Movimentos sociais como política

Main Article Content

Charles Tilly

Resumo

Resumo


Movimentos sociais são uma forma de fazer política inventada no final do século XVIII na Europa Ocidental e na América do Norte. Este trabalho mostra como os movimentos sociais incorporaram, nesse período, certas características fundamentais que permitem distingui-los de outros fenômenos. Em especial, os movimentos sociais que surgiram depois de 1750 são a síntese de três elementos: a realização de campanhas a partir de demandas coletivas, o emprego de um repertório específico de formas de ação política, e a representação pública de símbolos de unidade, quantidade, compromisso e valor.


Palavras-chave: movimentos sociais; história; campanhas; repertórios.


Abstract


Social movements are a form of making politics invented in Western Europe and North America in the end of the eighteenth century. This text shows how the social movements have incorporated, in this period, certain fundamental characteristics allowing for distinguishing them from other phenomena.  In particular, the social movements that emerged after 1750 are the synthesis of three elements: the accomplishment of campaigns based on collective demands, the employment of a specific repertoire of forms of political action, and the public representation of symbols of unity, quantity, commitment, and value.


Key words: social movements; history; campaigns; repertoires

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
Tilly, C. (2012). Movimentos sociais como política. Revista Brasileira De Ciência Política, (3), 133–160. Recuperado de https://periodicos.unb.br/index.php/rbcp/article/view/1677
Seção
Dossiê: Movimentos sociais e ação coletiva
Biografia do Autor

Charles Tilly, Universidade de Columbia

Charles Tilly foi professor de Ciência Política da Universidade de Columbia (Estados Unidos) e autor de Dynamics of Contention, com Doug McAdam e Sidney Tarrow (2001) e Social Movements, 1768-2004 (2004), entre outros livros.