A perspectiva de Nietzsche sobre “O Tipo Psicológico do Galileu”

Autores

  • kassio flores passos lopes PUC-SP

Palavras-chave:

Jesus; Cristianismo; Anticristo; Fisiopsicologia; Idiota.

Resumo

Este artigo busca compreender, especificamente, o “tipo psicológico do galileu” analisando os aforismos de O Anticristo (1888) em que Nietzsche esboça esse tipo, ao mesmo tempo em que aborda sua contraposição as duas caracterizações de Ernest Renan sobre Jesus, a saber, de “gênio” e “herói”. Procederemos uma resumida explanação de como Nietzsche as contrapõe com sua psicologia do Galileu. Procuraremos assim analisar a condição fisiopsicológica de Jesus conforme Nietzsche a concebia e a descreveu. Através deste esboço do tipo Jesus desenhado por Nietzsche buscaremos descrever sua perspectiva singular acerca deste personagem histórico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BITTENCOURT, Renato Nunes. As influências de Tolstói e de Dostoiévski na análise nietzschiana sobre a gênese da experiência crística. Ítaca, Rio de Janeiro, n. 15, p. 110-145, 2010.

BITTENCOURT. Nietzsche e a Psicologia do Redentor. Filosofia Capital, Brasília, vol. 7, n. 14, p. 57-71, jan. 2012.

BITTENCOURT. A ideia de “Deus” na cristologia de Nietzsche. Trágica, Rio de Janeiro, v. 3, n. 1, p. 90-109, 1. Sem. 2010.

CABRAL, Alexandre Marques. Niilismo e hierofania: Uma abordagem a partir do confronto

entre Nietzsche, Heidegger e a tradição cristã. Rio de Janeiro: Mauad X: Ed. da Faperj, 2014. Volume 1.

CACCIARI, Massimo. Le Jésus de Nietzsche. Trad. Michel Valensi. Paris: Editions de l’éclat/éclats, 2011.

DOSTOIÉVSKI, Fiódor. O Idiota. Trad. Paulo Bezerra. São Paulo: Ed. 34, 2015.

FRANK, Joseph. Dostoiévski: Um escritor em seu tempo. Trad. Pedro Maia Soares. São Paulo: Companhia das Letras, 2018.

GIACOIA, Oswaldo Jr. Notas para uma interpretação da figura histórica de Jesus do ponto de vista d’O Anticristo de Nietzsche. In: NETTO, F. B. S. (Org.). Jesus: Anúncio e Reflexão.

Campinas: UNICAMP, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, 2002. Coleção Ideias. V. 4.

GIACOIA. Nietzsche & Para além de bem e mal. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2002.

JASPERS, Karl. Nietzsche e Il Cristianesimo. Trad. Maria Dello Preite. Bari: Laterza, 1978.

KAUFMANN, Walter. Philosopher, Psychologist, Antichrist. Princeton: Princeton University Press, 1974.

MÜLLER-LAUTER, Wolfgang. Nietzsche: sua filosofia dos antagonismos e os antagonismos de sua filosofia. Trad. Clademir Araldi. São Paulo: Ed. Unifesp, 2009.

NIETZSCHE, Friedrich. Obras Incompletas. Trad. Rubens Rodrigues Torres Filho. 2. ed. São Paulo: Abril Cultural, 1978. Coleção os Pensadores.

NIETZSCHE. Crepúsculo dos ídolos ou como se filosofa com o martelo. Trad. Paulo César de Souza. São Paulo: Companhia das Letras, 2006.

NIETZSCHE. Genealogia da moral: uma polêmica. Trad. Paulo César de Souza. São Paulo: Companhia das Letras, 1998.

NIETZSCHE. O Anticristo e ditirambos de Dionísio. Trad. Paulo César de Souza. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

NIETZSCHE. O caso Wagner: um problema para músicos. Trad. Paulo César de Souza. São Paulo: Companhia das Letras, 2016.

PAREYSON, Luigi. Dostoiévski: Filosofia, Romance e Experiência Religiosa. Trad. Maria Helena Nery Garcez e Sylvia Mendes Carneiro. São Paulo: Edusp, 2012.

RENAN, Ernest. A vida de Jesus. Trad. Eliana Maria de A. Martins. São Paulo: Martin Claret, 1995.

STEGMAIER, Werner. As linhas fundamentais do pensamento de Nietzsche: coletânea de artigos (1985-2009). Org. Jorge Luiz Viesenteiner e André Luis Muniz Garcia. Petrópolis: Vozes, 2013.

Publicado

2020-08-26

Como Citar

flores passos lopes, kassio. (2020). A perspectiva de Nietzsche sobre “O Tipo Psicológico do Galileu”. Revista Brasileira De Filosofia Da Religião, 6(2), 176 - 192. Recuperado de https://periodicos.unb.br/index.php/rbfr/article/view/29569