Sociologia, modernidade e individualismo em Georg Simmel – Um estudo a partir da Filosofia do Dinheiro

  • Iago Vinicius INACIO Instituto de Ciências Sociais, Universidade de Brasília
Palavras-chave: Ciências Sociais; Sociologia; Teoria Sociológica

Resumo

O presente artigo consiste num estudo sobre a Filosofia do Dinheiro, de Georg Simmel, a partir da análise das teorias da modernidade e do individualismo elaborada pelo intelectual alemão, demonstrando como a concepção simmeliana do moderno encerra reflexões críticas sobre as condições de existência dos indivíduos nessa época. Nesse sentido, este artigo se subdivide em cinco itens: no primeiro, analiso alguns pressupostos metodológicos de Georg Simmel que impactam na sua concepção de sociologia e na sua definição das relações entre o dinheiro e o processo de diferenciação, crucial para compreender a sua teoria do individualismo; no segundo, analiso as relações entre economia monetária e liberdade individual no âmbito do moderno; no terceiro, analiso a relação entre economia monetária e estilo de vida; no penúltimo item, prossigo as reflexões acerca da concepção simmeliana de estilo de vida, tendo em vista apreender as relações entre seus pressupostos epistemológicos e a sua teoria do individualismo, que contém elementos de crítica à modernidade; o último item contém as considerações finais do artigo, que demonstram como a teoria simmeliana da modernidade encerra uma teoria do individualismo, que enseja a sua crítica da modernidade enquanto a época da tragédia da cultura, na qual subsiste um abismo entre a cultura dos sujeitos e a cultura dos objetos.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BRENNA, Jorge E. De la tragedia al malestar en la cultura: Georg Simmel y Sigmund Freud. Argumentos, Xochimilco, ano 22, n. 60, maiago 2009, pp. 59-78.

COHN, Gabriel. As diferenças finas: de Simmel a Luhman. Revista Brasileira de Ciências Sociais, 13 (38), out., 1998 pp. 53-62.

KRACAUER, Siegfried. “Georg Simmel”. In: _____. O ornamento da massa. São Paulo: Cosac Naify, 2009, pp. 243-278.

MARTINELLI, Mónica. Idea y experiencia de la libertad. Algunas consideraciones sobre el pensamiento de Georg Simmel. Sociológica. Cidade do México, ano 27, no. 76, mai-ago, 2012, pp. 89-114.

SIMMEL, Georg. Philosophie de l’argent [Filosofia do Dinheiro]. Paris: Presses Universitaires de France, 2009.

______________. Sociologie. Études sur les formes de la socialisation [Sociologia. Estudos sobre as formas da sociação]. Paris: Presses Universitaires de France, 2013.

______________. Questões fundamentais de sociologia: indivíduo e sociedade. Rio de Janeiro, Zahar, 2006.

______________. As grandes cidades e a vida do espírito. Mana. Rio de Janeiro, vol.11, no.2, out. 2005 [1903], p.577-591.

______________. “O conceito e a tragédia da cultura”. In: SOUZA, Jessé; OELZE, Berthold. Simmel e a modernidade. 2ª edição. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2014a, pp. 77-105.

______________. “O indivíduo e a liberdade”. In. _________. Simmel e a modernidade. 2ª edição. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2014b, pp. 107-115.

SOUZA, Jessé; OELZE, Berthold. Simmel e a modernidade. 2ª edição. Brasília: Editora Universidade de Brasília; 2005.

VIEILLARD-BARON, Jean-Louis. “Introduction”. In: SIMMEL, Georg. Philosophie de la modernité: La femme, la ville, l'individualisme [Filosofia da modernidade: a mulher, a cidade o individualismo]. Paris: Payot, 1989, pp. 7-64.

WAIZBORT, Leopoldo. As aventuras de Georg Simmel. São Paulo: Editora 34, 2013.

Publicado
2017-12-24