito antropológico. 19 ed. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2006.
PASSOS. Mauro. Religião, Festa e Sociedade. Revista Horizonte, Belo Horizonte, v. 9, n. 20, p.6-8, jan./mar. 2011.
QUINTÃO. Antônia Aparecida. Irmandades negras: outro espaço de lutas e resistências. São Paulo. Annablume. 2002. In: ALVES. Vânia de Fátima Noronha. Os festejos do reinado de Nossa Senhora do Rosário em Belo Horizonte/ M.G: práticas simbólicas educativas. Universidade de São Paulo. 2008.
REIS. João José. Identidade e Diversidade étnicas nas Irmandades Negras no Tempo da Escravidão. Revista Tempo, Rio de Janeiro, vol. 2, n°. 3, 1996.
HALBWACHS, Maurice. A memória coletiva. Edições Vértice. São Paulo, SP. Brasil. 1990.
HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade; trad.Tomás Tadeu da Silva, Guacira Lopes Louro. 10. ed. , Rio de Janeiro: DP&A, 2005.
HALL, S. Quem precisa da identidade?. In: HALL, S.; WOODWARD, K.; SILVA, T. S. (org.). Identidade e diferença: a perspectiva dos Estudos Culturais. Petrópolis: Vozes, 2008.
WAGNER, Roy. A invenção da cultura. Trad. Marcela Coelho de Souza e Alexandre Morales. São Paulo: Cosac Naify, 2010.

Publicado

2020-06-29

Como Citar

Santos, C. C., & Costa da Conceição, F. . (2020). Fé e Diversão: devoção à Rosário dos Pretos e outras manifestações culturais em uma comunidade quilombola : DEVOCIÓN A ROSARIO DE LOS PRETOS Y OTRAS MANIFESTACIONES CULTURALES EN UNA COMUNIDAD QUILOMBOLA. Revista Calundu, 4(1). https://doi.org/10.26512/revistacalundu.v4i1.30564