EDIÇÃO 223

Caros leitores do Boletim Dor On Line, esta edição de fevereiro de 2019 vem com a retomada dos editoriais temáticos, tratando do canal Nav 1.7 e o seu papel na dor. Além disso, trazemos em nossa seção de Divulgação Científica alertas sobre a educação em dor, uma nova via analgésica, a relação da dor e ansiedade e o tratamento do câncer e a dor. Na nossa seção de Ciência e Tecnologia trazemos alertas sobre diferentes tipos de nociceptores na dor neuropática, a ativação glial na manutenção de neuropatias, caracterização da ansiedade causada pela capsaicina, diferentes modelos de dor e a expressão gênica e também o componente emocional da dor e seu mecanismo supraespinal. Boa leitura!

EDITORIAL DO MÊS

 Nav1.7 e dor

 Miriam das Dores Mendes Fonseca

 ALERTAS

 1. 25 anos de pesquisa em educação sobre dor – o que descobrimos? Estudo mostra lacuna no conhecimento de profissionais da saúde sobre a dor

Thaise Loyanne Felix Dias

 2. O doce e a dor. Demonstração experimental de uma nova via analgésica da dor.

Paulo Gustavo Barboni Dantas Nascimento

3. Condições inflamatórias e neuropáticas não evocam comportamentos semelhantes à ansiedade em animais. Correlação entre dor e ansiedade ou depressão

Francisco Isaac Fernandes Gomes

 4. A regulação de gene presente em neurônios contribui para o desenvolvimento da dor neuropática causada pelo uso de quimioterápico. Perfil de ativação de genes na dor

Conceição Elidianne Aníbal Silva

Ciência e Tecnologia 

5. Eletrofisiologia mostra nociceptores diferentes na dor neuropática. Especializações de nociceptores contribuem para a persistência do quadro doloroso

Thayná Moreira Gomes Marra

6.Ativação de astrócitos induzida por ácido lisofosfatídico (LPA) na manutenção da dor neuropática induzida por lesão parcial do nervo ciático. O LPA está associado a iniciação e manutenção da dor neuropática através de mecanismos gliais

Mariane Aparecida da Silva Marques

 7. A interação de receptores de orexina 1 e canabinoides aumenta a expressão de c-fos na vlPAG. Receptores participam do comportamento do tipo ansioso induzido pela capsaicina.

Erika Ivanna Araya Pallarés

 8. Neurônios sensoriais apresentam respostas transcricionais distintas em diferentes modelos de dor crônica. Estudo investiga se subconjuntos neuronais são importantes em diferentes condições de dor.

Larissa Garcia Pinto

 9. Conjunto de neurônios da amigdala codifica a sensação desagradável da dor. Melhor compreensão dos mecanismos envolvidos no componente afetivo da dor

Larissa Garcia Pinto

Publicado: 2019-03-11

Revista Completa

  • PAULO GUSTAVO BARBONI DANTAS NASCIMENTO
    1