Recursos de avaliatividade na construção da identidade xerente: julgamentos em discursos de estudantes não índios

  • Eliane Caldeira Universidade de Brasília
Palavras-chave: Discurso. Sistema de Avaliatividade. Julgamento. Identidade étnica.

Resumo

Firmada no aparato teórico-metodológico interdisciplinar da Análise de Discurso Crítica (ADC), analiso recursos de avaliatividade utilizados na construção da identidade xerente em discursos de estudantes não índios do ensino médio em uma escola multicultural localizada no Estado do Tocantins. Para realizar a análise dos aspectos avaliativos presentes nos discursos dos estudantes, parto das categorias do Sistema de Avaliatividade proposto Martin e White (2005) e em White (2004), que permite identificar, a partir da perspectiva sistêmico-funcional de linguagem, elementos que comprovem sentimentos e valores “postos” de uma comunidade, de modo a demonstrar emoções, gostos e avaliações normativas. Considerando os estudos críticos sobre identidades sociais de teóricos como Bauman (1999) e Hall (2008), as análises realizadas revelam a construção de identidade(s) étnica(s) xerente marcada(s) por oposições binárias entre o nós versus eles que revelam, nas ocorrências de julgamento por estima social e sanção social, e suas respectivas subcategorias, nos processos avaliativos do comportamento indígena, relações de poder, luta pela hegemonia e embate entre posicionamentos ideológicos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eliane Caldeira, Universidade de Brasília

Professora do Instituto Federal de Brasília e doutoranda em Linguística da Universidade de Brasília.

Referências

BAKHTIN, M. Marxismo e Filosofia da Linguagem. São Paulo: Hucitec, 2002.
BHASKAR, R. Sociedades. In: ARCHER et al. (Org.). Critical realism: essential readings. Tradução de Hermann Mathow; Thais Maia. Niterói: UFF, 2001. London: Routledge, 1998.
BAUMAN, Z. Globalização: as consequências humanas. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1999.
CHOULIARAKI, L. Discourse in late modernity: Rethinking Critical Discourse Analysis. Edinbourg: Edinbourg University Press, 1999.
EAGLETON, T. A idéia de cultura. Tradução de Sandra Castello Branco. São Paulo: Editora UNESP, 2005, 205 p.
FAIRCLOUGH, N. Analysing discourse: textual analysis for social research. Londres and Nova York: Routledge, 2003.
_______________. Discurso e mudança social. Trad. I. Magalhães. Brasília: editora Universidade de Brasília, 2001.
LACLAU, ERNESTO & MOUFFE. Post-marxism without apologies. New Left Review 166, 1987
HALL, Stuart. A questão da identidade cultural. Textos didáticos. São PauloIFHC/Unicamp. 2009.
HALLIDAY, M.A.K. An introduction to Functional Grammar. 2nd edition London: Hodder Arnold, 1994. 689 p.
__________________; MATHIESSEN, C.M.I.M. An Introduction to Functional Grammar. 3ª ed. London: Hodder Arnold, 2004. 689 p.
_______________.; HASAN, R. Language, context and text: aspects of language in a social- semiotic perspective. 1ª ed. Oxford: Oxford University Press, 1989. 125p.
MARTIN, J.R.; WHITE, P. The language of evaluation: appraisal in English. 1ª ed. London: Palgrave Macmillan, 2005. 256p.
__________.; ROSE, D. Working with discourse: meaning beyond the clause. 1ª ed. London: Continuum, 2003. 293 p.
MOITA LOPES, Paulo da. Discursos de Identidade em sala de aula de leitura: a construção da diferença. In: Signorini, I.(org) Lingua(gem) e Identidade. Campinas: Mercado das Letras, 1998.
RAMALHO, Viviane. Análise crítica da publicidade: um estudo sobre anúncios de medicamento. Cadernos de Linguagem e Sociedade, v. 10 (2), 2009, p. 152-182.
________________; RESENDE, Viviane de Melo. Análise de discurso (para a) crítica: o texto como material de pesquisa. Campinas, SP: Pontes, 2011.
SIVA, T. T. Resumo: Identidade e diferença: impertinências. In: Educação & Sociedade, ano XXIII, n 79, Agosto/2002.
__________ (Org.). Identidade e diferença: a perspectiva dos Estudos Culturais. Petrópolis, RJ: Vozes, 2000. p. 7-72
VIAN Jr., O. O sistema de avaliatividade e os recursos para gradação em Língua Portuguesa: questões terminológicas e de instanciação. Revista Delta, 2009.
WHITE, P. Valoração: A linguagem da avaliação e da perspectiva. Linguagem em (Dis)curso – Lem D, Tubarão, v. 4, n. esp, p. 178-205, 2004.
WOODWARD, Kathryn. Identidade e diferença: uma introdução teórica e conceitual. In: Identidade e diferença: a perspectiva dos Estudos Culturais. Petrópolis, RJ: Vozes, 2000. p. 7-72.
___________________. A produção social da identidade e da diferença. In: SILVA, Tomaz Tadeu da (org.). Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. 8.ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2008.
Publicado
2016-06-07
Como Citar
Caldeira, E. (2016). Recursos de avaliatividade na construção da identidade xerente: julgamentos em discursos de estudantes não índios. Revista Letra Capital, 1(1), 23-42. Recuperado de http://periodicos.unb.br/index.php/lcapital/article/view/8599
Seção
Artigos