O Boi-bumbá em (des)enredos entre “Catirinas” e “Pavulagens”

  • Tainá Maria Magalhães Façanha universidade Federal do Pará
Palavras-chave: Pará, Belém, Boi-Bumbá, Prática musical, Etnomusicologia

Resumo

Este texto discute o contexto da construção do enredo do “Boi Pavulagem”, um auto de Boi-Bumbá organizado pelo Instituto Arraial do Pavulagem em Belém do Pará. O artigo inicia com uma revisão bibliográfica inicial sobre o Boi-Bumbá no Pará, seguida da descrição do contexto do Instituto Arraial do Pavulagem na atualidade. Por fim, foram analisadas as relações tecidas entre os enredos do Boi-Bumbá em Belém e o enredo dos Arrastões Juninos do Instituto Arraial do Pavulagem. Como resultado parcial dessa pesquisa em andamento, pôde-se perceber que os enredos dos Bois-Bumbá de Belém se constroem por meio de uma narrativa dramática e encenada, baseada num discurso de tradicionalidade e manutenção de personagens e rituais antigos, enquanto os cortejos do Arrastão Junino, promovido pelo Instituto Arraial do Pavulagem, se baseiam numa narrativa musical, influenciada pelo hibridismo de práticas musicais que ocorrem dentro do Instituto, deixando-o mais permeável às mudanças e ressignificações provocadas pelo atual contexto sociocultural urbano.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tainá Maria Magalhães Façanha, universidade Federal do Pará

Mestranda em etnomusicologia na Universidade Federal do Pará

Referências

Andrade, Mário de. 1982. Danças Dramáticas do Brasil. São Paulo: Itatiaia.

Bordallo da Silva, Armando. 1981. Contribuição ao estudo do Folclore Amazônico na Zona Bragantina. Bragança: FUNARTE/Fundação Cultural de Bragança.

Canclini, Néstor García. 1997. Culturas Híbridas: estratégias para entrar e sair da modernidade. Tradução de Ana Regina Lessa e Heloísa Pezza Cintrão. São Paulo: EDUSP.

Cambria, Vincenzo, Edilberto Fonseca e Guazina Laize. 2016. “’With the people’: Reflections on Collaboration and Participatory Research Perspectives in Brazilian Ethnomusicology.” The World of Music (Wilhelmshaven), vol. 5: 55-80.

Candau, Joel. 2016. Memória e Identidade. Tradução de Maria Letícia Ferreira. 1a. ed., 3a. Reimpressão. São Paulo: Editora Contexto.

Cavalcanti, Maria Laura Viveiros de Castro. 2006. “Tempo e Narrativa nos Folguedos do Boi.” Revista Pós Ciências Sociais, São Luís, vol. 3, n. 6 (Jul-Dez): 61-88.

Chagas Jr., Edgar Monteiro. 2016. “’Pelas ruas de Belém…’: produção de sentido e dinâmica cultural nos arrastões do Pavulagem em Belém do Pará.” Tese de Doutorado, Universidade Federal do Pará.

Chagas Jr., Edgar Monteiro. 2017. “Do ‘Risco da Perda’ ao patrimônio cultural: o arrastão em processo.” Aceno, vol. 4, n. 7: 123-140.

Dias Jr., José do Espírito Santo. 2009. “A prática cultural do Boi Bumbá na cidade de Belém: uma representação suburbana.” In Anais do XXV Simpósio Nacional de História. Fortaleza.

Dias Jr., José do Espírito Santo. 2009. “Cultura popular no Guamá: um estudo sobre o boi bumbá e outras práticas culturais em um bairro de periferia de Belém.” Dissertação de Mestrado. Universidade Federal do Pará.

Lago, Jorgete. 2006. “Os espaços de apresentação do Boi-bumbá em Belém/Pa: Um estudo das apresentações do Boi-bumbá Flor do Guamá.” Dissertação de Mestrado. Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

Leal, Luiz Augusto Pinheiro. 2005. “Capoeira, Boi-Bumbá e Política No Pará Republicano (1889-1906).” Afro-Ásia, 32: 241-269.

Loureiro, João de Jesus Paes. 2003. “Meditação e devaneio: entre o rio e a floresta.” Somanlu, ano 3, n. 1/2.

Loureiro, João de Jesus Paes. “Meditação e devaneio: entre o rio e a floresta.” Somanlu: Revista de Estudos Amazônicos [Online], vol. 3 n. 1 e 2: 23-33.

Menezes, Bruno de. 1972. Boi-bumbá: auto popular. 2a ed. Belém: Conselho Estadual de Cultura.

Moraes, Maria. 2012. “Arraial do Pavulagem: a moderna tradição de uma prática musical.” Tese de Doutorado. Universidade Federal da Bahia.

Pereira, Marcus Vinícius Medeiros. 2012. “Ensino Superior e as Licenciatura em Música (Pós Diretrizes Curriculares Nacionais 2004): um retrato do habitus conservatorial nos documentos curriculares.” Tese de Doutorado. Universidade Federal do Mato Grosso do Sul.

Lucas, Glaura, Luis Ricardo Silva Queiroz, Luciana Prass, Fábio Henrique Ribeiro e Rubens de Oliveira Aredes. 2016. “Culturas musicais afro-brasileiras: perspectivas para concepções e práticas etnoeducativas em música.” In Etnomusicologia no Brasil, organizado por Angela Lühning e Rosângela Pereira de Tugny, 237-276. Salvador: EDUFBA.

Salles, Vivente. 1994. Épocas do teatro no Grão-Pará: Apresentação do teatro de época. Belém: UFPA.

Salles, Vivente. 2004. O Negro na formação da sociedade paraense. Belém: Paka-Tatu.

Salles, Vivente. 2005. O Negro no Pará sob regime de escravidão. 3a ed. Belém: IAP; Programa Raízes.

Santos, Gianne Regina Conceição dos. 2017. “’#SouPavulagem’: a relação entre o Arraial do Pavulagem (Belém-PA), tradição e representação social na internet.” Dissertação de Mestrado. Escola de Ciências Sociais da Fundação Getúlio Vargas.

Vieira, Lia Braga. 2001. A Construção do Professor de Música: o modelo conservatorial na formação e atuação do professore de música em Belém do Pará. Belém: Cejup.

Publicado
2019-07-05
Seção
Artigos