[1]
L. Rocha Furtado, “MEDIDA PROVISÓRIA:: LIMITES DE SUA ATUAÇÃO - IMPOSSIBILIDADE DE CONVALIDAÇÃO DE ATOS PRETÉRITOS”, RED|UnB, vol. 1, nº 1, fev. 2010.