Realismo crítico e semiose: tradução de 'Critical realism and semiosis', de Norman Fairclough, Bob Jessop e Andrew Sayer

  • Gabriel Valdez Foscaches Universidade de Brasília

Resumo

Neste trabalho exploramos a relação que existe entre o realismo crítico e a semiose (definida aqui como produção de significado intersubjetiva). Argumentamos que o realismo crítico deve integrar a semiose em suas considerações sobre as relações sociais e a estruturação social. Ao incluirmos questões mais básicas acerca da performatividade da semiose e da relação entre interpretação (verstehen) e explicação causal (erklären), vamos muito além da questão sobre a possibilidade de se considerar as razões como causas. No trabalho, então, demonstramos como o realismo crítico pode integrar a semiose em suas considerações sobre a dialética da estrutura e da agência por meio de uma abordagem evolutiva da estruturação. Demonstramos também como a análise semiótica crítica (incluindo a análise de discurso crítica) pode se beneficiar do realismo crítico. Em relação a essa última questão, consideramos a emergência de efeitos semióticos e extrasemióticos de práticas textuais e damos duas breves ilustrações de como isso funciona em textos específicos. Concluímos com recomendações mais gerais sobre a articulação dos aspectos discursivos e extradiscursivos das relações sociais e suas implicações para o realismo crítico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gabriel Valdez Foscaches, Universidade de Brasília

Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Linguística da Universidade de Brasília.

Referências

Archer, Margaret S. (1982) Morphogenesis versus Structuration: on combining Structure and Action. British Journal of Sociology, 33(4), 455-83.
Archer, Margaret S. (2000) Being Human, Cambridge: Cambridge University Press.
Benton, Ted (1981) Realism in Social Science. Radical Philosophy, 27, 13-21.
Bhaskar, Roy (1979) The Possibility of Naturalism, Hassocks: Harvester.
Bhaskar, Roy (1989) Reclaiming Reality, London: Verso.
Boltanski, Luc and Chiapello, Eve (1999) Le nouvel ésprit du capitalisme, Paris: Gallimard.
Bourdieu, Pierre (1991) Language and Symbolic Power, Cambridge: Polity.
Bourdieu, Pierre (2000) Pascalian Meditations, London: Verso.
Butler, Judith (2000) Dynamic Conclusions, in Judith Butler, Ernesto Laclau, and Slavoj Zizek, Contingency, Hegemony, Universality: Contemporary Dialogues on the Left, London: Verso, 263-280.
Chouliaraki, Lilie and Fairclough, Norman (1999) Discourse in Late Modernity, Edinburgh: Edinburgh University Press.
Collier, Andrew (1994) Critical Realism. London: Verso. Department of Trade and Industry (1998) Our Competitive Future: Building the Knowledge Driven Economy, London: HMSO. http://www.dti.gov.uk/comp/competitive.wh_int1.htm
Habermas, Jürgen (1987) The Philosophical Discourse of Modernity: Twelve Lectures, Cambridge: Polity.
Halliday, Michael A.K. (1994) Introduction to Functional Grammar, 2nd edition, London: Edward Arnold.
Harvey, David (1996) Justice, Nature and the Geography of Difference, Oxford: Blackwell.
Jakobson, Roman (1990) On Language, Cambridge: Cambridge University Press.
Jessop, Bob (2000) The Crisis of the National Spatio-Temporal Fix and the Ecological Dominance of Globalizing Capitalism. International Journal of Urban and Regional Studies, 24(2), 323-360.
Jessop, Bob (2001) Institutional (Re)turns and the Strategic-Relational Approach. Environment and Planning A, 33(7), 1213-37.
Laclau, Ernesto and Mouffe, Chantal (1985) Hegemony and Socialist Strategy, London: New Left Books.
Lave, Jean (1998) Cognition in Practice, Cambridge: Cambridge University Press.
Ollman, Bertell (1993) Dialectical Investigations, London/New York: Routledge.
Ringer, Fritz K. (2000) Max Weber's Methodology: the Unification of the Cultural and Social Sciences, Cambridge, MA: Harvard University Press.
Sayer, Andrew (2000) Realism and Social Science, London: Sage.
Sraffa, Piero (1960) Production of Commodities by Means of Commodities: Prelude to a Critique of Economic Theory, Cambridge: Cambridge University Press.
Wenger, Etienne (1998) Communities of Practice: Learning, Meaning and Identity, Cambridge: Cambridge University Press.
Publicado
2016-06-07
Como Citar
FoscachesG. V. (2016). Realismo crítico e semiose: tradução de ’Critical realism and semiosis’, de Norman Fairclough, Bob Jessop e Andrew Sayer. Revista Letra Capital, 1(1), 43-69. Recuperado de http://periodicos.unb.br/index.php/lcapital/article/view/8600
Seção
Artigos