Redes Sociais Virtuais e a Democracia 2.0: Dinâmicas e Perspectivas Políticas na Relação entre Políticos e Sociedade

Autores

  • Guilherme Cássio Almeida Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ)
  • Wellington Tavares Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP)

Resumo


O presente ensaio teórico aborda as vantagens disponíveis nas redes sociais virtuais, dentro do ambiente da web 2.0, no estabelecimento do que se tem convencionado denominar de democracia 2.0, na relação entre sociedade e Políticos 2.0. Pontua-se a importância dos softwares sociais, seu desenvolvimento e características que permitem relações e a troca de informações, bem como a importância do marketing político, o uso das redes como palanques virtuais e os impactos positivos, tais como redução de custos de campanha e facilidade de interação com o eleitorado. O estudo se propôs a analisar a utilização das redes sociais virtuais por políticos como espaço de relacionamento, comunicação e de publicidade política no contexto que os envolve com a sociedade civil. Além disso, buscou discutir os atuais impactos e as perspectivas destas redes para a democracia. Como resultado, o estudo permitiu compreender que o ‘boom’ da democracia atual tem sido, em partes, possibilitado pela interatividade e dinamismo na relação e comunicação entre os políticos e a sociedade, denominando tais políticos que utilizam os espaços virtuais como Políticos 2.0. Por fim, este estudo explora a discussão da sociabilidade e da política virtual em um novo e dinâmico processo democrático.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Downloads

Publicado

2014-09-19

Como Citar

ALMEIDA, G. C.; TAVARES, W. Redes Sociais Virtuais e a Democracia 2.0: Dinâmicas e Perspectivas Políticas na Relação entre Políticos e Sociedade. RP3 - Revista de Pesquisa em Políticas Públicas, [S. l.], n. 1, 2014. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/rp3/article/view/14564. Acesso em: 1 ago. 2021.