Sobre a Revista

O Boletim DATALUTA

O Boletim DATALUTA é um periódico científico vinculado ao Departamento de Geografia e ao Programa de Pós-graduação em Geografia do Instituto de Ciências Humanas da Universidade de Brasília (UnB) desde o ano de 2023. Sua finalidade é assegurar a produção do conhecimento por meio de publicações gratuitas, qualificadas e continuadas de um modo que facilite o livre acesso online ao saber. As publicações que dão concretude a linha editorial do boletim são resultados de leituras globais, continentais, transcontinentais, nacionais, macrorregionais, regionais, estaduais, provinciais, microrregionais, municipais e locais realizadas desde diferentes países e em distintos idiomas. As análises refletem uma agenda editorial engajada com temas diversos: agricultura, agrocombustíveis, agroecologia, agronegócio, agrotóxico, Amazônia, campesinato, conflitualidade, cooperativismo, cultura,  democracia, direitos humanos, direitos agrário, educação do campo, extrativismo e neoextrativismo, fronteira, função social, gênero, indígena, judicialização, land grabbing, luta pela terra, movimentos socioterritoriais, políticas públicas, povos e comunidades tradicionais, questão agrária, quilombola, raça, reforma agrária, saberes tradicionais, terra, território e trabalho. Os produtos da nossa política editorial são: artigos científicos; notas; traduções; entrevistas e resenhas. As publicações devem ser realizadas em português (BR), português (PT), inglês (UK), espanhol (ES) ou francês (CA).

 

 

História

O periódico Boletim DATALUTA é produto de um trabalho coletivo com mais de 15 anos de história. Iniciado em 2008, sua origem se remete ao desenvolvimento de uma proposta de divulgação científica capaz de oportunizar acesso gratuito e online ao conhecimento em diferentes idiomas. Essa missão foi operacionalizada pelo Núcleo de Estudos, Pesquisas e Projetos de Reforma Agrária (NERA), coordenado pelo Prof. Dr. Bernardo Mançano Fernandes, e vinculada ao Departamento de Geografia do campus Presidente Prudente (UNESP/FCT) da  Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho". O periódico foi concebido visando  oportunizar diálogos entre os diferentes sujeitos que acessam, divulgam e produzem conhecimento. No transcorrer das quase duas décadas de existência da Rede DATALUTA, o Boletim DATALUTA criou tradição na divulgação de pesquisas tanto entre dezenas de grupos de pesquisa e centenas de pesquisadoras e pesquisadores, em sua maioria, latinoamericanos que enviaram seus respectivos manuscritos, quanto na sociedade organizada, sendo conhecido e citado por diferentes organizações políticas e sociais. A integração das agendas de pesquisa atribuiu ao boletim uma forte relação com a materialidade que afeiçoa as conflitualidades nos espaços urbanos, agrários, das florestas e das águas. Isso tornou o Boletim DATALUTA uma importante ferramenta científica de promoção de conhecimento capaz de gerar impacto e promover a divulgação a curto prazo acerca de resultados sobre temas e problemas que configuram o "prato do dia" do horizonte político do Brasil, América Latina e Mundo. Ao longo dos anos, diversos pesquisadores e pesquisadoras também contribuíram em seu conselho editorial e científico. No ano de 2021, no encontro da Rede DATALUTA, foi tomada a decisão de transferir o Boletim DATALUTA da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP) para a sua nova sede, a Universidade de Brasília (UnB). O Prof. Dr. José Sobreiro Filho recebeu o Boletim DATALUTA e passou a alojar os manuscritos no portal de periódicos da Universidade de Brasília. 

 

 

Público alvo

O Boletim DATALUTA tem como público alvo pesquisadoras e pesquisadores de Geografia e áreas afins das ciências humanas de diferentes localidades do Brasil, América Latina e Mundo. Contudo, em quase duas décadas de existência, é fundamental reconhecer que o periódico ganhou destaque e reconhecimento entre os membros da sociedade civíl organizada (movimentos sociais e socioterritoriais, articulações, frentes,  servidores públicos, associações, cooperativas etc.), sendo interpretado como um ponto positivo que é capaz de traduzir o impacto social do periódico. 

 

 

Missão

O Boletim DATALUTA se destina a promoção e difusão do conhecimento crítico sobre aspectos pertinentes às bases materiais-históricas da Geografia de mais Ciências Humanas, assim como de sua comtemporâneidade. Sua agenda editorial testemunha seu empenho e relevante contribuição é oriunda de autoras e autores de diferentes países e cujas pesquisas se refere a reflexões e análises construídas desde e/ou sobre as distintas realidade do Brasil, América Latina, América do Norte, América Central, Europa e África, acerca dos seguintes temas: agricultura, agrocombustíveis, agroecologia, agronegócio, agrotóxico, Amazônia, campesinato, conflitualidade, cooperativismo, cultura,  democracia, direitos humanos, direitos agrário, educação do campo, extrativismo e neoextrativismo, fronteira, função social, gênero, indígena, judicialização, land grabbing, luta pela terra, movimentos socioterritoriais, políticas públicas, povos e comunidades tradicionais, questão agrária, quilombola, raça, reforma agrária, saberes tradicionais, terra, território e trabalho.

 

 

Responsabilidade autoral e responsabiidade editorial

O Boletim DATALUTA destaca o fato de que as constribuições, idéias, reflexões, análises, afirmações, produtos e outras formas de resultados são de total e exclusiva responsabiliade dos autores e autoras. A equipe edital tem reponsabiliade e competência para avaliar e reavaliar a pertinencia e os casos. 

 

 

Periodicidade

O Boletim DATALUTA trabalha com as políticas de fluxo contínuo e publicação continuada. Essa opção resulta na publicação imediata dos artigos aprovados e na possibilidade de que as submissões sejam realizadas gratuitamente e a qualquer momento. A definição organizacional dos números do periódico respeita a lógica quadrimestral. 

 

 

Conflitos de Interesses

O Boletim DATALUTA consulta todos os pareceristas e analisa os respectivos currículos de autores e parecistas com o objetivo de evitar toda e qualquer tipo de conflito de interesses, especialmente de ordem ´profissional, pessoal, econômica, contratual ou política. 

 

 

Avaliação por pares (peer review)

O Boletim DATALUTA utiliza o processo de revisão dupla realizada por pares. Autores e pareceristas não mantém nenhum tipo de contato ou identificação nesse processo. O periódico reforça que os manuscritos são revisados para que não conste nenhuma forma de identificação que permita romper com a análise de pares, os casos irregulares são recusados imediatamente pela equipe editorial visando salvaguardar a lisura do processo.

 

 

Compromisso e responsabilidade intelectual

Muito embora as ideias, propostas, teorias e análises sejam divulgadas pelo Boletim DATALUTA, ainda se faz fundamental reconhecer que a integral responsabilidade de parte ou do conjunto do manuscrito deve-se aos autores e/ou autoras. O Boletim DATALUTA assume o franco compromisso com a resolução imediata de quaisquer problemas.

 

 

Conhecimento de acesso aberto/público e sem custos

O Boletim DATALUTA reforça o seu compromisso com a produção e divulgação do conhecimento público, livre e gratuito para todas e todos. Parte substancial de seu compromisso é assegurar o franco acesso a todos os artigos publicados ao longo das últimas duas décadas de trabalho. 

 

 

Política de acesso e distribuição

O Boletim DATALUTA reafirma a sua política de descentralização da promoção do conhecimento. Incentiva a ampla divulgação e disponibilização em repositórios ou plataformas diversas com o objetivo de amplificar as suas formas de divulgação e capilarização na sociedade civil e comunidade acadêmica. É fundamental relembrar a recomendação e defesa pelo acesso gratuito ao conhecimento. 

 

 

Política de não cobrança de taxas para publicação ou submissão

O Boletim DATALUTA reafirma o princípio da absoluta gratuidade em todas as suas instâncias, trâmites e processos, sendo assim não há cobrança de nenhuma taxa pelo periódico. São pesquisadoras e pesquisadores, em sua maioria, formados, em formação ou atuantes em universidades públicas federais e estaduais que asseguram a realização gratuita deste serviço.

 

 

Estrutura, Arquivamento e Apoio técnico

Nosso periódico funciona instalado nas potencialidades do OJS (Open Journal System). A escolha do sistema deve-se ao seu desempenho no gerenciamento de publicações científicas que reduz gastos de tempo e energia. Ele atribui velocidade ao processo e nos permite a promoção da ciência desde princípios ambientais mais sustentáveis. A segurança oferecida em seu p´rocesso de análise de pares e o arquivamento são fortes atributos desta escolha. A política de arquivamento do periódico usa o sistema LOCKSS (Lots of Copies Keep Stuff Safe - http://lockss.org), visando promover a distribuição artigos para as bibliotecas participantes. Criado pela Stanford University em 1999, o sistema facilita a ampliação da visibilidade, do alcance e do impacto das publicações em decorrência da redifusão a partir de um ecossistema poliglota, alicerçado em direitos, durável e comprometido com a comunidade acadêmica. Além disso, o Boletim DATALUTA conta com equipe de suporte técnico. A Universidade de Brasília (UnB), por meio das atividades coordenadas e operacionalizadas pela Biblioteca Central (BCE), oferece profissionais especializados em periódicos científicos e tecnologia da informação afim de facilitar o funcionamento da revista. 

 

 

Diversidade e Sustentabilidade

O Boletim DATALUTA é um periódico comprometido com a diversidade étnico-racial, social, cultural e de gênero. Cabe destacar que as políticas desse periódico cumpre e vai além em alguns quesitos das 169 metas dos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU). 

 

 

Tempo entre a submissão e a publicação

É imprescindível reconhecer que o tempo depende exclusivamente da qualidade do artigo e sua respectiva ap´reciação pelos pares. Os artigos que são qualificados e aprovados durante o processo de avaliação costumam ser publicados entre 4 e 6 meses. Isso, devido à política de fluxo contínuo. 

A submissão não é garantia de aprovação, tampouco de publicação. 

 

 

Adoção de palavras-chave

Buscando otimizar a difusão do conhecimento, o Boletim DATALUTA solicita dos autores palavras-chave que facilitem a comunicação e a criação de elos entre os leitores e os artigos da Revista. Ademais, são utilizados nos repositórios com o fito de amplicar os resultados de busca ao passo em que nos permite precisar o perfil do periódico. 

 

 

Idiomas

Este periódico aceita artigos em português, inglês, espanhol ou francês. 

*Este periódico ainda tem buscado estreitar as possibilidades de divulgação científica em línguas indígenas.

 

 

DOI (Digital Object Identifier)

A Universidade de Brasília (UnB), por meio da Biblioteca Central, tem oferecido o serviço de Digital Object Identifier para todos os artigos científicos vinculados às revistas de seu portal de periódicos (https://periodicos.unb.br/). O Boletim DATALUTA é um dos periódicos contemplados com essa política institucional

 

 

Remoção, correção e retração

As publicações podem passar por alterações, mesmo após sua respectiva publicação, somente em caso de decisão realizada pela equipe editoral. Esse processo somente será realizado diante de equívocos graves que firam a conduta científica e a diretrizes, princípios e valores que regem o Boletim DATALUTA.

 

 

Compartilhamento e análise de dados

Em caso da necessidade da realização de uma avaliação mais aprofundada dos dados, o periódico poderá solicitar mais informações que permitam a verificação e revisão  eficaz dos dados. Encorajamos os autores e as autoras a compartilharem a maior quantidade de informações por meio do portal de submissão ou de repósitórios de compartilhamento livre de dados científicos:

 

 

Portais/repositórios

O Boletim DATALUTA contará com sua respectiva disponibilização no portal de periódicos da CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior  (http://www.periodicos.capes.gov.br/)

O Boletim DATALUTA também contará com sua disponibilização no portal de periódicos da UnB - Universidade de Brasília (https://periodicos.unb.br/)

 

 

Avaliação Qualis Capes 2017-2020: A3